A Unidade Móvel do Hospital da Mulher estará no município de Lajedo nos dias 30 de janeiro a 1 de Fevereiro. Para serem atendidas, as pacientes deverão se dirigir ao local munidas dos documentos de identidade, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência. O atendimento será realizado das 7h às 17h por ordem de chegada.

Público-alvo

Mulheres de 25 a 64 anos para a realização do preventivo, e mulheres de 40 a 69 anos para a realização de mamografia.

Como funciona

A unidade é equipada com dois consultórios ginecológicos e um mamógrafo. Caso seja identificada alguma anormalidade, uma biópsia será realizada e, se necessário, a paciente será encaminhada para a retirada do tumor no Hospital da Mulher, no Largo de Roma, em Salvador. A undiade tem capacidade de realizar 160 preventivos e 70 mamografias por dia. Os resultados desses exames serão entregues em até 30 dias.

O serviço do Governo do Estado é um importante aliado ao combate do câncer de mama e do colo do útero e vai percorrer todo o território baiano.


As tarifas dos pedágios da BR-324 e 116 foram reajustadas e os novos valores passaram a valer a partir deste sábado (27), informou a concessionária ViaBahia que administra as rodovias. O aumento foi de cerca de 15%, segundo a empresa. 

Confira abaixo os novos valores

O aumento foi autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em publicação no Diário Oficial da União. Para os autómeis, a tarifa subiu de R$ 450 para R$ 5,10 na BR-116 e de R$ 2,50 para R$ 2,90 na BR-324.

Os valores do pedágio levam em consideração a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período, com vista à recomposição tarifária. A tarifa gera recursos para a operação das rodovias e, consequentemente, melhorias para os usuários, diz empresa.

Novas tarifas de pedágios das BRs 116 e 324

CATEGORIA TIPOS DE VEÍCULOS BR-116 – TARIFA (R$) BR-324 – TARIFA (R$)
1 Automóvel, caminhonete e furgão 5,10 2,90
2 Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão com rodagem dupla 10,20 5,80
3 Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus 15,30 8,70
4 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque 20,40 11,60
5 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque 25,50 14,50
6 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque 30,60 17,40
7 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque 35,70 20,30
8 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque 40,80 23,20
9 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semi-reboque 45,90 26,10
10 Automóvel com semi-reboque e caminhonete com semi-reboque 7,65 4,35
11 Automóvel com reboque e caminhonete com reboque 10,20 5,80
12 Motocicletas, motonetas e bicicletas moto 2,55 1,45

Nesta segunda-feira (29), o governador Rui Costa vai visitar os municípios de Jequié e Itabuna. Às 9h, Rui chega a Jequié, e segue para a inauguração do Departamento de Polícia Técnica (DPT), na Avenida Lomanto Júnior. Depois, o governador entrega o novo posto do SAC, situado no bairro Mandacaru. Durante a solenidade, ele vai assinar uma ordem de serviço para implantação do sistema de saneamento básico do povoado de Queimadas e outra que dará início à construção da nova sede do Colégio da Polícia Militar.

Ainda no posto do SAC de Jequié, o governador fará a entrega de 887 CAR (Cadastro Ambiental Rural) e dará por inaugurado o Escritório Regional do Programa Primeiro Emprego.

Em Itabuna, Rui participa, às 16h, da inauguração do Módulo II do Fórum do Tribunal de Justiça, localizado na Rua Santa Cruz, s/n, Loteamento Nossa Senhora das Graças.


Fotos Manu Dias/GOVBA.

Cumprindo agenda institucional nesta sexta-feira (26), o governador Rui Costa visitou o município de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. Na cidade, Rui Costa visitou o Hospital Geral de Vitória da Conquista, onde inaugurou a nova emergência. No local, ele assinou a ordem de serviço para início das obras de terraplanagem, pavimentação e drenagem do acesso em pista dupla do novo aeroporto e formaliza um convênio do Bahia Produtiva – edital Fruticultura Café. Foi entregue também a adutora do Rio Gaviãozinho e a ampliação de ligações intradomiciliares nos bairros Vila América e Morada Real. O governador assinou ordem de serviço para restauração e manutenção por um período de cinco anos da BA-263, trecho Conquista/Itambé, e da BA-262, trecho Conquista/Brumado. Rui vistoriou as obras do novo aeroporto de Vitória da Conquista, onde encerrou sua agenda na cidade.

Durante a solenidade, Rui Costa também inaugurou o escritório regional do Programa Primeiro Emprego, que contemplará os Territórios de Identidade do Sudoeste e Médio Sudoeste da Bahia, e autorizou um convênio do Programa Bahia Produtiva – edital Fruticultura Café, com a Associação de Agricultores Familiares da Comunidade de Remanescentes de Quilombo da Lagoa de Melquiedes e Amancio, no valor de mais de R$ 430 mil.

Rui diz que crime de Marcinho do MST foi  de ‘mando’:

Rui se emocionou ao encontrar mãe de Marcinho.

Ao lado da mãe da vítima, o governador Rui Costa disse que assim que soube do crime determinou a formação de equipe especial para investigar e identificar os autores e mandantes. “Porque a gente sabe que foi um crime de mando, até porque não levaram nada, dois homens chegaram com capacetes e efetuaram os disparos”, informou o mandatário. Ouça o audio do governador em Conquista.

O crime

O líder do MST em Iramaia e região, Márcio Matos, foi assassinado na noite da quarta-feira (24) na cidade de Iramaia. De acordo com informações ao Itiruçu Online, Matos estava em sua fazenda quando foi surpreendido por dois homens encapuzados que efetuaram disparos de arma de fogo, sendo alvejado na cabeça  por 05 tiros de .40, caracterizando um crime atípico dos ocorridos na Bahia. De acordo com informações colhidas pelo Itiruçu Online, a vítima ainda sofreu lesões de defesa na mão direta e no braço esquerdo.

Conquistense, Márcio Matos ocupava cargo de Secretário de Administração na cidade de Itaetê e era atual coordenador do MST. Filho de Jadiel Matos, ex-prefeito de Conquista, Márcio era tido no meio político como jovem arrojado e bom articulador. Matos participaria de uma reunião com membros do MST na mesma noite. Com tinha 33 anos, o jovem pleiteou ser candidato a prefeito de Vitória da Conquista. Ele ( Márcio) era braço direito do deputado federal Walmir Assunção.


Uma cidade que, quase diariamente, estampa os principais sites/Blogs da Bahia com notícias de homicídios é Jequié. Até hoje, sexta-feira, dia 26/01/2018, às 10h40, 12 pessoas foram assassinadas na cidade sol, considerada a capital dos territórios Vale do Jiquiriçá e Médio Rio das Contas.

 

Mas, é claro, tudo há limites quando passar uma informação, que, de certo, deve antes ser averiguada em fontes confiáveis. As redes sócias da cidade protagonizaram uma celebre de falsas informações baseadas em publicações de um Blog da cidade de Jequié, que anunciava homicídios em sua rede social, espalhando o terrorismo com falsas informações colhidas em grupos sociais da cidade. A todo minuto as pessoas iram empurrado pra frente às falsas informações ilustradas com fotos de notícias ocorridas em outras cidades.

 

A Polícia Civil apenas uma tentativa de homicídio na Praça do Campo do Cururu, Bairro Joaquim Romão, onde um bandido efetuou vários disparos durante uma partida de futebol e pelo menos três pessoas foram atingidas e encaminhadas para o Hospital Prado Valadares.  Os suspeitos de efetuarem os disparos conseguiram fugir. Não houve mortes.

 

Equipes do Jornalismo do Itiruçu Online, de imediato, mantiveram contato com fontes policiais do portal, que desmentiram as informações das redes. Presente na maioria dos grupos da cidade, passamos a orientar as pessoas sobre os boatos. Lembramos que, exercer o jornalismo não é repassar conteúdos, o jornalista tem o dever ético  da profissão de checar suas fontes e respeitar seu público.

 

O Delegado Moabe Macedo, em atenção ao repórter Júnior Mascote, suspeitou que o clima de pânico foi  instalado por pessoas má intencionadas, que divulgaram fotos de pessoas mortas em outras cidades há tempos atrás como se fossem em Jequié. O comandante do 19° BPM, Coronel Gondim, também se mostrou preocupado com essas falsas notícias e, logicamente, criticou a reprodução dos falsos conteúdos por Site/Blogs de outros municípios, que não buscaram averiguar as fontes. “Blogueiros da região reproduziram sem a preocupação de conhecer os fatos mesmo após reunião no batalhão falando sobre o assunto e sobre a responsabilidade destes cidadãos. Eles não aprendem, pegaram número de CMT de Cia, coordenador de área, mas não se preocupam em verificar antes de lançar o terror”, disse.

 

Diante desse panorama, de quem é a responsabilidade pela publicação de conteúdos que se alastram de maneira viral, principalmente pelo aplicativo de conversação WhatsApp? Nesse cenário, o cidadão não compartilha somente os conteúdos virais, mas igualmente a responsabilidade pelo que é colocado nos sites, o que desencadeia uma consequência negativa para quem vai receber a informação.


Foto/Blog Itiruçu Online

Com 712 presos custodiados, o Conjunto Penal de Jequié deverá ser interditado parcialmente por força de uma decisão judicial deferida nesta quarta-feira (24). De acordo com a decisão, a unidade tem capacidade total para 392 presos, mas abriga 320 pessoas a mais do que o permitido. A unidade é dividida em sete módulos, sendo dois provisórios, dois de regime fechado, dois de regime semiaberto e um feminino. Cada um tem capacidade máxima para 48 internos. Do total de custodiados, 678 são homens e 34 são mulheres, sendo 384 presos provisórios. O pedido de interdição foi apresentado pela Defensoria Pública da Bahia (DP-BA). O Ministério Público endossou a solicitação do órgão, mas de modo parcial, com permanência apenas do número de condenados dentro da capacidade do presídio e remoção imediata dos presos provisórios para as Cadeias Públicas mais próximas que tenham condições de segurança. Será impedida, ainda, a inserção de novos condenados até que sejam feitas as adaptações necessárias. Na sentença, o juízo da Vara do Júri e Execuções Penais de Jequié afirma que a ação foi ajuizada após uma reunião em que a Administração Penitenciária se comprometeu a realizar melhorias nas instalações, com prazos para reformas. “Ocorre que, transcorrido mais de um ano do encontro, o Conjunto Penal não foi objeto de qualquer intervenção do Poder Executivo, demonstrando a falta de compromisso com a melhoria do Conjunto Penal de Jequié”, diz a decisão. A Defensoria, na petição, além de pedir a interdição, requereu a proibição do ingresso de novos presos no local, até que sejam solucionados os problemas estruturais. Segundo a Defensoria, as condições do presidio violam os direitos humanos de todos os custodiados. Outros problemas foram levantados pelo órgão, como falta de médicos e medicamentos no Conjunto Penal e o número insuficiente de agentes penitenciários, entre outros tantos problemas.

A sentença destaca que a Lei de Execuções Penais determina que o condenado será alojado em cela individual, com dormitório, sanitário e lavatório, em condições de salubridade, térmica e adequado à existência humana. “Passados mais de trinta e quatro anos, verifica-se que os estabelecimentos prisionais do Brasil (de responsabilidade do Poder Executivo) não incorporaram à realidade fática os dispositivos legais, provocando este descompasso insuperável entre norma e atuação do Poder Público”, diz o juízo em outro trecho da decisão. “A falta de estrutura das unidades prisionais, sempre fundamentada na alegada ausência de recursos, é a única causa de decisões conflitantes entre os próprios dispositivos da LEP. A condição sub-humana em determinados presídios implica em concessão de prisões domiciliares, liberdades ‘antecipadas’, saída sem monitoramento, exemplos de situação que não se pode aceitar considerando a própria finalidade da pena estabelecida em lei”, critica, complementado que não há casas de albergados para regime aberto, não há monitoramento suficiente por tornozeleira eletrônica e não há separação eficaz dos presos de acordo com os crimes, idade e regimento de cumprimento de pena, além da separação dos provisórios dos definitivos. O juízo, além de determinar a interdição, obriga o Estado a higienizar todos os módulos prisionais em dez dias e a regularizar o abastecimento de água, avaliar a qualidade da água, limpar a caixa d’água e dar manutenção dos banheiros. Também deverá separar os idosos dos demais presos, os presos provisórios dos condenados, e adquirir tornozeleiras eletrônicas para minimizar a superlotação carcerária. Sobre a segurança, diante da constante entrada de celulares, armas brancas e até arma de fogo, determinou que o Estado construa cercas ao redor do conjunto penal, instale bloqueadores de sinal de celular, instale scanners corporal, câmeras de segurança e que a polícia realize operações mensais para verificar a entrada de materiais ilícitos. *Informes do Bahia Notícias.


O Ex-diretor Nacional do PT, líder do MST em Iramaia e região, Márcio Matos, foi assassinado na noite desta quarta-feira (24) na cidade de Iramaia. De acordo com informações ao Itiruçu Online, Matos estava em sua fazenda quando foi surpreendido por homens que efetuaram disparos de arma de fogo, sendo alvejado na cabeça e morrendo no local.

Equipes da Polícia Militar e do SAMU  foram  acionadas e estiveram  na fazenda. O crime deve ser investigado pela polícia civil. As primeiras informações são de que a motivação é levada a crime político.  O corpo foi removido ao IML de Jequié e posteriormente será devolvido aos familiares e deve ser velado em Vitória da Conquista.

Conquistense, Márcio Matos ocupava cargo de Secretário de Administração na cidade de Itaetê e era atual  coordenador do MST, na qual liderou nas cidades de Iramaia e Vitória da Conquista. Filho de Jadiel Matos, ex-prefeito de Conquista, Márcio era tido no meio político como jovem arrojado e bom articulador. Matos participaria de uma reunião com membros do MST na noite desta quarta-feira. Com tinha 33 anos, o jovem pleiteou ser candidato a prefeito de Vitória da Conquista.

De acordo com a Polícia Civil,  Márcio foi assassinado na frente do filho de 6 anos. Não há detalhes sobre as circunstâncias do crime, nem sobre autoria e motivação. A polícia investiga e já descartou a hipótese de latrocínio, porque nada foi levado da casa da vítima. Uma equipe da coordenadoria da Polícia Civil de Jequié acompanha as investigações.

A superintendência regional do Incra na Bahia também lamentou a morte do líder do MST. De acordo com o Incra, o fato aconteceu no assentamento Boa Sorte Una, situado no município de Iramaia, onde Matos era assentado. Nesta quinta-feira, a Ouvidoria Agrária Regional do Incra/BA oficiou a Ouvidoria Agrária Nacional e a Coordenação do Grupo Especial de Mediação de Acompanhamento de Conflitos Agrários e Urbanos (Gemacau), setor que integra a Secretaria de Segurança Pública (SSP), solicitando informações sobre o crime, e relatando o ocorrido.

Atualizada as 11h.


Prefeito terá 30 dias para enviar projeto à Câmara.

Ciente da importância do Conselho e do Fundo Municipal do Idoso para efetivação dos direitos desse segmento, o promotor de Justiça Marcelo Moreira Miranda recomendou ao prefeito de Brejões , Alessandro Rodrigues Brandão Correia, que, em até 30 dias,  encaminhe à Câmara de Vereadores um projeto de lei para a criação do Conselho Municipal do Idoso e do Fundo Municipal do Idoso. A medida proposta pelo “Projeto Voz da Experiência” foi publicada no Diário de Justiça desta quarta-feira (24). O prefeito tem o prazo de 30 dias, contados a partir do recebimento da recomendação, para responder se há ou não intenção de cumprir a medida. Entramos em contato com o gestor, mas até o fechamento desta edição não havíamos  conseguido o contato, para sabermos se já houve a intenção na crianção da demanda solicitada pelo MP.


Aparecida Teles de Almeida, 47 anos, morreu após ser espancada pelo marido, Valdeir da Silva, 53, no município de Itamaraju, no Sul da Bahia. O casal estava junto há quatro anos e, desde o início do relacionamento, ela era agredida pelo companheiro, de acordo com a polícia. Aparecida morreu nesta segunda-feira (22), após passar uma semana internada no hospital municipal. De acordo com a delegada Rosêngela Souza, responsável pelo caso, Valdeir possuía quatro registros por agressões e até já havia sido foi preso, mas saiu depois que Aparecida pagou sua fiança. “Ele [Valdeir] foi preso e ela já tinha pedido medida protetiva, mas ela pagou fiança para ele. Foram várias denúncias aqui”, conta a delegada. Os parentes da vítima também chegaram a denunciar o agressor. Valdeir, no entanto, negava os ataques e dizia que as lesões eram causadas por quedas. Em um boletim, Aparecida chegou a dizer que tinha vontade de separar, mas que era ameçada pelo companheiro.

Drogas e violência

De acordo com a polícia, o casal era usuário de crack e costumava exagerar nas bebidas alcoólicas. Ela teria começado a usar drogas quando ainda era casada com o ex-marido, de quem teve três filhas. Na última vez que a mulher apareceu na delegacia foi em novembro passado. “Eles chegaram a se afastar por um tempo, mas depois voltaram. Quando a mãe dela morreu, eles invadiram a casa da família e passaram a morar juntos”, relata Rosângela Souza.

Preso ao visitar vítima

A delegada só ficou sabendo do crime porque o médico, Welson Jorge Rocha, do Hospital de Itamaraju, ligou para a delegacia, informando que uma mulher estava internada com sinais de espancamento. Quando a delegada chegou ao hospital, percebeu que a mulher era Aparecida. Valdeir também estava no local e foi levado para a delegacia. “Eu cheguei lá e percebi que se travava de Cida. Valdir estava visitando ela e eu fiz a prisão em flagrante”, contou a delegada Rosângela. Na delegacia, Valdeir alegou que a mulher tinha começado a passar mal no dia 15 de janeiro. Segundo ele, a vítima estava fraca e já teria desmaiado ao levantar da cama. Por conta da enfermidade, alegou ele, a esposa teria caído e tropeçado em uma mesa de centro. O homem levou a mulher ao hospital, na manhã do dia seguinte, mas ela voltou pra casa.   “Ele é psicopata. As mulheres estão sendo agredidas e não fazem nada. Isso precisa mudar”, defendeu a delegada. O suspeito iria responder por agressão e violência doméstica, mas, após a morte da vítima, ele foi denunciado também por feminicídio. *Correio.


Fotos: Leonardo Rattes/Ascom Sesab

Após pouco mais de um mês de funcionamento, a Policlínica do Consórcio Público Interfederativo de Saúde de Irecê, no centro norte da Bahia, já atendeu 2119 pacientes dos 22 municípios que integram o consórcio. Desde a inauguração, a unidade de saúde realizou 1066 consultas e 1053 exames. São ofertadas nove especialidades médicas, como cardiologia e neurologia, e exames de imagem, como tomografia, ressonância magnética e eletroencefalograma.

Uma das pacientes que utilizaram o serviço da policlínica foi Maria José Paz Araújo, moradora de João Dourado. Ela conta que teve uma consulta com um dermatologista e está com o problema de saúde sendo resolvido. “Eu já estava precisando desse especialista há um bom tempo, mas não encontrava aqui na região pelo Sistema Único de Saúde [SUS]. Fui encaminhada pelo posto de saúde e tive um ótimo atendimento”, afirma, destacando que ainda utilizou o ônibus oferecido pela policlínica. Além dos atendimentos com médicos, os pacientes têm acesso a atendimento com outros profissionais. Já foram realizadas dez consultas de psicologia e nove com nutricionista. A policlínica oferece também trabalhos educativos e palestras com orientações de saúde.

Policlínica de Irecê . 

Inaugurada no dia 8 de dezembro de 2017, a unidade recebeu um investimento de R$ 25 milhões, entre obras civis e aquisição de equipamentos. A manutenção mensal é dividida entre Estado, que arca com 40%, e municípios consorciados, que rateiam os 60% restantes. A policlínica promove a regionalização da prestação de serviço de alta qualidade em saúde, à medida que garante a cobertura de diversos os exames gratuitos solicitados pelo SUS no interior.

Atendimento

O diretor da policlínica, Fernando Luiz Failla, explica que o acesso ao serviço é a partir da Estratégia de Saúde da Família de cada município. “A população vai procurar o médico da atenção básica. Se o profissional identificar a necessidade por um especialista ou exame, fará o encaminhamento. Desta forma, o paciente já vai com o seu horário agendado”, explica o diretor. Para a população que não reside em Irecê estão sendo disponibilizados micro-ônibus especiais que fazem o deslocamento dos pacientes dos municípios consorciados. Desde a inauguração, 127 viagens foram realizadas com os veículos do consórcio.

Fonte: Ascom/Sesab