Com o objetivo na contratação dos serviços de publicidade, na divulgação de atos, editais, informativos, notas, entrevistas, em rádio, som local, filmagem, gravação e transmissão ao vivo, gerenciamento em sites, áudio visual etc, a Câmara Municipal de Jaguaquara tem para o exercício financeiro de 2021, mesmo com as adversidades da pandemia do novo coronavírus, o valor de R$ 141.840,000. A adjudicação e homologação do Pregão Presencial 03/2021 foi atualizado no Diário Oficial do Legislativo, presidido pelo vereador do PP, Nildo Pirôpo.

Em comparação ao ano de 2020 para os serviços, os valores ganharam aumento em quase 85%, saído das cifras de R$ 73. 510 para o valor atual de R$ 141.840,000. Os dados estão no Diário Oficial da Câmara de Vereadores.


Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.283 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 3.641 recuperados (+0,5%). O boletim epidemiológico desta sexta-feira (9) também registra 115 mortes. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas hoje. Dos 823.749 casos confirmados desde o início da pandemia, 801.938 já são considerados recuperados, 14.464 encontram-se ativos e 16.347 tiveram óbito confirmado.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.147.072 casos descartados e 189.558 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira. Na Bahia, 46.037 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.347, representando uma letalidade de 1,96%. Dentre os óbitos, 55,29% ocorreram no sexo masculino e 44,71% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,74% corresponderam a parda, seguidos por branca com 21,72%, preta com 15,26%, amarela com 0,47%, indígena com 0,13% e não há informação em 7,68% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 66,45%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,82%).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.


A pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP), foi arquivada, pelo juiz Marcel Laguna Duque Estrada, da 36ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça do Estado (TJE-RJ), a denúncia de racismo do volante Gerson, do Flamengo, contra o meia Índio Ramírez, do Bahia. De acordo com a decisão, após o estudo e análise das provas do inquérito, não foi possível atestar a ocorrência do crime na partida realizada no dia 20 de dezembro do ano passado.

“O crime de racismo é transeunte, ou seja, não deixa vestígios. Por isso, a palavra do ofendido é de grande relevância. Entretanto, no caso em tela, a afirmação do jogador Gerson é completamente dissociada do conjunto probatório. A lei processual brasileira adota o sistema da persuasão racional, consagrado no artigo 155 do Código de Processo Penal, que afasta qualquer hierarquia preestabelecida entre os meios de prova. Cuidadosa análise conjunta de todas as provas produzidas em sede policial impõe a conclusão de que não restou demonstrada a prática do crime”, declara o promotor.

Ainda conforme o magistrado, um laudo pericial, divulgado pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli, “não indica a ocorrência da agressão verbal noticiada por Gerson Santos da Silva. A prova técnica tão somente degrava trecho de entrevista e diálogos entre o atleta Gerson e o treinador Luiz Antonio Venker Menezes”.

Caso

Na partida em questão, válida pela 26° rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, no estádio do Maracanã, o volante do time carioca afirmou ter ouvido a frase “cala a boca, negro”, do meia colombiano Índio Ramírez, aos 7 minutos da segunda etapa, minutos após o jogador marcar para o time baiano. O placar final decretou a vitória do Flamengo por 4 a 3.


Diana não aceitava o fim do relacionamento de três anos e seis meses que teve com Iran | Foto: Reprodução

A estudante Diana Rosa Santos de Jesus, 27 anos, foi presa em flagrante, na noite da quarta-feira, 7, em Itabuna, após confessar ter esfaqueado e matado o ex-namorado, o comerciário Odlairan Ribeiro dos Santos, 29 anos. O rapaz levou uma facada no pescoço, durante uma suposta discussão com a mulher.

O crime foi cometido dentro da casa onde Odlairan morava, na Rua G, no bairro Monte Cristo. Diana teria invadido o imóvel. Segundo uma fonte policial, foi a própria mulher que acionou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para atender Iran, como o rapaz era chamado. Mas, quando os socorristas chegaram, ele já estava morto. A faca usada teria sido pega por Diana na cozinha da residência onde o homicídio foi cometido.

Ainda conforme o policial, o crime teve motivação passional, já que Diana não aceitava o fim do relacionamento de três anos e seis meses que teve com Iran. Ele revelou ainda que, na hora do fato, a vítima estava na companhia da namorada atual, o que teria deixado Diana ainda mais revoltada. Não foi possível confirmar se a jovem que estava com Iran também foi ferida na ação. “Eles já estavam separados, pelo que sei, já tinha quase um mês, mas ela não aceitava. Disseram que ele já estava com outra. Aí deu nisso”, explicou o agente.

Em um áudio gravado no celular, um vizinho do jovem contou que, na terça-feira, 6, Diana passou o dia na rua, próximo à casa de Iran. Para ele, a mulher premeditou o crime. “Desde ontem (terça-feira), ela estava aqui em frente à minha casa ‘maquinando’ o que fazer”, concluiu o homem, pedindo oração pela família de Iran. Diana foi autuada por homicídio e está custodiada no Complexo Policial de Itabuna, à disposição da Justiça.


 

O Tribunal de Contas dos Municípios, na  quarta-feira (07/04), rejeitou as contas da Prefeitura de Jaguaquara, da responsabilidade de Giuliano de Andrade Martinelli, referentes ao exercício de 2019. O gestor, além de extrapolar o limite para gastos com pessoal, não comprovou o pagamento de multas imputadas pelo TCM em processos anteriores. O conselheiro Paolo Marconi, relator do parecer, multou o gestor em R$10 mil pelas irregularidades apontadas no relatório técnico.

Também foi imputada ao prefeito uma segunda multa, no valor de R$70.200,00, que corresponde a 30% dos seus subsídios anuais, pela não recondução do índice de gastos com pessoal ao limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. Para a maioria dos conselheiros – que aplicam a Instrução TCM nº 003 – a despesa total com pessoal representou 56,50% da receita corrente líquida do município, superando, portanto, o limite de 54% estabelecido pela LRF. Para os conselheiros Paolo Marconi e Fernando Vita, que não aplicam a instrução em seus votos, esse percentual foi ainda maior, 60,03%.

No exercício, a Prefeitura de Jaguaquara arrecadou recursos na ordem de R$103.713.015,07 e promoveu despesas no total de R$107.494.292,69, resultando em déficit orçamentário de R$3.781.277,62. Além disso, os recursos deixados em caixa – no montante de R$8.080.531,65 – não foram suficientes para o pagamento das obrigações exigíveis no curto prazo, resultando em um saldo a descoberto de R$4.861.843,85. Essa situação compromete o equilíbrio das contas públicas.

Em relação às obrigações constitucionais e legais, todos os percentuais de investimento foram atendidos. O gestor aplicou 25,41% da receita resultante de impostos e de transferências na manutenção e desenvolvimento do ensino no município, quando o mínimo é 25%, e aplicou nas ações e serviços públicos de saúde 15,82% dos recursos específicos para este fim, superando o mínimo exigido de 15%. Também foram investidos 71,85% dos recursos do Fundeb no pagamento dos profissionais do magistério, sendo o mínimo 60%.

Sobre o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb, a Prefeitura não cumpriu as metas projetadas no Plano Nacional de Educação, já que nos anos iniciais do ensino fundamental (5º ano), o Ideb foi de 4,10, abaixo da meta de 4,40; enquanto que nos anos finais do ensino fundamental (9º ano), o índice foi de 3,20 ante uma meta de 3,90.

Cabe recurso da decisão.


Profissionais da imprensa que atuam em quatro cidades da região do Vale do Jequiriçá se reuniram virtualmente nesta quarta-feira, (07), no Encontro com a Imprensa – 2ª Temporada. O encontro promovido pela Largo Resources | Vanádio de Maracás teve por objetivo aproximar ainda mais a empresa dos comunicadores da região e promover um debate sobre cobertura segmentada.

O evento foi conduzido pelo jornalista Donaldson Gomes, editor de economia do jornal Correio*, que compartilhou sua experiência profissional, especialmente com economia e cobertura segmentada no setor de mineração. Durante o encontro, o jornalista falou sobre a importância de buscar dados e apresentou para os convidados fontes em que informações sobre arrecadação de impostos e crescimento econômico dos municípios podem ser consultadas.

Para Donaldson, conversar sobre o fazer jornalístico com colegas de profissão é sempre uma experiência muito rica. Ele ressaltou que a mineração vem promovendo uma grande transformação econômica na Bahia e é muito importante ter a oportunidade de falar sobre este tipo de cobertura jornalística e aprender mais sobre a realidade local.

O palestrante destacou a participação dos colegas da imprensa que dialogaram também sobre a atuação da empresa na região. “Foi muito interessante ver o interesse dos colegas na operação da Vanádio, em discutir possibilidades de melhorias para a região e no jornalismo econômico, mesmo após um longo dia de trabalho para muitos”, pontuou.

O momento foi também para estreitar o relacionamento entre empresa e comunicadores. Com a presença de Paulo Misk, CEO da Largo Resources e presidente da Vanádio de Maracás e Álvaro Resende, diretor de operações da Largo Resources | Vanádio de Maracás, os participantes tiveram a oportunidade de dialogar com os porta-vozes sobre a atuação da empresa na região.


Nesta quinta-feira (8), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) leiloou a subconcessão do trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) que se estende por 537 quilômetros entre as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia. O Governo da Bahia atuou ativamente para retomar a obra, de responsabilidade da União, por entender a importância do equipamento para o desenvolvimento econômico do estado.
Em decorrência desse movimento, foi possível haver o leilão do trecho da Ferrovia EF-334/BA, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, na B3, em São Paulo, por meio online. O arremate foi feito pela Bahia Mineração (Bamin), no valor de R$32,730 milhões.
O trecho 1 já tem mais de 80% concluído, com previsão de conclusão em 24 meses. Com o trecho 2, que chegará até Barreiras, a ferrovia funcionará como um corredor de escoamento de minérios do sudoeste baiano e da produção agrícola que vem do oeste, levando toda esta carga para o Porto Sul, uma das principais obras estruturantes realizadas pelo Governo da Bahia.  Com a construção da Ponte Salvador-Itaparica, outra grande obra estruturante do estado, o acesso entre a capital e o porto terá ainda redução de 100km no trajeto.
“Mais um dia de vitória. A Fiol será uma locomotiva de desenvolvimento da Bahia e agora vai rodar, carregando minério, soja, melhorando as condições de Ilhéus à Caetité – que vai se transformar em uma grande cidade em função da mineração -, além de Barreiras, um dos principais polos do agronegócio no estado. Essa ferrovia trará ainda mais progresso”, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.


Repercussão Nacional teve o caso da explosão do Agencia do Banco Bradesco em Itiruçu, na madrugada desta quinta-feira (08). Um Grupo usou explosivos na unidade e, na fuga, atirou para cima. Este é o terceiro banco atacado em quatro dias, na Bahia. O bando ainda atirou contra o batalhão da PM.

Todos os Jornais e afiliadas a TV Globo repercutiram o caso, mas não exercendo o crédito de autoria na programação ao vivo ao autor. A equipe do Itiruçu Online foi o único veículo de comunicação a cobrir na madrugada, chegando ao local minutos após o ocorrido, quando 5 homens fortemente armados explodiram a agencia bancária.

A TV Bab Bahia também exibiu, com créditos, as mesmas imagens cedidas pelo Itiruçu Online.


Na manhã desta quinta-feira, 8, o prefeito de Jequié, Zé Cocá, recebeu a visita do empresário Luiz Roberto Vieira Ribeiro, presidente do Grupo Buriti. Estiveram presentes o secretário de Governo, Hassan Iossef; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Celso Galvão.

Durante o encontro, foram discutidos assuntos referentes ao fomento econômico do município e a importância da chegada de novos empreendimentos comerciais e industriais para a geração de novas vagas de emprego com carteira assinada. Com uma rede de lojas de material de construção, sediadas nas cidades do sul da Bahia, o empresário Luiz Ribeiro, anunciou a abertura de uma filial da empresa em Jequié e, ainda, a abertura de 40 novas vagas de emprego, que deverão estar disponíveis assim que a instalação do empreendimento estiver sido concluída.

“A Buriti é uma empresa do varejo de materiais de construção, que opera em Itabuna, Ilhéus, Itacaré e toda a região sul do estado. Estamos chegando para fortalecer o comércio de Jequié. Já estávamos dialogando com o prefeito sobre a nossa vinda e hoje estamos trazendo a notícia. Já estamos com o imóvel alugado, e reforma iniciada para a garantia da inauguração no próximo mês de junho. Vamos gerar, diretamente, 40 empregos na cidade de Jequié. Temos a certeza que o empreendimento vai ser muito bem-sucedido aqui, porque é uma cidade que está em crescimento, que tem uma administração voltada ao empreendedorismo e é isso que a gente busca. Crescer, investir na cidade e poder realmente participar do comércio local.”, disse o empresário, Luiz Roberto Vieira Ribeiro.

“No meio dessa pandemia que assola o país, recebemos essa ótima notícia e que é fruto do trabalho e empenho da iniciativa da gestão municipal. Gerar essa confiança, criar a expectativa positiva e que atraia novos investimentos para a cidade. A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, vem fomentando o empreendedorismo e com isso, a geração de emprego e de renda no município, por meio de ações de estreitamento de laços com empresários, industriais e comerciantes.”, afirmou o secretário de Governo, Hassan Iossef.

“O desenvolvimento econômico é a base da qualidade de vida em uma cidade. Com emprego tudo se torna mais fácil, é a dignidade do cidadão. Jequié vem sofrendo com a pandemia que impactou todo o país, mas não estamos parados. Estamos trabalhando duro na busca por novas empresas, novos investimentos e a satisfação é grande quando encontramos gente interessada em vir para cá, em abrir negócios e contratar mão de obra local. É bom para a cidade e é bom para a população.”, destacou o prefeito Zé Cocá.


Um grupo fortemente armado explodiu, na madrugada desta quinta-feira (08), a Agência Bancária do Bradesco do município de Itiruçu, situada ao lado da prefeitura da cidade, na Rua Juscelino Kubitschek. Os criminosos usaram explosivos de logo depois saíram da cidade atirando para o alto assustando moradores.

De acordo com informações colhidas pela reportagem do Itiruçu Online no local, dois veículos foram usados pelos assaltantes, que conseguiram explodir o cofre da agência, deixando-a parcialmente destruída. Os dois caixas não foram atacados pelo bando. Mais fotos- Clique aqui

Acionada, a Guarnição da Polícia Militar esteve no local para evitar que populares adentrassem  com riscos de ainda haver explosivos no local. De imediato, o subtenente David Gomes acionou o comando da 93ª de Maracás e de toda região na tentativa de chegar aos criminosos.

Testemunham relataram que ouviram as primeiras explosões por volta das 02h20. A ação durou cerca de 20 minutos.  Não houve feridos. Foi a primeira vez que a Agência do Banco sofreu com ação de criminosos. Fotos do Blog Itiruçu Online.