Itiruçu Online – Aqui Bahia Jornalismo de Qualidade e Responsabilidade Social

Com empréstimo de US$ 200 milhões, Rui Garante recuperação da BA-555, que liga Lafaiete Coutinho a BR-116

Fotos/Blog Itiruçu Online
Fotos/Blog Itiruçu Online

Quando o orçamento é curto ou ele todo já está comprometido, as famílias brasileiras recorrem geralmente aos empréstimos bancários para realizar novas aquisições ou para apenas garantir recursos para pagar suas contas ou dívidas contraídas. Como ocorre nas melhores famílias, nos governos estaduais não é diferente.

Foi aprovado pelo Banco Mundial, um crédito de US$ 200 milhões, quase R$ 800 milhões para a melhoria de estradas da Bahia, que beneficiará mais de 250 mil pessoas nas regiões rurais do estado. Os recursos são direcionados ao financiamento da segunda fase do Projeto de Reabilitação e Manutenção de Estradas na Bahia.

Na prática, o governo da Bahia tomará dinheiro emprestado com instituições financeiras e, para isso, como o volume de recursos é alto, precisa de um fiador que garanta o pagamento do empréstimo, neste caso, o Tesouro Nacional. “Significa que o Estado passa a ter condições de investir em estradas, na saúde, em educação, através dos empréstimos, porque a Bahia é um dos Estados que está em melhor situação fiscal e, portanto, tem crédito na praça e pode contrair novos empréstimos”, explicou o governador.

DSC01674 (183)

O governador Rui Costa já começou a sentir na pele os reflexos das graves consequências de sua decisão, de extinguir o Derba. A maioria das estradas do estado começam a se deteriorarem pela falta de atenção e com a responsabilidade dada aos consórcios intermunicipais, os prefeitos, sem recursos e vivendo de promessas que irão chegar as ajudas financeiras, estão confiante no empréstimo do estado para atender as inúmeras reclamações em todas as regiões.

No Vale Jiquiriçá, por exemplo, a obrigação do estado em auxiliar o Consórcio passa a ser urgente, para que as estradas não fiquem ainda piores, em alguns trechos onde moradores tomam a ação de melhorá-las com as chamadas “Tapa-buracos”.

BA-250, trecho de Itiruçu
BA-250, trecho de Itiruçu

A BA-250, nos seus 46 km do Entroncamento de Jaguaquara a Maracás não é uma das piores, mas tem alguns trechos já em estado de alerta, principalmente no município de Itiruçu. A BA-545, que liga Jaguaquara ao Baixão de Ipiúna, com uma extensão de 17 km, consta na lista do projeto. A BA-026 com extensão de 67,3 KM em Jequié, ligando a BR-330, também devem receber melhorias. O trecho da BA-026, trecho Nova Itarana a Maracás é outra que costa no projeto.  Os recursos para tais obras vinham sendo prometidos desde a extinção do DERBA, mas agora o estado se viu encurralado e sem recursos, resolveu pela viabilidade do empréstimo.

Outra estrada que é motivo de reclamações é a que liga o município de Lafaiete Coutinho a BR-116, a BA-555, esperando recursos desde 2014, mas volta a ter novamente a promessa de que neste ano serão iniciadas as obras de melhorias. Segundo o governador Rui Costa (PT), a estrada de acesso a Lafaiete Coutinho será a primeira a receber as obras, pois o Consórcio do Vale Jiquiriçá saiu na frente dos demais na organização e no projeto, esperando apenas os recursos serem depositados nas contas.  Só que, os Consórcios também esperam o estado receber os valores do empréstimo.


error: Conteúdo protegido !!