Ipiaú registra primeiro caso suspeito de febre chikungunya

Prepostos da Sucam realizam ação preventiva contra  eventual presença do mosquito.(Foto:Giro em Ipiaú)

Prepostos da Sucam realizam ação preventiva contra eventual presença do mosquito.(Foto:Giro em Ipiaú)

Informações extraoficiais dão conta da possibilidade de um caso da febre chikungunya no município de Ipiaú. A vitima que teria sido infectada em outra localidade, foi internada  em uma clínica de Ipiaú apresentando os sintomas da doença que é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus,  mesmos da dengue.

Diante da ocorrência a Vigilância Epidemiológica da 13ª Dires deslocou até Ipiaú prepostos da Sucam com o objetivo de realizar uma ação preventiva contra  eventual presença de mosquitos portadores do sorotipo do vírus CHIKV. A ação preventiva vem sendo processada desde a semana passada e consiste num bloqueio da área próxima ao local onde o paciente suspeito de ter contraído a doença se encontra internado.

Os prepostos da Sucam estão utilizando uma bomba manual para borrifar um produto indicado ao combate do mosquito. Também se cogita a utilização de um carro fumacê para intensificar esses bloqueios. A secretaria municipal de saúde ainda não se pronunciou sobre o assunto.

 A infecção pelo vírus chikungunya provoca sintomas parecidos com os da dengue, porém mais dolorosos. No idioma africano makonde, o nome chikungunya significa “aqueles que se dobram”, em referência à postura que os pacientes adotam diante das penosas dores articulares que a doença causa. Em Feira de Santana já foram registrados mais de 150 casos da doença. (Giro/José Américo Castro)


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas