Itiruçu: prefeitura fará demissão em massa para quitar dividas

Foto/Blog Itiruçu Online

Foto/Blog Itiruçu Online

O município de Itiruçu está imerso numa forte crise de governabilidade financeira. Como resultado dessa situação, diversos secretários e servidores do alto escalão – os denominados cargos de confiança -, serão exonerados, mas continuarão nas funções, a fim de ajudar a gestão economizar para quitar débitos.

Segundo o prefeito Wagner Novaes (PSDB), o município deve 1 milhão de reais. A economia, no entanto, com a desvinculação da folha de pagamento na contenção de  despesas de recursos livres, chegarão somente de  150  a 200 mil mês.

A situação não agrada boa parte dos funcionários, que estão na promessa de retornarem em 01 de Dezembro para suas funções. O certo é que, em novembro a prefeitura não terá folha de pagamentos nos principais setores de cargos indicados. A prefeitura alega dificuldade depois que o censo do IBGE registrou queda brusca da população, o que  acarretou na diminuição de aproximadamente 400 mil reais do fundo de participação.

Várias reuniões já foram realizadas para tratar do assunto. Nesta quinta-feira (16), o prefeito está se reunindo com os mais chegados para explicar a situação. Apesar das alegações de dividas com contratos de prestação de serviços, o município não atrasa salários dos servidores, que estão rigorosamente em dias.

O prefeito anunciou mudanças no secretariado para dá um choque na gestão. Os resultados das urnas comprovaram que a população não anda contente com a forma de governo.  A reforma deverá acontecer em Janeiro de 2015. As exonerações deverão ser publicadas no Diário Oficial do Município.

Mais informações em instantes.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas