Depois de ficar fora da última edição por questões de dívidas com a Copa Intervale na edição 2017, Itiruçu voltou a ter sua seleção disputando o 2º maior certame entre cidades da Bahia, a Copa Intervale, depois de o pastor Bita articular e conseguir a absolvição pela dívida.   O primeiro desafio foi diante do América, time que representa do Entroncamento de Jaguaquara na competição e que construiu o placar ainda no primeiro tempo de jogo, aplicando 3×0 sobre o selecionado Itiruçuense.

O jogo foi realizado debaixo de muita chuva e com gramado pesado, reclamado pelo técnico Itiruçuense José Wilson, que disse acreditar na redenção da equipe para buscar a classificação.

Jogo debaixo de chuva fez torcedor não ir assistir partida. Pouquíssimos compareceram. 

O Time do Entroncamento mostrou superioridade em campo, não dando oportunidades a equipe comandada pelo pastor Bita de jogar. Já no segundo tempo com as alterações feitas na equipe, entrando o zagueiro Adilton, lateral Josiélio e o meia Rick a seleção conseguiu igualar o jogo e nos últimos 48 minutos não sofreu gol, mas também não conseguiu diminuir o placar.

O próximo compromisso de Itiruçu será contra o time de Iramaia jogando em casa, no próximo domingo (31).


Os tubos para a construção da adutora, que vai levar água da estação de tratamento de Juquiriçá para Ubaíra já chegaram ao local das obras em Ubaíra. O deputado estadual Zé Cocá (PP) comemorou o rápido atendimento da solicitação e agradeceu ao governador Rui Costa, ao presidente da Embasa, Rogério Cedraz e o gerente regional de Jequié, César Melhem.

Essa solicitação foi requerida pelo deputado Zé Cocá, que esteve na sede da Embasa no final do mês de fevereiro, acompanhado do prefeito de Ubaíra, Fred, e do ex-prefeito Fabinho.

“Essa adutora vai melhorar significativamente a vida dos moradores de Ubaíra. Essa é uma reivindicação antiga, mas graças a Deus, o presidente Rogério, sensível à situação do município, está dando celeridade às obras e, com certeza, em breve os problemas de abastecimento serão solucionados”, afirmou Zé Cocá.

O parlamentar lembrou que na reunião, que aconteceu no dia 26 de fevereiro, o presidente da Embasa afirmou que seria breve nas obras, que tem um prazo de 120 dias para a conclusão. “Nós precisamos destacar o papel do governador Rui Costa, que vem fortalecendo os municípios, cuidando com atenção especial dos problemas de a abastecimento de água. Ubaíra agradece!”, frisou.


Muro está com cerca improvisada.

O Vereador Paulo Ézio – Paulinho do PSB – cobrou esta semana durante sessão na Câmara de vereadores, pedindo atenção com urgência para a manutenção dos Cemitérios na sede e zona rural de Itiruçu.

O Representante do Poder Legislativo Itiruçuense destacou  no sentido de cobrar ações, que a cerca do muro da sede do município ter desabado há vários meses  e a prefeitura apenas ter improvisado  no local com cerca de arame, permitindo o fácil acesso de animais e pessoas para dentro do cemitério, além de a capelinha necessitar de melhorias na infraestrutura.

O muro do cemitério é antigo e a estrutura vai desmanchando aos poucos, não suportando fortes chuvas e animais forçando as paredes. Paulinho também lembrou a urgente necessidade de ampliar o cemitério, que já não dispõe de espaço para receber corpos.  O vereador lembrou ainda do Cemitério no Distrito de Upabuçu, que já dispõe de terreno ao lado, restando apenas o município iniciar a ampliação.

A ampliação dos cemitérios foi uma das severas críticas da atual equipe do governo municipal quando estavam ocupando o espaço de opositores na gestão anterior, agora é, sem dúvidas, o momento para cumprir as promessas.  Nos últimos anos o muro desabou mais de 03 vezes com os fortes temporais, embora em lugares diferentes do muro. A principal cobrança da sociedade sobre o cemitério é o anseio da ampliação, esperado há tempos não iniciada.


O plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (21) um projeto de lei que estabelece o prazo de 24 horas para que casos de violência contra a mulher sejam notificados. Pela medida, a rede de saúde, tanto pública quanto privada, deve comunicar à polícia casos em que houver indício ou confirmação de violência contra a mulher, dentro do prazo estabelecido. A matéria retorna para análise da Câmara, já que foi alterada pelos senadores.

projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ontem (20) e inicialmente acrescentava o dispositivo à Lei Maria da Penha. A comissão, no entanto, decidiu deslocar a medida para a Lei 10.778, que regulamenta a notificação compulsória de casos de violência contra a mulher atendida em hospitais e centros de atendimentos públicos ou privados.

Na votação em plenário, senadores aprovaram uma alteração ao texto para garantir que sejam notificados “indícios” de violência. O texto inicialmente previa o prazo de 24 horas para comunicação de casos suspeitos ou confirmados. Para assegurar a notificação, parlamentares preferiram usar o termo “indícios” em vez de “suspeitos”. *Com informações de Karine Melo


A Delegacia de Polícia Civil de Itiruçu recebeu no último dia 01/03, uma queixa crime de furto ocorrido na zona rural do município, na localidade da provisão, de onde foi furtado um motor de irrigação. Diante das informações da vítima, de nome Crispin Alves da Silva, a delegada Dra. Maria do Socorro Damásio, juntamente com a IPC Inailza Cajaiba, iniciaram as investigações no intuito de chegar ao furtador.

De acordo com informações ao Itiruçu Online, o referido objeto foi recuperado nesta quinta-feira (21) e apresentado na delegacia territorial local, com o homem identificado por José Luiz Motos da Silva, vulgo Jorginho, que confessou ter comprado o motor na mão de outra pessoa sem saber que era fruto do furto, trocando por objetos e o valor de R$ 400,00. Mesmo com as alegações, Jorginho foi indiciado pela autoridade policial de Itiruçu por crime de receptação culposa.

A vítima do furto ficou satisfeito com a recuperação do bem,  pois o referido motor foi comprado pelo valor  de R$ 1200,00, mas estava sendo pago dividido em prestações.


O ex-presidente Michel Temer foi preso em São Paulo na manhã desta quinta-feira (21) pela força-tarefa da Lava Jato. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia. Preso, Temer é levado para o Aeroporto de Congonhas, onde vai embarcar em um voo e será levado ao Rio de Janeiro. O ex-presidente vai fazer exame de corpo de delito no IML em um local reservado. Ele não deve ser levado à sede da Polícia Federal da Lama. Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro.

Desde quarta-feira (20), a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.

G1 ligou para a defesa de Temer, mas até as 11h25 os advogados não haviam atendido a ligação. Ainda não está claro a qual processo se referem os mandados contra Temer e Moreira Franco.

O ex-presidente Michel Temer responde a dez inquéritos. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos à época em que o emedebista era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo. Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando Temer já não tinha mais foro privilegiado. Por isso, assim que deu a autorização, o ministro enviou os inquéritos para a primeira instância.

Entre outras investigações, Temer é um dos alvos da Lava Jato do Rio. O caso, que está com o juiz Marcelo Bretas, trata das denúncias do delator José Antunes Sobrinho, dono da Engevix. O empresário disse à Polícia Federal que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do presidente Michel Temer. A Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3.

Michel Temer (MDB) foi o 37º presidente da República do Brasil. Ele assumiu o cargo em 31 de agosto de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, e ficou até o final do mandato, encerrado em dezembro do ano passado.

Eleito vice-presidente na chapa de Dilma duas vezes consecutivas, Temer chegou a ser o coordenador político da presidente, mas os dois se distanciaram logo no começo do segundo mandato.

Formado em direito, Temer começou a carreira pública nos anos 1960, quando assumiu cargos no governo estadual de São Paulo. Ao final da ditadura, na década de 1980, foi deputado constituinte e, alguns anos depois, foi eleito deputado federal quatro vezes seguidas. Chegou a ser presidente do PMDB por 15 anos.


Há quase três meses  as reclamações mais consistentes na emissora de Rádio Local, nas mídias sociais, é o breu que toma conta de pontos em diversos Bairros da cidade, além de vários outros em povoados do município.

Na sede,  moradores enviaram relatos ao Itiruçu Online reclamando da ineficiência do serviço público, que segundo os moradores, já chega há três meses sem que haja reposição de lâmpadas ou de reatores defeituosos. São reclamações acentuadas e que não recebem atenção.  Na Zona Rural há postes que há quase 06 meses não recebe atenção para solucionar os problemas. Povoado da Várzea, Vitória, Upabuçu e Feto lideram as reclamações.

Nas redes sociais, aliados do governo Lorenna preferem atacar e ofender as pessoas que reclamam dos péssimos serviços ofertados que ajudar na solução. Ofensas, exposição da vida pessoal e montagens são atos comuns destilados a quem critica o governo da médica.


Uma moto modelo Bros, cor vermelha e placa NZU-2191, licenciada de Itiruçu, que havia sido tomada  de assalto por dois elementos na zona rural de Itiruçu, na tarde do  último dia 14, foi recuperada pela PM na cidade de Planaltino.

De acordo informações ao Itiruçu Online, a ação que chegou a motocicleta iniciou quando os militares receberam informações revelando que, em uma estrada vicinal próxima ao Povoado da Angélica encontrava-se abandonada uma motocicleta.  A guarnição iniciou a averiguação constatou a veracidade, encontrando a moto abandonada, mas já estava sem placa de identificação e sem carenagem, além de faltarem algumas peças, porém pelo número do chassi foi possível coletar as informações e identificar, sendo a mesma tomada no Povoado da Várzea, em Itiruçu.  A motocicleta foi apresentada na Depol – Planaltino, para que sejam tomados a medidas cabíveis.

O Assalto

O assalto aconteceu por volta das 14h20 do dia 14/03, quando a vítima de nome Paula Araújo pilotava a motocicleta ao retornar do Assentamento Primavera com destino ao Povoado da Tiririca. Paula levava na garupa a filha de 05 anos  quando  foi abordada por dois elementos, que de acordo informações vieram do Povoado da Angélica e, com uma arma de fogo ameaçaram a vítima, obrigado  entregar a moto. Os dois meliantes levaram a moto e a deixou com a filha na estrada. O destino tomado pelos elementos foi a estrada que dá acesso ao Povoado da Várzea, onde há diversos pontos de fugas por estradas viciais.


O Dia Internacional da Síndrome de Down, celebrado em todo o mundo em 21 de março,  chama a atenção da sociedade para a luta por direitos iguais, bem estar e inclusão das pessoas que nasceram com a síndrome. A data 21/03, ou 3/21 na grafia americana, faz referência aos três cromossomos número 21 que caracterizam esta ocorrência genética e foi ideia do geneticista Stylianos E. Antonarakis, da Universidade de Genebra. Em 2012, por iniciativa do Brasil, a celebração entrou para o calendário oficial da ONU.

A Síndrome de Down não é uma doença. É uma ocorrência genética natural que acontece por motivos desconhecidos, na gestação, durante a divisão das células do embrião. É uma alteração cromossômica, quando crianças nascem dotadas de três cromossomos (trissomia) 21, e não dois, como o habitual. Esta alteração genética afeta o desenvolvimento do indivíduo, determinando algumas características físicas e cognitivas peculiares. No Brasil estima-se que 300 mil pessoas tem a  Síndrome.

A data comemorada tem como importância o fato de reconhecer que o indivíduo com Síndrome de Down merece respeito, garantia de direitos e oportunidades de inclusão social. Este é o desafio! O desafio da inclusão social deve ser abraçado e defendido por todos, familiares, indivíduos com a Síndrome e instituições que trabalham com afinco para superar obstáculos e limitações arraigadas e permeadas por uma cultura que por muito tempo foi imperativa.


Tombou numa operação policial na zona rural de Itiruçu o ex-presidiário Vulgo Júnior da Lagrima, ocorrido no inicio da noite desta quarta-feira (20). De acordo com informações preliminares ao Itiruçu Online, a Guarnição do PETO deslocou-se até a comunidade da Várzea em operação que  tinha por objetivo reprimir o roubo a motocicletas na Zona rural do município, em intensificação de rondas e abordagens na Zona rural, quando por volta das 19h00, de acordo com informações ao Itiruçu Online, a guarnição da PM notou o rapaz em atitudes suspeitas , que ao notar a aproximação da Viatura empreendeu fuga, mesmo sendo dado voz de abordagem, mesmo assim tendo sido   feito o acompanhamento pelos militares,  momento que o homem adentrou  a uma residência, aparentemente abandonada. De acordo com relatados da Polícia, os policiais militares foram surpreendidos por disparos de arma de fogo, sendo necessário repelir a injusta agressão, cessada a agressão os militares realizaram a aproximação de maneira cautelosa, encontrando no interior da residência um homem alvejado. Imediatamente fora prestado o devido socorro para o hospital Municipal de Itiruçu, mas infelizmente foi constado o óbito pelo médico plantonista.

Com o resistente a Polícia encontrou um Revólver Marca INA de numeração 179253, com seis cartuchos, sendo 3 deflagradas, 2 picotadas e não deflagradas e 1 sem deflagrar.  DOMÍCIO SOUZA JúNIOR, 22 anos de idade, natural de Santo Amaro, morador de Itiruçu.

O Júnior da Lagrima, como é conhecido,  na última semana foi atingido por tiros de arma de fogo no Bairro do Jacutinga, na sede, sendo socorrido e levado ao Hospital Prado Valadares, em Jequié.

Atualizada às 08h00 de hoje, 21/03.