Tesoureiro do PT, Vaccari Neto é preso pela Polícia Federal

vacarineto

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta quarta-feira (15/4), o tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), João Vaccari Neto, em ação que faz parte da 12ª fase da Operação Lava Jato. Ele estava em sua casa, em São Paulo, quando foi detido, juntamente com sua mulher.  A PF cumpre mandado também contra a cunhada do petista por envolvimento com o esquema da Lava Jato. Vaccari, que nega envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, será transferido pela polícia para Curitiba.

Ele é acusado de receber para o PT um porcentual da diretoria de Serviços da Petrobras na época em que era comandada por Renato Duque. O tesoureiro petista é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro e, segundo os delatores da Lava Jato, era o responsável por recolher a propina cobrada pela diretoria de serviços da Petrobras para doação ao PT, verba utilizada para financiar campanhas políticas.

A cunhada dele, Marice Correia de Lima, também foi alvo de um mandado de busca e apreensão em sua casa. Foi cumprido ainda um mandado de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a depor) para a mulher de Vaccari, Giselda Rose de Lima. Todas essas ordens estão sendo cumpridas na capital paulista, mas os presos serão levados diretamente para a Superintendência da PF em Curitiba.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas