Itiruçu Online – Aqui Bahia Jornalismo de Qualidade e Responsabilidade Social

Itiruçu: “Primeiro manter salários em dia, funcionalidade da saúde e educação para decidir São Pedro”, diz prefeito

Jornalista Walter Sales, entrevista Wagner para o Café com Leite
Jornalista Walter Sales, entrevista Wagner para o Café com Leite

A pergunta que hoje mais circula na região é com relação a realização dos festejos de alguns municípios. Com a confirmação de algumas cidades como Planaltino, Maracás, Lafaiete Coutinho, Cravolândia, Apuarema,  Brejões, além de Jequié e Jaguaquara que farão um São João de Vilas Juninas, Itiruçu é um caso a parte, por realizar o São Pedro logo após os festejos de São João.

Durante a presença do prefeito Wagner Novaes na cidade de Maracás, toda imprensa de voltou para o gestor para perguntá-lo sobre a realização ou não do São Pedro. Wagner iniciou explicando as dificuldades encontradas, mas sinalizou um pensamento positivo em realizar o São Pedro.

“Itiruçu não é diferente de nenhuma outra cidade do interior da Bahia, estamos também enfrentando inúmeras dificuldades que no momento nos compete somente à obrigação do pagamento salarial e manter a saúde e educação funcionando. É sabido por todos de nossa queda populacional que nos tirou aproximadamente R$ 4000.000, 00 mil reais do FPM que poderia está entrando nos cofres municipais. Se as coisas continuarem como persistem, com essas quedas na arrecadação, corremos o risco de até atrasar salários. Está muito difícil e espero em Deus forças para que possamos cumprir ao menos com nossa obrigação que é andar com a saúde e educação, além do funcionalismo em dia”, frisou Wagner.

Na esperança de que os parceiros do São Pedro possam  ajudar o município, Novaes assegurou que à luta é o pensamento positivo com relação a realização da festa , aliada ao apoio declarado pelo presidente da Assembleia de ajudar junto a Bahiatursa.  O gestor alertou que é preciso calma para decidir sobre os rumos do São Pedro, mas que o desejo é de realizá-lo.

“O São Pedro está chegando, é uma festa tradicional não apenas para Itiruçu, mas de todo interior do estado. Na condição de prefeito tenho que manter a responsabilidade e garantir que só iremos realizar o São Pedro se estiver com toda folha de pessoal rigorosamente em dia, a partir daí,  estaremos voltados para fazer a festa do São Pedro. Hoje estive com o Deputado Marcelo Nilo que nos garantiu lutar pela verba da Bahiatursa e, caso isso aconteça, viabiliza ainda mais o pensamento de realizar o São Pedro, mas caso os parceiros da iniciativa privada e os órgãos governamentais não possam  ajudar Itiruçu, infelizmente, teremos que recuar e não realizar o São Pedro. 2015 é um ano de cautela, é preciso ter o  pé no chão e refletir tudo que iremos fazer, para depois não pagar caro como muitos amigos estão pagando por ter exagerado com festa, o que não é mais permitido na gestão pública dos municípios. Mas diante de tudo que coloquei, afirmo que iremos tentar fazer o São Pedro pequeno com a consciência de que não irá atrapalhar nem o pagamento do funcionalismo nem o andamento da saúde e educação. A festa do São Pedro seguia um patamar que hoje não cabe à realidade do município. Antes gastávamos de 700 a 800 mil reais com festa, mas ano passado realizamos com pouco mais de 200 mil. Queremos e temos a intenção de fazer uma festa como fizemos em 2014, sem grandes estrelas, caso  alcancemos os recursos já buscamos e receber  o apoio da Bahiatursa”, disse Wagner.


error: Conteúdo protegido !!