O Bahia anunciou, no fim da manhã desta quarta-feira, a venda do volante Gregore para o Inter Miami, dos Estados Unidos. O Tricolor negociou 65% dos direitos econômicos do jogador e ficou com outros 35% para o caso de uma negociação futura. O volante assinará um contrato válido por quatro temporadas, com possibilidade de renovação por mais uma. O valor da negociação não foi divulgado. Porém, segundo apuração do ge, o Bahia recebeu 2,9 milhões de dólares pelos 65% do jogador. Na cotação atual, em conversão direta, o valor equivale a R$ 15,7 milhões.

– Nosso Conselho Fiscal terá acesso a toda a documentação, gostaríamos muito de poder divulgar tudo abertamente, mas o montante que ficou para o clube é equivalente ao da venda de Zé Rafael para o Palmeiras (R$ 14,5 milhões) – disse o presidente Guilherme Bellintani.

Um dos principais destaques do Tricolor nas últimas temporadas, Gregore despertou interesse de clubes de fora do país no ano passado. Em janeiro de 2020, uma equipe dos EUA ofereceu cerca de R$ 17 milhões por 80% dos direitos econômicos do atleta, porém o clube recusou.


A Bahia alcançou, até as 15h desta quarta (24), a marca de 420.792 vacinados com a primeira dose da vacina contra covid-19, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).  Nesta quarta, o estado recebeu mais remessas de vacinas contra o coronavírus. Serão ao todo 208.700 doses que chegarão ao aeroporto de Salvador em dois voos comerciais. O primeiro deles, com 129.500 vacinas pela AstraZeneca/Fiocruz chegou no final da manhã. O outro, que trará 79.200 doses da Coronavac/Butantan, está programado para pousar às 21h20 no Aeroporto de Salvador.

Até o momento foram distribuídas 447.980 doses primeiras doses para os municípios. Com isso, o percentual de aplicação em relação às doses disponibilizadas é de 93,9%. O estado já aplicou a segunda dose em outras  82.042 pessoas. Foram distribuídas 171.320 doses, com isso,  o percentual de aplicação em relação às segundas doses disponibilizadas é de 47,9%. A maior parte das 420.792 mil doses da vacina foram para os profissionais de saúde: 265.878. Além disso, 137.760  idosos acima de 80 anos, e de instituições de longa permanência, 16.542 indígenas aldeados e 612 pessoas com deficiência receberam a vacina até esta quarta.

De acordo com a Sesab, tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses.  O Ministério da Saúde autorizou a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, de acordo com o Governo do Estado, alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100% das doses disponibilizadas. Nesta quarta (24), a Bahia registrou 68 mortes e 4.398  novos casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%). No mesmo período, 3.659 pacientes foram considerados curados da doença (+0,6%). Do Correio.


Pesquisadores do Canadá descobriram que a perda de olfato e paladar em pacientes com Covid-19 pode durar até cinco meses após a infecção. Os dados preliminares foram divulgados nesta terça-feira (23). O trabalho completo será apresentado na reunião Anual da Academia Americana de Neurologia, em abril. As informações são do Correio Braziliense.

“Embora a covid-19 seja um problema de saúde novo, muitas pesquisas já mostraram que a maioria das pessoas infectadas perde o olfato e o paladar nos estágios iniciais da doença”, explica Johannes Frasnelli, pesquisador da Universidade de Quebec e um dos autores do estudo científico, por meio de comunicado.

No estudo, foram analisados 813 profissionais de saúde diagnosticados com Covid-19 confirmado pelo exame PCR. Os participantes tiveram de preencher questionário online e realizar um teste caseiro para analisar o desempenho do paladar e do olfato durante cinco meses. “Todos os analisados classificaram esses dois sentidos usando uma escala de 0 a 10, sendo que zero significava nenhum gosto ou cheiro e 10, fortes percepções”, detalham os autores do artigo.

Ao todo, 580 pessoas – que representam 71% do total – perderam o olfato no estágio inicial da doença. Desses, 297 (51%) não recuperaram o sentido após cinco meses. A “perda persistente” do olfato ocorreu em 134 (17%) pacientes.

Além disso, 527 participantes (64%) relataram perda de paladar no início da infecção. Cinco meses depois, 200 voluntários (38%) revelaram ainda não ter recuperado o sentido, enquanto 73 (9%) tiveram perda persistente.

“É pelas vias respiratórias que o patógeno consegue ter acesso ao nosso corpo, e isso faz com que ele se instale, primeiro, nas vias superiores, atingindo principalmente o bulbo olfatório. Essa ação inicial já provoca danos na região, o que atinge o olfato. A ausência do paladar também ocorre porque esses dois sentidos usam células sensoriais, e todas elas funcionam de uma forma interligada”, explica Luciano Lourenço, médico clínico geral e chefe da Emergência do Hospital Santa Lúcia, em Brasília.

O especialista brasileiro alerta que há estruturas cerebrais envolvidas no paladar e no olfato, o que levanta dúvidas sobre a possibilidade de outros efeitos do Sars-CoV-2 no sistema neural.

“Esse é um vírus muito inteligente, ele usa nossas células para atacar o nosso organismo, e isso faz com que tenha essa capacidade de gerar danos em outras áreas, além do sistema respiratório. A perda desses sentidos pode estar relacionada a alterações neurais provocadas pelo patógeno, mas ainda não temos certeza. Só vamos conseguir definir isso aos poucos, com mais pesquisas como essa, que vão nos ajudar a entender melhor qual o comportamento dessa enfermidade e suas consequências ao organismo”, analisa.


Foto/Blog Itiruçu Online.

Chegou a 100% a taxa de ocupação de leitos clínicos destinados à Covid-19 no Hospital Geral Prado Valadares (HGPV) e no São Vicente, ambos na cidade de Jequié, na região do Médio Rio de Contas. As Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) do HGPV estão em 95%. No São Vicente, não há mais vagas. A cidade registra 1.265 casos ativos da doença e 226 óbitos.

Os dados constam na plataforma de acompanhamento de leitos da Secretarial Estadual de Saúde (Sesab). De acordo com os dados, o Hospital Prado Valadares conta com 18 leitos clínicos, mas está com a demanda de 19 pacientes, o que coloca a taxa de ocupação em 106%. Já os leitos de UTI são 19, com 18 pacientes internados, representando 95% de taxa de ocupação.

No Hospital São Vicente a realidade é tão grave quanto. Todos os 40 leitos clínicos estão ocupados, assim como a totalidade dos 10 leitos de UTI. Ao Bahia Notícias, o prefeito Zé Cocá (PP) confirmou os dados e atribuiu a alta dos números a um relaxamento da população nas medidas de combate ao vírus. “Onde a taxa de ocupação está em 95%, vai subir para 100%, pois já tem gente na fila esperando. No Prado foi necessária a adaptação de novos pontos para atender leitos clínicos. Há um relaxamento total da população”, disse.

De acordo com o gestor, a cidade está fazendo 30 mil testes rápidos e a expectativa é que nos próximos 20 dias, sejam testados pelo menos 50% da população. “Até então estamos com uma média de mais de 15% de casos confirmados e essas pessoas assintomáticas estão circulando na rua. Precisamos botar essas pessoas para casa. Estamos fazendo um trabalho intenso de fiscalização e monitoramento por que de fato, depois da vacina a população achou que já tinha passado, mas não é bem assim”, disse.

Ainda de acordo com Cocá, até o final desta semana, 11 novos leitos clínicos devem ser abertos na cidade. “Estamos abrindo um leito de retaguarda no município em parceria com o Prado Valadares para dar esse apoio e tentar evitar a superlotação. Vamos fazer fazer 11 leitos iniciais e já estamos recuperando uma área para, caso necessário, abrir mais leitos clínicos”, explicou. Fonte/BN.


A falta de empatia nas relações sociais no Brasil é o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aplicado nesta terça-feira, 23, tanto para estudantes que tiveram as provas canceladas por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19) quanto para aqueles que pediram para participar da reaplicação do exame porque foram prejudicados na aplicação regular, e para os candidatos privados de liberdade.

O tema foi anunciado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta tarde, após o início das provas. Os participantes precisam escrever um texto dissertativo-argumentativo opinativo e organizado para a defesa de um ponto de vista.

A opinião do autor deve estar fundamentada com explicações e argumentos, ou seja, na redação o participante deverá dissertar sobre o assunto proposto descrevendo-o e explicando-o. Além disso, é necessário defender a opinião colocada na construção textual, com o objetivo de convencer o leitor com base em argumentos. A redação deve ter, no máximo, 30 linhas e o texto deverá ser desenvolvido a partir da situação-problema apresentada e dos subsídios oferecidos pelos textos motivadores.

A prova de redação é a única subjetiva do exame e tem, por isso, critérios especiais de correção. Cada redação é corrigida por pelo menos dois corretores. As notas variam de zero a 1 mil.

Para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino superior, e do Programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior, é necessário não ter tirado zero na redação.

Além da prova de redação, os estudantes fazem hoje as provas objetivas de linguagens e ciências humanas. A aplicação segue amanhã (24), quando os participantes resolvem as questões de matemática e ciências da natureza.

Reaplicação


A remessa de 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 que chegou ontem (23) da Índia já está com o Ministério da Saúde após ter passado por conferência de temperatura e integridade da carga e receber etiquetas com informações em português no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz).

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o último caminhão com lotes do imunizante saiu às 00h20 desta quarta-feira (24) do prédio de Bio-Manguinhos.

O avião com o imunizante vindo do Instituto Serum, na Índia, aterrissou na manhã de ontem (23) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, e depois os lotes foram encaminhados para a Fiocruz no Rio de Janeiro.

O material já veio pronto para ser aplicado e foi apenas rotulado na Fiocruz. A importação de doses prontas é uma estratégia paralela à produção de imunizantes a partir da chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), para acelerar o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

Não há data prevista para o recebimento de mais 8 milhões de doses pelo acordo com os parceiros AstraZeneca e Institu


A cantora Karol Conká foi eliminada nesta terça (23) com 99,17% dos votos e, com essa porcentagem, bateu o recorde de rejeição de todas as edições do reality.

Ao ser eliminada em um paredão contra Karol Conká quebrou um recorde duplo: a maior rejeição total e a maior rejeição para paredões triplos. Os recordes anteriores foram da semana passada, com Nego Di.

Antes desta edição, a participante Aline Cristina, do “BBB5”, manteve a posição de mais rejeitada do programa por 15 anos. Ela saiu da casa com 95% dos votos em uma disputa contra Grazi Massafera. Aline foi considerada falsa e fofoqueira pelo público.

A quinta edição teve outra eliminação acima da casa dos 90%: o médico Rogério, conhecido como Dr. Gê, saiu com 92%. Ele foi considerado o “vilão” do programa.

A segunda maior rejeição ERA a de Patrícia Leitte, em 2018. Ela saiu com 94,26%, depois de protagonizar uma briga com Gleici, campeã do “BBB18”. Patrícia detinha o recorde de votação para um paredão triplo.

Outras duas participantes da edição de 2018 estão no TOP 10 de rejeições do “BBB”: Nayara, com 92,69%, e Ana Paula, com 89,85%.

Veja lista com maiores rejeições do programa;


Diante do atual cenário da pandemia do novo Coronavírus, o qual, do ponto de vista epidemiológico, considera que o vírus está se espalhando de maneira diferente, principalmente entre a parcela mais jovem da população, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, segue aplicando os testes rápidos da Covid-19. A ação, iniciada nesta segunda-feira, 22, será estendida e contará com 30 mil testes, visando a identificação de casos positivos da doença, entre moradores da sede do município e das pessoas que residem nas localidades da Zona Rural.

No primeiro dia de testes, no ponto de testagem, instalado na parte superior da Praça Rui Barbosa, cerca de 200 testes foram aplicados e 29 casos assintomáticos foram identificados, perfazendo um total de 15% das pessoas testadas, representando um índice elevado de casos positivos de pessoas com a doença e que não estavam sendo monitoradas pela Vigilância Epidemiológica.

Nesta terça-feira, 23, a ação de testagem para a Covid-19, esteve nos distritos de Itajuru e Florestal, e na Praça Rui Barbosa, no Centro, onde dezenas de pessoas foram testadas.

Confira o cronograma da blitz para testagem da Covid:

“Aumentamos a quantidade de testagem porque assim conseguiremos, por meio dos resultados dos testes, prever essa quantidade de pessoas positivas, porém assintomáticas, que continuam contaminando quando estão no convívio social. A ideia é barrar a contaminação ou de alguma forma prevenir, quando detectamos. Por isso, tomamos essa decisão da testagem em massa. O prefeito já confirmou que pretende testar 30 mil pessoas, o que nos dará uma noção mais exata da realidade dos casos de assintomáticos e sintomáticos que existe entre a população. Ao mesmo tempo em que pedimos à população que mantenham os cuidados de higiene e os protocolos de saúde, com o distanciamento e a não aglomeração. Neste momento, contamos com o apoio de todos.”, disse a secretária de Saúde, Polliana Leandro.


O início do ano letivo 2020/2021 na rede estadual de ensino está programado para o próximo dia 15 de março, de forma 100% remota. O planejamento foi anunciado pelo governador Rui Costa e pelo secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, durante o Papo Correria desta terça-feira (23). A volta do ensino no modo presencial não tem data prevista e está condicionada aos parâmetros sanitários relacionados à Covid 19 no estado.

O governador destacou que o início das aulas com atividades remotas irá contemplar todos os alunos da rede estadual. O planejamento da Secretaria da Educação do Estado indica a realização dos dois anos letivos, de 2020 e 2021, até o dia 29 de dezembro, com 1.500 horas aula. Serão três fases de atividades escolares. Após a etapa 100% remota, será a vez da fase híbrida, com três dias da semana de aulas remotas e outros três de aulas presenciais e, por fim, a retomada das aulas 100% presenciais.


A deputada federal Flordelis, fala sobre a morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo.

Desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiram suspender a deputada Flordelis do cargo, pelo período de um ano. A decisão foi tomada nesta terça-feira (23), por unanimidade, pelos três magistrados que compõem a câmara. A decisão será encaminhada dentro de 24 horas à Câmara dos Deputados, que dará a palavra final sobre a medida. Acompanharam o voto do relator, Celso Ferreira Filho, os desembargadores Antonio José Ferreira de Carvalho e Kátia Maria Amaral Jangutta.

Flordelis é acusada de ser mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo. Além do afastamento das atividades parlamentares, ela e mais 10 acusados, entre filhos naturais e adotivos, aguardam a decisão da 3ª Vara Criminal de Niterói para saber se irão a júri popular.

O relator Celso Ferreira Filho destacou que a condição de parlamentar dá a Flordelis situação privilegiada em comparação à dos demais réus em relação a sua defesa no processo.

“Inicialmente é de se assinalar ser irrefutável que a condição de parlamentar federal que ostenta, no momento, a ora recorrida, lhe proporciona uma situação vantajosa em relação aos demais corréus da ação penal originária. Tanto assim, que não foi ela levada ao cárcere. Inquestionável, também, que o poder político, administrativo e econômico da ora recorrida lhe assegura a utilização dos mais diversos meios, a fim de fazer prevalecer a sua tese defensiva”, escreveu o desembargador.

A defesa da deputada Flordelis foi procurada para se posicionar sobre a decisão, mas ainda não se manifestou.