Foto Wilson Novaes


Um GM/Chevette, modelo 1972, com oito ocupantes, colidiu frontalmente com uma caminhonete Fiat/Strada, placa JLG-4676, licença de Jequié, por volta das 20h de terça-feira (6) na BR-420, à altura do Km 302, próximo ao acesso à cidade de Santa Inês. No local do acidente morreram dois passageiros do Chevette, Antonio Paulo dos Santos, 48 anos e o seu filho Eduardo Alves, de 17 anos. O motorista do carro Djalma dos Santos, apelidado de “Paca”, 35 anos, foi socorrido e levado para o Hospital de Santa Inês, mas não resistiu aos graves ferimentos e veio a óbito. Também foram levados para a mesma unidade hospitalar, Inês dos Santos, Jorge Souza e Alexandre Costa Souza, posteriormente transferidos para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié. Dinalva Santos Souza e uma jovem sem identificação permaneceram internadas no hospital de Santa Inês. O motorista da Strada, Tiago Santos Magalhães, sofreu graves ferimentos e também foi encaminhado para o hospital de Jequié. De acordo com informações levantadas no local pelo repórter Marcos Frahm (93 FM), junto a Polícia Militar de Santa Inês, o veículo Chevette, transportava oito passageiros desenvolvendo alta velocidade e estava com os faróis apagados no momento da colisão. O carro viajava no sentido Santa Inês/Ubaíra, enquanto a caminhonete no sentido contrário dirigia-se a Jaguaquara. Peritos criminais do DPT/Jequié, estiveram no local procedendo o levantamento cadavérico dos corpos. Jequié reporter



Milhares de baianos foram às ruas na manhã desta quarta-feira (7) para assistir ao desfile cívico-militar em comemoração aos 189 anos da Independência do Brasil. O Campo Grande foi palco da representação dessa história, mantendo acesa a chama da memória cívica brasileira. As comemorações em homenagem ao 7 de Setembro foram abertas pelo governador Jaques Wagner, que chegou ao Palácio da Aclamação acompanhado da primeira-dama do Estado, Fátima Mendonça, e do chefe da Casa Militar do Governo, coronel Rivaldo Ribeiro dos Santos, com escolta de gala com 11 motociclistas. A honraria é dispensada a autoridade maior e foi usada durante a posse da presidente Dilma Rousseff. Em seguida ele foi escoltado pela cavalaria da PM até o palanque oficial do evento. Em frente ao espaço, ao som do Hino Nacional, foram hasteadas as bandeiras e autorizado o início do desfile. “Hoje é o momento de comemorar aos heróis da nossa Independência, nosso 7 de Setembro, onde a Bahia vive um momento especial”, disse Wagner. Tropas da Marinha, do Exército, da Força Aérea, dos ex-combatentes, das polícias militar e rodoviária marcharam em homenagem à independência do país. Logo depois estudantes e representantes da sociedade também participaram da festa da cidadania. O ato de civismo foi comemorado pelo público. “Todos os anos participo porque gosto de ver as escolas passarem, a polícia, que faz uma bela apresentação sempre; eu não perco”, afirmou o estudante Romilson Gabriel. Se depender de Sandra Batista, a memória histórica do país vai ser preservada. E é por isso que ela, nesta quarta, levou a filha de sete anos para conhecer um pouco desta história. “Acho importante para ampliar o conhecimento cultural dela, para que isso não se perca, por isso vim e a trouxe”, disse. A novidade deste ano ficou por conta da integração entre a participação de militares e civis. Eles fizeram o percurso do Corredor da Vitória à Praça Castro Alves. Em seguida houve o desfile militar motorizado, e do esquadrão da policia montada, que fechou o evento.



Supostas fraudes nas justificativas do projeto apresentadas pela Prefeitura de Itiruçu para o Ministério do Turismo podem fazer com que o bairro Graciliano Fraga fique sem calçamento de suas ruas. O projeto originou-se de uma emenda parlamentar do Deputado Federal Nelson Pelegrino (PT), segundo o próprio prefeito Carlos Roberto Martinelli Iervesse, numa das sessões do legislativo. De acordo com a documentação, a prefeitura teria informado ao Ministério do Turismo que o referido bairro se encontrava nas proximidades da nascente do Beija-flor, sendo uma contradição com a verdade, pois as ruas são distantes e não dão acessos a referida nascente e nem tão pouco a alguma área enquadrada no perfil turístico. Segundo informações, já existem denuncias no Ministério Publico e na Caixa Econômica Federal pelos dados falsos. Estas denúncias em Itiruçu envolvendo o Ministério do Turismo foram apresentadas antes de ser descoberta a fraude no âmbito federal, que envolveu até mesmo o nome do ex-aliado do prefeito de Itiruçu nos anos de 2002 e 2008, o ex-deputado federal Colbert Martins. O ex-deputado, segundo informações veiculadas na mídia nacional, é citado no inquérito da PF por ter supostamente assinado um dos quatro repasses de recursos do Ministério do Turismo para o Instituto de Desenvolvimento e Infraestrutura Sustentável (Ibrasi).
Matéria publicada no Itiruçu Notícias e repercutida na Bahia



A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por este ideal. Podemos citar o caso mais conhecido: Tiradentes. Foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade de nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira. História da Independência do Brasil, Dom Pedro I, Grito do Ipiranga, 7 de setembro, História do Brasil Império, Dia da Independência, transformações políticas, econômicas e sociais, dependência da Inglaterra no Brasil. Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra. À semelhança do processo de independência de outros países latino-americanos, o de independência do Brasil preservou o status das elites agroexportadoras, que conservaram e ampliaram os seus privilégios políticos, econômicos e sociais.



Resolução do regimento interno do município de Itiruçu aprova a alteração da data que institui o Calendário de Manifestações Culturais do Município de Itiruçu, aprovada Câmara Municipal, na forma Que indica e dá outras providências. Com isso o Micareta de Itiruçu, que voltou a ser realizado deverá no ano de 2012 seguir o regimento interno do município e dá sua realização para o mês de abril, e não para os meses onde certamente estará ocorrendo o processo político que mudará a administração do município. Nos termos do Regimento interno, esse tipo de regramento serve para da segurança jurídica impõe ao Administrador Público o dever de respeitar as normas que deverão ser seguidas respeitando acima de tudo o seu povo. O município de Itiruçu voltou a realizar um Micareta após alguns anos e segundo o atual prefeito a tradição deve ser mantida, o que torna um desafio para o futuro prefeito do município em 2013, de fazer ainda melhor. Para quem não sabe, Micareta é o “carnaval fora de época” realizado em várias cidades do Brasil, marcado principalmente pelo estilo baiano, o Axé Music. . O nome micareta deriva-se de uma festa francesa, Mi-carême, e desde os anos noventa vem se espalhando por várias capitais e cidades brasileiras. Países como Canadá, Portugal e Espanha realizam anualmente sua micareta” de acordo com cada cultura local. As maiores micaretas do Brasil são:1) O Carnatal é realizado em Natal, no estado do Rio Grande do Norte no mês de dezembro, atrai mais de 1 milhão de pessoas por ano. Desde 1991. São quatro dias de evento.2) O Pré-Caju é realizado no mês de Janeiro em Aracaju, no estado de Sergipe e atrai mais de 800 mil pessoas nas quatro noites de realização do evento. Desde 1991, o evento é conhecido nacionalmente pela variedade de blocos e atrações.3) O Fortal é realizado no mês de julho em Fortaleza, no estado do Ceará, atrai um publico em média de 700 mil pessoas por ano. Desde 1991. Para a realização do Fortal, foi criada a “Cidade Fortal”.


Foto/Blog Marcos Franhm

A polícia registrou na madrugada desta terça-feira (6), no Distrito Stela Câmara Dubois – Entroncamento de Jaguaquara, o assassinato de quatro jovens, que foram vítimas de uma chacina, no interior do Posto Luanda, localizado às margens da Rodovia Santos Dumont – BR-116. Segundo informações concedidas por testemunhas à Polícia, os rapazes bebiam na área externa do estabelecimento quando foram surpreendidos por bandidos armados. O bando mandou os funcionários deitarem no chão e disparou diversos tiros contra os jovens, que foram atingidos em várias partes. A guarnição da Polícia Militar foi acionada para prestar socorro, mas quando os policiais chegaram, todos estavam mortos. No local havia cápsulas de armas de diferentes calibres, o que indica que mais de três elementos podem ter participado da execução. Os criminosos miraram somente em áreas fatais dos rapazes, como cabeça, peito, tórax e costas, dando vários tiros em cada um deles. Peritos criminais do DPT/Jequié, realizaram o levantamento cadavérico e procederam o encaminhamento dos corpos para o Instituo Médico Legal. Os peritos encontram três pacotes contendo substância (aparentemente cocaína), e um revolver de dois canos, calibre 32. Muitos curiosos acompanharam as ações da polícia e dos peritos. Em entrevista ao repórter Marcos Frahm, a titular da Delegacia Territorial de Jaguaquara, Maria do Socorro, informou que trabalhará com a hipótese de que a chacina tenha relação com o tráfico de drogas na região. Ninguém foi preso até o momento. As vítimas foram identificas como: Cláudio Enock, 21 anos, Antônio César Souza Brito, também de 21 anos, e os outros dois apelidados de Paulista e Careca.

Matéria exclusiva do Blog Marcos Franhm Visite aqui e veja as Fotos


O Governo do Estado iniciará uma série de estudos para analisar a possibilidade de viabilização da Região Metropolitana de Vitória da Conquista. O tema foi discutido em reunião, nesta segunda-feira (5), na Secretaria de Relações Institucionais (Serin). As secretarias estaduais do Desenvolvimento Urbano (Sedur) e do Planejamento (Seplan), a Casa Civil e a Superintendência de Estudos Econômicos (SEI) terão equipes especializadas para fazer o estudo. A iniciativa decorre do anseio antigo da população da região e do município, que possui mais de 300 mil habitantes e é considerada a ‘capital’ do sudoeste baiano. A Região Metropolitana de Vitória da Conquista deverá ser a terceira do estado, que já conta com as regiões metropolitanas de Salvador (RMS) e de Feira de Santana (RMFS), criada no mês de julho reunindo seis municípios.
Os estudos irão verificar a melhor forma de implantação de uma região metropolitana e avaliar a possibilidade de apresentar emendas ao Estatuto da Metrópole, em análise no governo federal, procurando adequá-las às realidades urbanas de cidades do Norte e Nordeste.


Acontecerá neste mês de Setembro nos dias 16,17 e 18 o primeiro rodeio que será realizado no município de Itiruçu, com a realização da Companhia de Rodeio Estrela de Prata de Jaguaquara, tendo como organizadores e responsáveis Antonio Brito e Nivalda Souza. O Evento acontecerá no espaço dos padeiros, atrás do colégio municipal Adaliçio Novaes, “Antigo CEWPN”. No centro da cidade. O evento contará com a presença de diversos peões regionais e amadores de toda a região e logo em seguida haverá festa dançante para ninguém ficar parado, mais as expectativas maior do publico será quanto a Mesa da Amargura, que já promete animar a galera. A equipe organizadora convida a todos para prestigiarem esses momentos que certamente proporcionará alegria, adrenalina e muita diversão.


Os prefeitos dos municípios baianos pré-selecionados pelo PAC-2 Funasa devem começar a comprovar a documentação que foi exigida pelo órgão para a obtenção dos recursos. A Funasa começa a receber esse material a partir de hoje. O PAC II Saneamento Funasa é o programa que levará saneamento e abastecimento de água aos municípios brasileiros. Na Bahia, 72 municípios foram pré-selecionados para a implantação de abastecimento de água e cerca de 200 para a implantação de esgoto