Há exatos 48 anos, a pequena Araceli desapareceu em Vitória, no Espírito Santo. Só foi encontrada seis dias depois. Espancada, estuprada, drogada e morta. Seu corpo foi desfigurado com ácido. Os suspeitos foram absolvidos e o crime, arquivado. A data do assassinato ficou marcada e, no ano 2000, foi instituído o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado hoje (18).

O assassinato brutal de Araceli é apenas a faceta de um crime que acontece diariamente dentro dos lares. Nem todos terão esses requintes de crueldade e nem todos serão cometidos por psicopatas ou pessoas fora da lei. A maioria deles vai ocorrer com quem já tem a confiança da criança. “Infelizmente o pedófilo, o abusador, ele está dentro de casa ou frequenta a casa ou faz parte do núcleo familiar em que aquele menor convive”, afirma Raquel de Andrade, presidente do Instituto Infância Protegida, organização não governamental (ONG) do Espírito Santo que dá amparo jurídico e psicológico a crianças, adolescentes e adultos vítimas de violência sexual.
Foi exatamente o que aconteceu com M.C, hoje com 31 anos. “Não sei ao certo em qual idade começaram os abusos, tenho alguns flashes de cenas aos 8 ou 9 anos. Um amigo do meu pai, devia ter seus 60 anos, alcoólatra e fumante (digo isso porque o cheiro dele não esqueço) me pegava em um canto, em churrascos nos finais de semana, onde todos os adultos estavam, sem condições de zelar pelo bem-estar das crianças. Fazia isso comigo e com a minha irmã ao mesmo tempo”, lembra. Infelizmente, esse não foi o único episódio de abuso pelo qual ela passou: “Pouco tempo depois, um professor particular me dava aulas de violão em casa. Eu com 11, ele com 35. Ele me disse, depois de uma aula, que eu era muito bonita, que tinha um estilo legal e me pediu um beijo”, relata.


Foto/Blog Itiruçu Online

O governador Rui Costa anunciou à Delegada-Geral Heloísa Campos de Brito a ordem de serviço para a construção da nova Delegacia Territorial de Jaguaquara. As futuras instalações foram visitadas nesta terça-feira (18) e ficam localizadas ao lado do 19° Batalhão de Polícia Militar do município. Outras 200 delegacias estão previstas para reforma em Salvador e no interior do estado.


O governo anuncia nesta terça-feira, 18, um conjunto de medidas voltadas aos caminhoneiros, como forma de agradar à classe de trabalhadores e conter ameaças de greves. Batizado de Gigantes do Asfalto, o programa vai incluir ações voltadas para melhoria de infraestrutura rodoviária, regulação e serviços de apoio, financiamento específico para os trabalhadores e ações para melhoria de qualidade de vida. Mudanças que levem à queda no preço do diesel, uma das ações que os caminhoneiros mais esperam, não entraram no pacote.

O programa será coordenado pela Comissão Nacional de Autoridades de Transportes Terrestres (Conatt). As medidas regulatórias também incluirão uma medida provisória que alterará a lei de pesagem dos caminhões, mudando limites de tolerância e na forma de pesagem.
Uma das principais apostas do governo para reduzir os custos dos caminhoneiros autônomos, aqueles que trabalham para si e não como funcionários de empresas, é o chamado Documento Eletrônico de Transportes (DT-e), um recurso que poderá ser usado pelo celular do trabalho. Com a medida, o governo espera eliminar intermediários, como despachantes e empresas de transportes, que chegam a tomar 40% da renda do trabalhador autônomo. A ideia é que, com o celular, o próprio caminhoneiro consiga prestar uma série de serviços diretamente, e de forma oficial e regularizada.

Sobre acesso a recursos, a Caixa vai lançar uma carteira de produtos dedicados aos caminhoneiros, com financiamentos para compra e manutenção dos veículos, por exemplo.

Na área de melhoria de infraestrutura, o governo estima a injeção de R$ 9,7 bilhões em mais de 20 obras, como construção de terceira faixa de rodovia e pesagem dinâmica dos caminhões, com uso de tecnologia. A expectativa é que, nessas ações, sejam criados mais de 90 mil empregos diretos e indiretos. Estão previstas exigências, em novas concessões de rodovias, para que as empresas instalem pontos de descanso.


Nesta terça-feira (18) a Bahia ultrapassou a marca de 3 milhões de baianos vacinados com a primeira dose da vacina contra o coronavírus (Covid-19). O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, destaca que a Bahia é o estado brasileiro com maior agilidade na aplicação da vacina. “Imunizamos 1 milhão de pessoas em 30 dias e poderíamos vacinar ainda mais se o Governo Federal enviasse doses em quantitativo suficiente para atender a demanda”, afirma.

O titular da pasta estadual da Saúde destaca ainda que “a partir de agora, cada baiano que somar-se a essa população já vacinada, estará reduzindo progressivamente e exponencialmente o risco da nossa população. É muito importante não esquecer de vacinar para a segunda dose, sendo 28 dias para a Coronavac e 12 semanas para a Astrazeneca/Oxford e Pfizer. Quero apelar aos municípios, aos prefeitos e secretários de saúde que reforcem as equipes de vacinação para que possamos continuar mantendo a Bahia como o estado que vacina mais rápido os seus habitantes”, afirma Vilas-Boas.

A Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados, superando a marca de 20% da população vacinada com a primeira dose. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/


O governador Rui Costa assinou hoje, durante visita ao município de Jaguaquara, a sonhada ordem de serviço do projeto que trará água para os municípios de Irajuba, Itaquara, Lafaiete Coutinho, Planaltino, Maracás, Lajedo do Tabocal  e Itiruçu pela Embasa, dentre outros na região.

O projeto é discutido há anos, mas apenas estava em conversas e lutas da classe política . A água deverá ser enviada através do Rio Paraguaçu.  A ordem do projeto ultrapassa o valor de R$ 140 milhões.


Uma jovem de 23 anos cometeu suicídio nesta segunda-feira, 17 de maio, na Quadra 27, no Condomínio Parque do Sol, bairro Jequiezinho. Segundo informações, a vítima Lúcia de Fátima Santos teria usado um lençol para se enforcar. O corpo foi encontrado dentro de uma residência. Fátima era estudante e amante da pratica esportiva.  O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Jequié. Por Marcos Cangussu.


Um homem morreu em um acidente entre um carro e uma caçamba na manhã desta segunda-feira (17), na BR-330, entre as cidades de Jitaúna e Jequié, no sudoeste da Bahia. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A vítima foi identificada como Lauro de Melo Pita Filho, de 52 anos. Ele era médico anestesiologia e atuava em hospitais e clínicas em Itabuna, dentre elas a Day Horc, o Hospital Manoel Novaes, o Hospital Calixto Midlej Filho e o Hospital São Vicente de Paula.

Segundo a PRF, ele estava no carro que bateu de frente com a caçamba, por volta das 7h. Com o impacto da batida, a frente do carro em que o médico estava ficou destruída. Já a caçamba ficou com a parte lateral danificada. A vítima morreu no local. Segundo a Polícia Civil, a outra vítima do acidente, que não teve a identidade divulgada, foi encaminhada para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, mas o estado de saúde não foi divulgado.

O corpo de Lauro foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e as causas do acidente são apuradas pela PRF.

Por meio de uma rede social, o Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed-BA) lamentou a morte do médico. Veja texto na íntegra:

É com grande pesar que o sindimed-Ba informa o falecimento do anestesiologista Dr. Lauro de Melo Pita Filho. Egresso da Escola Bahiana de Medicina, Dr. Lauro atuava em vários hospitais e clínicas na cidade de Itabuna, dentre elas a Day Horc, o Hospital Manoel Novaes, o Hospital Calixto Midlej Filho e o Hospital São Vicente de Paula.

O sindimed-BA se solidariza com os familiares e amigos do médico e deseja que todos encontrem conforto e paz neste momento difícil. G1 Bahia. 


Foto/Blog Itiruçu Online

Durante o São João, o transporte intermunicipal será suspenso em toda a Bahia. A medida foi anunciada na manhã desta segunda-feira (17) pelo governador Rui Costa, como forma de tentar conter a circulação de pessoas durante o feriado.

“Nós vamos agir no sentido de limitar ao máximo o contágio no São João. Todas as vezes que, por alguma razão, as pessoas se juntaram, duas semanas depois os casos aparecem”, justificou o governador, ao falar com a imprensa na entrega de uma contenção de encosta no bairro de Boa Vista do Lobato, em Salvador.

Neste ano, o feriado não foi antecipado, pois o gestor avaliou que a medida não foi efetiva em 2020, mas os festejos juninos não serão realizados, como no ano passado. Na Bahia, o número de óbtis decorrente da Covid-19 é de 19.894 mil e o índice de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para Covid está na faixa dos 80%.


Uma festa de paredão com mais de 100 convidados foi encerrada, na noite de sábado, 15, na Fazenda Furado dos Veados, situada na zona rural do município de Brumado. Três pessoas foram conduzidas por guarnições da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Brumado).

Uma denúncia anônima levou as equipes até o local, onde ocorria a comemoração. Vinte e sete adolescentes e 70 adultos participavam da festa. “Também foram encontrados diversos frascos vazios de lança-perfume”, detalhou o comandante da 34ª CIPM, major Mário Augusto dos Santos Cabral, O proprietário do sítio, o dono do paredão e um homem flagrado com porções de cocaína acabaram conduzidos à Delegacia Territorial da cidade.


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a critica o isolamento social nesta segunda-feira, 17, em conversa com apoiadores na frente do Palácio do Planalto.  Segundo o presidente, quem fica em casa, em obediência às medidas restritivas para evitar a disseminação do coronavírus, são “idiotas”.  Bolsonaro também enalteceu o agronegócio, que o homenageou em um ato na Esplanada dos Ministérios no sábado. 15. Ele disse que o homem do campo não parou durante a pandemia e, assim, garantiu alimentos para quem deixou de sair às ruas.

“O agro realmente não parou. Tem uns idiotas aí, o ‘fique em casa’. Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa. Se o campo tivesse ficado em casa, esse cara tinha morrido de fome, esse idiota tinha morrido de fome. Daí, ficam reclamando de tudo”, disse Bolsonaro. O isolamento é considerada a medida mais efetiva para frear o avanço da Covid-19, uma vez que o coronavírus é transmitido quando se entra em contato com secreções de outras pessoas contaminadas, como espirros ou mesmo como partículas de saliva comuns quando outras pessoas falam.