Marcelo Queiroga diz que há “excesso de vacinas” no Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira, 15, que há “excesso de vacinas no Brasil”. A declaração foi dada durante um evento no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) e em resposta a um questionamento sobre a falta de doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca. Nas últimas semanas, diversos estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco, têm registrado falta de vacinas da AstraZeneca para a segunda dose, o que gera uma intercambialidade na imunização, com as pessoas recebendo a dose complementar com o imunizante da Pfizer/BioNtech.

“Há excesso de vacinas, na realidade. O Brasil já distribuiu 260 milhões de doses de vacinas, e 210 milhões já foram aplicadas. Hoje nós vamos enviar doses para vacinar todos os brasileiros com a primeira dose”, afirmou Queiroga. O ministro não explicou o motivo do excesso, já que os imunizantes recebidos pelo país ainda são insuficientes para imunizar completamente toda a população. Atualmente, pouco mais de 35% dos brasileiro estão imunizados com as duas doses.

Sobre a falta de Astrazeneca, Queiroga disse que “não tem problema nenhum” e que depende de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para para ter mais doses.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas