Itiruçu Online – Aqui Bahia Jornalismo de Qualidade e Responsabilidade Social

Pesquisa Datafolha: Lula tem 50% dos votos válidos; Bolsonaro tem 36%

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 50% dos votos válidos enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece com 36%, aponta nova pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (29/9). Diante desse quadro, não é possível afirmar se a eleição será decidida no primeiro turno, segundo o Datafolha. O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), tem 6%, enquanto a senadora Simone Tebet (MDB) conquistou 5% da preferência do eleitorado. Soraya Thronicke (União Brasil) aparece com 1% das intenções de voto.

Confira o resultado de hoje comparado com o de 22/9, data da pesquisa anterior do Datafolha:

  • Lula (PT): 50% (50% no levantamento anterior)
  • Jair Bolsonaro (PL): 36% (35%)
  • Ciro Gomes (PDT): 6% (7%)
  • Simone Tebet (MDB): 5% (5%)
  • Soraya Thronicke (União Brasil): 1% (2%)
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
A pesquisa ouviu 6.800 pessoas em 332 municípios entre os dias 27 e 29 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no TSE sob o número BR-09479/2022.

Rui projeta vitória de Jerônimo no primeiro turno

O governador Rui Costa esbanjou otimismo ao afirmar neste sábado, 1, que seu candidato ao governo do estado, Jerônimo Rodrigues, ganharam a eleição deste domingo, 2, já no primeiro turno. A opinião do mandatário endossa o que foi revelado pela pequisa AtlasIntel/A TARDE, que mais uma vez apontou a liderança do petista e a tendência que o pleito seja definido neste domingo (02). “Já projetei até a votação. Jerônimo vai ter em torno de 53% dos votos. Pode conferir”, afirmou Rui. O governador traçou um paralelo com a sua eleição, em 2014, quando venceu a disputa pelo Palácio de Ondina pela primeira vez.

“Naquele ano, eu não era conhecido da população, comecei a campanha muito atrás nas pesquisas e elas demoraram para captar esse sentimento das ruas”, recorda. “Hoje, em cada cidade que a gente passa, vejo uma multidão acompanhando Jerônimo, com carinho, com entusiasmo, participando da festa, faça chuva ou faça sol. Teve vezes que o adversário de agora chegou na cidade e foi embora na mesma hora, porque não tinha gente para apoiar. Com o Jerônimo, isso não acontece. As cidades ficam em festa quando a gente passa”, reforçou. Rui pontuou ainda que a passagem de Lula por Salvador auxiliou na reta final da campanha e ajudará a dar o empurrão necessário para que a campanha do seu time seja vitoriosa.

“Esta última semana, com a vinda até do presidente Lula, a vibração que a população passa para a gente é emocionante. Agradeço a todos e peço para que mantenham a onda da esperança crescendo, porque o grande dia está chegando,” pontuou.

Ipec, votos válidos: Lula, 51%; Bolsonaro, 37%

O Ipec divulgou neste sábado (1º) sua mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Encomendada pela Globo, a sondagem é a última realizada pelo instituto antes do 1º turno, que acontece neste domingo (2). Em votos válidos, o resultado é este:

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Foram entrevistadas 3008 pessoas, entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro, em 183 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00999/2022.

Lula tem 49% de votos válidos contra 35% de Bolsonaro, e segundo turno segue incerto, mostra Ipespe

A pesquisa Ipespe/Abrapel divulgada neste sábado (1) indica possibilidade de a eleição ser resolvida apenas em segundo turno no Brasil. Nela, Lula aparece com 49% dos votos válidos, contra 35% de Jair Bolsonaro, 8% de Ciro Gomes e 7% de Simone Tebet. Para vencer no primeiro turno, o petista precisaria ter nas urnas 50% mais um dos votos válidos. O desafio é enorme, já que a abstenção é sempre mais alta entre eleitores de baixa renda, universo em que Lula tem mais votos. A pesquisa, registrada no TSE com o número BR-05007/2022, ouviu 1.100 pessoas no dia 30 de setembro, por telefone. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A sondagem eleitoral mostrou um quadro de estabilidade: Lula obteve 46% dos votos (mesmo percentual da semana passada em pesquisa do mesmo instituto); Bolsonaro ficou com 33%, oscilando dois pontos para baixo (tinha 35% na pesquisa anterior). Ciro teve 7% (contra 6% da pesquisa anterior), e Simone Tebet obteve 6% (tinha 4% na pesquisa passada, oscilando agora dois pontos para cima). O quadro também se manteve estável no segundo turno, com, com Lula vencendo Bolsonaro por 55% a 38%. Lula oscilou um ponto para cima (tinha 54% na pesquisa anterior, divulgada na semana passada), e Bolsonaro manteve percentual idêntico.

Considerado apenas os votos válidos, Lula tem 59%, contra 41% de Bolsonaro. O cientista político Antônio Lavareda, que preside o Ipespe, afirma que, com esse resultado, não é possível afirmar se haverá ou não segundo turno, já que pesquisas não podem ser entendidas como prognóstico. “Sempre insisto nesse tópico. Pesquisas fazem fotografias de momentos, medem atitudes, opiniões, mostram tendências, mas não medem comportamento (só as de boca de urna conseguem fazê-lo) e portanto não são prognósticos. Por quê? Porque sistemas pluripartidários, gerando diversas candidaturas como o nosso, abrem espaço para o voto estratégico (voto útil) inclusive no último minuto”, diz ele.

O cientista político afirma ainda que o movimento de voto útil “pode ocorrer até amanhã, incentivado pelas pesquisas publicadas hoje. Além disso, a obrigatoriedade do voto, gerando a ocultação de parte expressiva desse comportamento nas entrevistas, torna impossível retratar a abstenção, que não se verifica homogeneamente nos grupos sociais e, por conseguinte, afeta de forma diferenciada os candidatos. Desse modo, quanto maior for a abstenção, mais afetará negativamente a votação do ex-presidente, beneficiando Bolsonaro. Que fatores poderão ajudar Lula? Dois principais: O primeiro deles, como foi dito, seria uma abstenção reduzida; o segundo, o efeito eventual de uma espécie de “pressão social” pelo voto útil, objetivando que a campanha se encerre nesse primeiro turno. Cresceu e chegou a 75% a preferência para que a eleição termine amanhã. Esse sentimento alcança 54% dos eleitores de Ciro e 63% dos de Tebet”. Folha de S. Paulo

Datafolha/Metropole: na Bahia, Lula tem 67% dos votos válidos; Bolsonaro tem 23% e Ciro 5%

A pesquisa Datafolha deste sábado (1º), contratada pela Rádio Metropole, mostra o ex-presidente Lula (PT) na liderança absoluta entre os eleitores baianos com 67% das intenções de votos válidos.  O levantamento aponta ainda o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) teria 23%, e Ciro Gomes (PDT) teria 5% dos votos válidos. Simonet Tebet (MDB) tem 3%. Os demais candidatos somam 2%.

No cálculo dos votos válidos, são excluídos os votos branco, nulo e indecisos. O procedimento é usado pela Justiça Eleitoral para contabilizar e divulgar o resultado oficial da eleição.

O Datafolha fez 2,5 mil entrevistas na sexta (30) e neste sábado (1º). A margem de erro máxima prevista é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BA-00751/2022 e BR-02575/2022.

Datafolha/Metropole: na disputa ao Senado, Otto Alencar tem 53% dos votos válidos e Cacá Leão aparece com 28%

A um dia da eleição, o senador Otto Alencar (PSD) tem 53% das intenções de votos válidos, segundo a nova pesquisa Datafolha deste sábado (1º) contratada pela Rádio Metropole. A vantagem é 25 pontos percentuais sobre o postulante do PP, Cacá Leão, que está com 28%.

O levantamento aponta que Otto Alencar é favorito para ser reeleito senador neste domingo. Em terceiro lugar, fica a candidato do PL, a médica Raissa Soares, com 11% das intenções de votos válidos.

Cícero Araújo (PCO) tem 3%, Tâmara Azevedo (Psol) tem 3%, e Marcelo Barreto Luz para Todos (PMN) aparece com 2%. No cálculo dos votos válidos, são excluídos os votos branco, nulo e indecisos. O procedimento é usado pela Justiça Eleitoral para contabilizar e divulgar o resultado oficial da eleição.

O Datafolha fez 2,5 mil entrevistas na sexta (30) e neste sábado (1º). A margem de erro máxima prevista é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BA-00751/2022 e BR-02575/2022.

Datafolha/Metropole aponta ACM Neto com 51% dos votos válidos e Jerônimo com 38% na véspera da eleição

O candidato do União Brasil, ACM Neto, chega à véspera do primeiro turno da eleição ao governo da Bahia com 51% das intenções de votos válidos. A vantagem é 13 pontos percentuais sobre o postulante do PT, Jerônimo Rodrigues, que está com 38%, conforme a nova pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole e divulgada neste sábado (1º).

O levantamento aponta que a eleição para o governo da Bahia está indefinida. Em terceiro lugar, fica o candidato do PL, João Roma, com 8% das intenções de votos válidos. Os candidatos Marcelo Millet (PCO), Kleber Rosa (Psol) e Giovani Damico (PCB) têm, cada um, 1% dos votos válidos.

No cálculo dos votos válidos, são excluídos os votos branco, nulo e indecisos. O procedimento é usado pela Justiça Eleitoral para contabilizar e divulgar o resultado oficial da eleição.

O Datafolha fez 2,5 mil entrevistas na sexta (30) e neste sábado (1º). A margem de erro máxima prevista é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BA-00751/2022 e BR-02575/2022

LBV convoca seleção solidária para combater a fome

Às vésperas da Copa do Mundo, evento que reúne milhares de pessoas para torcer pela vitória no futebol, a Legião da Boa Vontade (LBV) convoca a população para reforçar seu time solidário em busca de mais uma vitória: o fim da fome no Brasil. Sempre em campo nessa luta, a Instituição lança a sua tradicional campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia! – Juntos para vencer a fome no combate a pobreza e as desigualdades sociais no Brasil. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO/ONU), 66 milhões de brasileiros vivem em situação de insegurança alimentar, e diante da alegria e união pelo futebol, não se pode esquecer daqueles que vivem à margem da fome e da miséria.

A mobilização solidária tem o objetivo de entregar, de setembro a dezembro, mais de 1,3 milhão de refeições para crianças e jovens atendidos nas unidades da LBV no Brasil, arrecadar e entregar 50 mil cestas de alimentos para milhares de famílias atendidas pela Instituição e por entidades parceiras nos 250 municípios brasileiros. Nesse roteiro solidário também serão beneficiadas comunidades ribeirinhas,  indígenas, quilombolas, regiões da zona rural, do sertão nordestino, famílias que vivem isoladas,  e ainda precisam da intervenção humana para viverem dignamente. O intuito é garantir que vivam um Natal sem fome.

Vai começar a convocação do time solidário! Como participar?

Você pode levar alimentos não perecíveis até a LBV mais próxima de você (www.lbv.org.br/endereços) ou fazer a doação através do Pix Solidário ([email protected]) ou diretamente do site da Instituição (www.lbv.org).

Hassan chega na reta final da campanha como um dos nomes mais fortes na disputa eleitoral

 

Representante político de Zé Cocá, Hassan Iossef chega na reta final de sua campanha como um dos nomes mais fortes do quadro de candidatos do Partido Progressista. Sob a coordenação do prefeito de Jequié, e contando com a estrutura de apoio de quase todos os prefeitos dos Territórios do Médio Rio das Contas, Vale do Jiquiriçá e outras regiões da Bahia, Hassan conseguiu apresentar uma pauta composta das demandas da população dos mais de 200 municípios onde estruturou bases políticas.

Com as dobradinhas de apoio de vários candidatos a deputado federal, como Leur Lomanto, João Leão, Dal Barreto, Neto Carletto, Sandro Nazireu e Alipinho, além de centenas de lideranças políticas regionais, a eleição de Hassan deverá consolidar o projeto político de Zé Cocá, que está focado no desenvolvimento e no fortalecimento conjunto dos municípios do entorno de Jequié.

Desde o início da pré-campanha até agora, o número de apoiadores e simpatizantes aumentou de forma tão exponencial que já é possível vislumbrar um cenário vitorioso e, faltando apenas dois dias para a eleição, Hassan tem mantido uma agenda intensa, com encontros, reuniões e concentrado forças nas caminhadas, arrastando multidões por passa.

“Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis! Essa passagem bíblica simboliza o nosso pensamento, a nossa luta e o nosso esforço e estamos chegando na reta final, com a mesma energia, a mesma vontade que começamos. Com Zé Cocá nos guiando, apontando o caminho e a gente construindo novas pontes, fazendo amigos, juntando o povo, contando com o apoio de muitas outras pessoas que, também, estão sonhando ter uma região definitivamente representada, seguimos adiante e estamos perto, pertinho mesmo de vermos essa mudança acontecer, não somente para os municípios do Médio Rio de Contas, como para o Vale do Jiquiriçá e para a Bahia. Vamos juntos trabalhar para melhorar a vida da nossa população.”, afirmou Hassan, ao final da caminhada na comunidade da Baixa do Bonfim, em Jequié, antes de seguir para o município de Aiquara participar de mais um encontro com o prefeito Delmar Ribeiro e lideranças locais.