Itiruçu não entregou projeto dentro do prazo em 15 de julho e culpa câmara de vereadores que ainda não recebeu cópia do projeto do PAC2


O município de Itiruçu não tinha até este sábado 20 para se inscrever no programa do Pac2, vez que, o prazo já havia sido prorrogado em 15 de julho deste ano, porém até o momento as comissões da câmara de vereadores só estão com o pedido de autorização para ser votado e não a copia do projeto, segundo informações do prefeito municipal, que diz ter feito o projeto e que contem mais de 30 kg de papeis, mais, somente menos de 10 miligramas chegou à câmara de vereadores. O empréstimo que se aprovado, poderá ter parcelas de aproximadamente 52 mil reais ao mês, consignado junto à receita municipal segundo cálculos contábeis. Os bairros citados para a aplicação dos recursos, apesar de já estarem com recursos garantidos por emendas parlamentares desde o ano de 2007/2008, não seriam beneficiados apenas por uma prévia autorização da câmara municipal, vez que, as analises ainda seria feitas por demais órgãos competentes. O que parece ter acontecido, foi a perca de prazo do município no início das inscrições e logo em seguida uma pressão junto à câmara para conseguir a todo custo uma votação de urgência-urgentíssima, pressionando aos vereadores que responsavelmente não concordaram com atos de irresponsabilidades administrativas. Os bairros citados poderão ficar sem o calçamento somente mediante a incompetência do prefeito municipal por perca de prazo de inicio, ou por falta de prestígio na agilidade das emendas parlamentares que já orçaram os recursos que certamente irão garantir os calçamentos dos bairros da Rua do Café, Pé na Jaca, Belíssima e Upabuçu.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas