Itiruçu Online – Aqui Bahia Jornalismo de Qualidade e Responsabilidade Social

Estudantes de Jaguaquara envolvem famílias para preservarem meio ambiente

Fotos/Ascom Educação
Fotos/Ascom Educação

O cuidado com o meio ambiente se tornou uma rotina para os estudantes da Escola Estadual Rural Taylor-Egídio (Erte), no município de Jaguaquara, no centro sul baiano. Os alunos se destacam com uma experiência bem-sucedida, por meio do projeto ‘Lixo não é lixo’. Ao mesmo tempo em que contribuem para cuidar da escola, promovem integração com as famílias, cadastrando moradores do entorno e interessados em separar o lixo orgânico doméstico para doar à escola, onde cultivam uma horta.

jaguateylonegidio

Às vésperas do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 5 de junho, a iniciativa demonstra a transversalidade do tema no currículo da educação básica, na rede estadual de ensino. A cada quarta-feira, os estudantes recolhem o material nas casas para ser utilizado como adubo na horta.

A atividade tem proporcionando grande aprendizado ao estudante Aldemir Gomes, 13 anos, da 7ª série. “É muito gratificante este trabalho porque produzimos alimentos saudáveis, sem agrotóxicos e sem adubo químico. Com isso, fortalecemos a terra e cuidamos do meio ambiente. Já passei esta experiência do reaproveitamento do lixo orgânico para adubar a terra para amigos meus, que estão praticando em suas casas. Na verdade, o que a gente pensa que é lixo, não é”.

normal_143336001918415953582_941072a271_o

O projeto, que integra o programa ‘Vamos cuidar da Erte com ações sustentáveis’, vem sendo trabalhado a partir do tema ‘Terra: compostagem, reutilizando o lixo orgânico’. “Na nossa escola, atuamos com a Pedagogia de Alternância, que intercala um período de convivência na sala de aula com outro no campo, visando assegurar a formação dos alunos e a sustentabilidade do campo”, afirma a professora Vilmaci Dias.

normal_143336001918415954372_7de256fb0c_o

Ela acrescenta que o projeto envolve 500 estudantes oriundos da zona rural. “Eles fazem parte das turmas do compromisso e do girassol (símbolo da Educação no Campo), como as intitulamos. Aqui, eles aprendem alternativas mais econômicas e saudáveis de produção agrícola para o sustento da comunidade”. Secom/Gov. Bahia.


error: Conteúdo protegido !!