Ao menos 15 pessoas ficaram feridas após o ônibus onde estavam bater em uma árvore, na BR-420, altura de Laje, cidade a cerca de 235 km de Salvador, neste sábado (25). As informações são do 16º Grupamento de Bombeiros Militares (BPM), que atende na região. Conforme a corporação, o acidente ocorreu no povoado de Riacho da Lama. Informações preliminares apontam que o veículo perdeu a direção, desceu uma ribanceira e só parou quando atingiu a árvore. O motorista do veículo ficou presos às ferragens. Mas, apesar da situação, ele não corre risco de vida. Ele e os outros feridos foram levados para a unidades médicas da região. Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.


Policiais rodoviários federais flagraram na tarde desta sexta-feira (24), no Km 404 da BR 324 em Capim Grosso (BA), um Chevrolet/Camaro2S com débitos cadastrados no sistema. O veículo, emplacado em Senhor do Bonfim, está com a documentação atrasada desde 2016. Além disso o condutor não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Diante das infrações de trânsito apresentadas, os PRFs emitiram as notificações previstas nos incisos V do art. 230 (Conduzir o veículo que não esteja registrado e devidamente licenciado) e mais o inciso I do art. 162 (Dirigir veículo sem possuir CNH ou Permissão para Dirigir), ambos da Lei 9.503/97 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Estima-se que o Camaro já acumula mais de 20 mil reais de débitos já vencidos, entre multas e taxas. O veículo foi recolhido ao pátio contratado com a PRF e somente será liberado ao proprietário após a quitação dos débitos vencidos e atualização do licenciamento anual. A PRF destaca sua missão de garantir segurança com cidadania nas rodovias federais e nas áreas de interesse da União.


Foto/Itiruçu Online

Aline Moraes de Almeida – de 35 anos, popular Nega, natural de Itiruçu– morreu na madrugada desta sábado   (25) na BR-116, trecho conhecido como a reta da coalhada. De acordo com informações, Aline estava andando sobre a BA-250 na localidade da Lagoa Nova, com sintomas de embriagues, pois  era usuária de bebidas alcoólicas.

Ainda segundo fontes, a vítima estava embriagada e perambulando sobre a pista, quando conseguiu desviar de uma carreta e acabou sendo atingida por um ônibus e, com o impacto, morreu no local.  Não há informações de como a mulher foi parar no local onde foi atropelada, já que fica distante de onde havia sido vista horas antes.

Aline era irmã do Cláudio Batera, que ficou famoso por construir uma bateria com lataria e aparecer no Caldeirão do Huck e Domingão do Faustão, da Rede Globo, mas que hoje sofre com o alcoolismo. O corpo foi levado ao IML e devolvido aos familiares. Aline morava na Avenida Arthur Inácio, em Itiruçu.


Os pequenos negócios que foram excluídos do Simples Nacional em 2019 têm até 31 de janeiro para regularizarem as pendências e fazerem uma nova adesão ao regime, desde que não haja débito com a Receita Federal ou a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

O prazo também se aplica aos empresários interessados em aderir ao regime pela primeira vez. Caso contrário, o ingresso acontecerá somente no próximo ano. Ao optar pelo Simples Nacional, o empresário tem a oportunidade de pagar oito tributos, entre municipais, estaduais e federais, de uma única vez, reduzindo os custos tributários. Também fica livre de obrigações acessórias com vencimentos distintos, reduzindo a burocracia para administrar o negócio.

Para empresas em início de atividade, o prazo para a solicitação é de 30 dias contados do último deferimento de inscrição (municipal ou estadual, caso exigível), desde que não tenham decorridos 180 dias da data de abertura constante do CNPJ (para empresas abertas até 31/12/2019) ou 60 dias (para empresas abertas a partir de 01/01/2020). Todo o processo de adesão é feito exclusivamente pela internet, por meio do Portal do Simples Nacional.

Pendências com o Simples Nacional

Enquanto não vencer o prazo, os contribuintes com débitos junto ao Simples Nacional (que foram excluídos) ou com débitos junto a outros entes (que nunca optaram pelo Simples Nacional) podem regularizar as pendências que impedem o ingresso no regime. Os devedores têm a opção de pagar os débitos à vista ou realizar o parcelamento convencional (aberto a qualquer tempo) em até 60 meses, com, no mínimo, duas parcelas.

O parcelamento também pode ser feito Portal do Simples Nacional ou no Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), no serviço “Parcelamento – Simples Nacional”. O acesso ao Portal do Simples é feito com certificado digital ou código de acesso gerado no próprio portal. Para acessar o e-CAC, é necessário certificado digital ou código de acesso gerado pelo site. O código gerado em uma página da internet não pode ser usado para acessar outra.


Uma pessoa ficou ferida após o carro em que estava cair em uma praia de Ilhéus, cidade do sul da Bahia, na madrugada desta sexta-feira (24). As informações são do 5º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), que atende na região. Segundo os bombeiros, o caso ocorreu na Praia do Marciano, por volta das 2h. Não há destalhes sobre as circunstâncias do acidente. O motorista do veículo não precisou de atendimento médico. Já a pessoa que estava no carona foi socorrida por populares e levada para o Hospital Costa do Cacau. Não há informações sobre o estado de saúde dela. O carro foi retirado do local com ajuda de um guincho.


Desde a quarta-feira, dia 22, o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, acionou o Comitê Emergencial, formado por todas as Secretarias municipais, para intervirem, de forma pontual, para tratarem das ocorrências ocasionadas pelas fortes chuvas que se precipitaram sobre a cidade. Foram identificados alagamentos em algumas localidades, como no entorno da Estação Rodoviária e Avenida Santa Luzia, no bairro Joaquim Romão; no entorno do Centro de Abastecimento Vicente Grilo; na Avenida Landufo Caribé; na Avenida Rio Branco, nas imediações da Biblioteca Municipal, em trechos dos bairros Mandacaru, KM 3 e KM 4 e no Loteamento Vila Aeroporto, no Jequiezinho. Além disso, quedas de árvores e a água das chuvas trouxeram lama e entulho, prejudicando o acesso de algumas ruas. As equipes da Secretaria de Serviços Públicos e da Secretaria de Infraestrutura já começaram a fazer a limpeza das vias, a desobstrução de bueiros e canais de escoamento, retirando o entulho e o lixo trazido pelas águas.

A Secretária de Educação disponibilizou o Centro Educacional Presidente Médici, no Joaquim Romão, para a alocação de famílias possivelmente atingidas pelas chuvas e a Secretaria de Desenvolvimento Social vem visitando os locais mais atingidos para a identificação das ocorrências que serão atendidas pela área Social.

A Prefeitura de Jequié disponibilizou o número da Ouvidoria Geral do Município (0800 071 1710), via ligação gratuita e, ainda, o número (73) 3526-8039, para o aplicativo de mensagens WhatsApp, para que a população informe sobre ocorrências de alagamentos, deslizamentos de terra ou solicitação de ajuda, caso ocorram problemas em decorrência das chuvas.


O Brasil registrou a criação de 644 mil vagas de emprego formal no ano passado, 21,63% a mais que o registrado em 2018. De acordo com o Ministério da Economia, é o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (24), mostram que o estoque de empregos formais chegou a 39 milhões de vínculos. Em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

Todos os oitos setores da economia registraram saldo positivo no último ano. O destaque ficou com o setor de serviços, responsável pela geração de 382,5 mil postos. No comércio, foram 145,4 mil novas vagas e na construção civil, 71,1 mil. O menor desempenho foi o da administração pública, com 822 novas vagas.

No recorte geográfico, as cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da Região Sudeste, com a criação de 318,2 mil vagas. Na Região Sul, houve abertura de 143,2 mil postos; no Nordeste, 76,5 mil; no Centro-Oeste, 73,4 mil; e no Norte, 32,5 mil. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (2,01%); Norte (1,82%); Sudeste (1,59%) e Nordeste (1,21%).

Em 2019, o saldo foi positivo para todas as unidades da federação, com destaque para São Paulo, com a geração de 184,1 mil novos postos, Minas Gerais, com 97,7 mil, e Santa Catarina, com 71,4 mil.

De acordo com o Caged, também houve aumento real nos salários. No ano, o salário médio de admissão foi de R$ 1.626,06 e o salário médio de desligamento, de R$ 1.791,97. Em termos reais (considerado o deflacionamento pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC), registrou-se crescimento de 0,63% para o salário médio de admissão e de 0,7% para o salário de desligamento, na comparação com novembro do ano passado.

Novas regras

Segundo os dados divulgados hoje, em 2019 houve 220,5 mil desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado. Os desligamentos ocorreram principalmente em serviços (108,8 mil), comércio (53,3 mil) e indústria de transformação (35 mil). Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo ficou positivo em 85,7 mil empregos. O melhor desempenho foi do setor de serviços, que fechou 2019 com 39,7 mil novas vagas. No comércio, o saldo ficou em 24,3 mil postos; na indústria da transformação, 10,4 mil; e na construção civil 10 mil. As principais ocupações nessa modalidade foram assistente de vendas, repositor de mercadorias e vigilante.

Já no regime de tempo parcial, o saldo de 2019 chegou a 20,3 mil empregos. Os setores que mais contrataram nessa modalidade foram serviços, 10,6 mil; comércio, 7,7 mil; e indústria de transformação, 1,2 mil. As principais ocupações foram repositor de mercadorias, operador de caixa e faxineiro.

Dados de dezembro

Já no mês de dezembro, o saldo de novos empregos foi negativo. Segundo o Ministério da Economia, o resultado ocorre todos os anos. “Trata-se de uma característica do mês, devido aos desligamentos dos trabalhadores temporários contratados durante o fim de ano, além da sazonalidade naturalmente observada nos setores de serviços, indústria e construção civil”, informou a pasta.

No último mês de 2019, o saldo ficou negativo em 307,3 mil vagas. Em 2018, o saldo de dezembro havia sido de 334,4 mil vagas fechadas. Os maiores desligamentos foram no setor de serviços, com menos 113,8 mil vagas, e na indústria de transformação, com redução de 104,6 mil postos de trabalho. O comércio foi o único a apresentar saldo positivo, com 19,1 mil vagas criadas.

Na modalidade de trabalho intermitente, o saldo também foi positivo: 8,8 mil novas vagas em dezembro. Comércio e serviços dominaram as contratações com saldos de 3,7 mil e 3,1 mil novos postos, respectivamente. Já o trabalho parcial teve déficit de 2,2 mil vagas no mês passado.


Mais uma etapa para a construção da Ponte Salvador – Itaparica foi concluída com a publicação no Diário Oficial do Estado (D.O.E), desta sexta-feira (24), da homologação do Consórcio que fará a obra. Após a assinatura do contrato com o Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), previsto para março, o consórcio terá um ano para elaborar o projeto e outros quatro para executar o equipamento.
A gestão e administração da ponte terá duração de 30 anos. O investimento será de R$ 5,4 bilhões e o aporte do Estado será de R$ 1,5 bilhão. A previsão é que sejam gerados sete mil empregos durante a construção do equipamento. “A ponte não é apenas um vetor de ligação entre Salvador e Itaparica, mas está sendo considerada como um vetor de desenvolvimento para o estado da Bahia”, afirma Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura.

O consórcio Ponte Salvador Itaparica é formado pelas empresas China Railway 20 Bureau Group Corporation – CR20; CCCC South America Regional Company S.Á.R.L – CCCC SOUTH AMERICA e China Communications Construction Company Limited – CCCCLTD.


Um homem utilizando camisa e crachá de uma clínica de recuperação para dependentes químicos é suspeito de aplicar golpes no comércio de Ubatã. De acordo com publicação do blog Ubatã Notícias, o homem, segundo testemunhas, se apresentava no comércio e pedia doações, que supostamente seriam utilizadas para custear despesas. O homem ainda é suspeito de ter furtado um celular de uma funcionária durante abordagem num supermercado. O radialista Garcia Júnior, em contato com a proprietária da Clínica “Voltar a Viver”, com sede em São Paulo, negou que o homem fosse funcionário da empresa e tampouco que a clínica trabalhasse com doações. Não há informações precisas sobre quantidade de doações arrecadadas e tampouco de valores. Em tempo, o caso deve ser investigado pela Polícia Civil. *Ubatã Notícias


Ao menos três pessoas morreram e uma criança ficou ferida após o carro onde estavam capotar na BR-116, altura de Manoel Vitorino, cidade do sudoeste da Bahia, na madrugada desta sexta-feira (24). As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Conforme a polícia, informações preliminares apontam que o carro estava em alta velocidade e que o motorista do veículo estava sonolento. As vítimas eram de Minas Gerais, entretanto não há informações sobre o destino da viagem.Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região. A criança foi atendida pelo Samu e levada para o Hospital Prado Valadares. Não há informações sobre o estado de saúde.

Segundo a Polícia, estavam no carro de passeio: Lucilene Donizia dos Santos, de 45 anos; Riketny Barbosa Dionizia, de 22 anos; e Edson Barbosa dos Santos, de 49 anos. Ambos da mesma família, sendo Riketny Barbosa Dionizia filha do casl Lucinene e Edson. A criança que estava no veículo segue internado no HGPV, em Jequié.