Pesquisas: Bapesp mostra crescimento de Rui e Ibope de Paulo Souto

650x375_rui-costa-lidice-da-mata-paulo-souto_1432725

A nova pesquisa Bapesp, encomendada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), sinaliza crescimento dos candidatos Rui Costa (PT) e Lídice da Mata (PSB) – se comparado com o certame anterior do instituto. Paulo Souto (DEM), no entanto, com 41% das intenções de voto venceria a eleição no primeiro turno. Na pesquisa estimulada, Rui Costa detém 21% das intenções de voto e Lídice é opção para 12% dos 2 mil entrevistados, em 84 municípios da Bahia. Os números apresentam variação quando os candidatos aparecem associados a apoiadores. Souto mantém a liderança, com 39% dos votos, apoiado por ACM Neto (DEM) e Aécio Neves (PSDB), enquanto Rui cresce para 26% ao ser associado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, à presidente Dilma Rousseff e ao governador Jaques Wagner. Já a senadora Lídice da Mata chega a 13% das intenções de voto quando é citada ao lado de Eduardo Campos e Marina Silva. A pesquisa está registrada sob nº BA-00010/2014. Em instantes a pesquisa Ibope será divulgada.

A Pesquisa do Ibope/TV Bahia, também divulgou números nesta quarta-feira (27).

A segunda pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (27) mostra Paulo Souto (DEM) com 44% das intenções de voto para governador do estado da Bahia. Em seguida, aparecem Rui Costa (PT) com 15%, Lídice da Mata (PSB) com 9%, e Da Luz (PRTB) e Renata Mallet (PSTU) empatados com 1%. O candidato Marcos Mendes (PSOL) não pontuou. A pesquisa foi encomendada pela TV Bahia.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de agosto. Foram entrevistados 1.008 eleitores em 59 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 00013/2014, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 00433/2014.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas