INSS abre atendimento em drive-thru durante a pandemia;confira o passo a passo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou a receber documentos no modelo drive-thru desde a última segunda-feira (27), devido à pandemia de coronavírus, e irá seguir nesse modelo até que a crise sanitária acabe. A autarquia informa que apenas atendimentos que não possam ser feitos via internet devem ser realizados presencialmente.

O novo sistema, que se estabelece em toda a região Nordeste, funciona pela manhã e se estende até o início da tarde, recebendo beneficiários das 7 às 13 horas.

O novo sistema, que se estabelece em toda a região Nordeste, funciona pela manhã e se estende até o início da tarde, recebendo beneficiários das 7 às 13 horas.

Para fazer uso, é necessário que a solicitação dos documentos esteja registrada no site ‘Meu INSS’; isso também pode ser verificado por meio da Central Telefônica, ligando no 135.
Após confirmar a necessidade de comparecer presencialmente, o beneficiário deve fazer cópias dos documentos que serão entregues e, em seguida, guardar todos em um mesmo envelope.
Já na entrada da agência, um formulário deverá ser preenchido e, junto ao envelope com os documentos, depositado em uma urna. Feito isso, o acompanhamento do processo deverá ser feito pelo ‘Meu INSS’ ou via Central Telefônica.

Confira mais: 

COMUNICADO Nº 128 – CUMPRIMENTO DE EXIGÊNCIA EXPRESSA (“DRIVE THRU”) PARA O NORDESTE

Como as agências estão fechadas em virtude da pandemia do Coronavírus, os segurados que moram nos estados do Nordeste que requereram benefício e estão com alguma exigência para ser cumprida poderão entregar a documentação em CÓPIA SIMPLES num sistema semelhante ao “Drive thru”, ou seja, Exigência Expressa.

Após verificar quais documentos foram exigidos, os segurados deverão depositar, numa das urnas disponíveis nas agências do INSS, um envelope com a documentação. O envelope poderá ser entregue nas unidades do INSS, de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas. Não há necessidade de agendamento prévio para a entrega.

O que deve estar escrito nos envelopes?

– Nada precisará estar escrito, pois ao comparecer para entrega do envelope, o usuário ou seu procurador deverá preencher o formulário de cumprimento de exigência expressa, que será disponibilizado pelo INSS.

Quais documentos devem estar no envelope?

– Uma cópia do documento com foto (RG ou Carteira de Habilitação) e;

– Cópia dos documentos solicitados para o cumprimento daquela exigência.

Poderá ser enviado através dos Correios?

– Não. Os documentos devem ser entregues em alguma unidade do INSS.

IMPORTANTE:

Basta o envio de CÓPIA SIMPLES (portanto, não precisa ser autenticada em um cartório);
As CÓPIAS que forem enviadas deverão estar legíveis;
Não serão prestadas quaisquer informações sobre processo ou orientações em geral. Os segurados não receberão nenhum protocolo/recibo de entrega das CÓPIAS;
As CÓPIAS não serão devolvidas aos segurados. Após serem escaneadas e lançadas nos sistemas, toda documentação será destruída. Por isso, o INSS enfatiza que NÃO ACEITARÁ DOCUMENTOS ORIGINAIS;
Esta modalidade de cumprimento de exigências não é obrigatória. Portanto, isto significa que o segurado não perderá prazos;
EXCEÇÃO: a Exigência Expressa não se aplica aos pedidos de antecipação do auxílio-doença. Nesse caso, os documentos só podem ser anexados pelo Meu INSS;
Em caso de questionamento sobre se o cidadão que mora em outro Estado (que não seja do Nordeste) pode entregar numa agência nordestina: Resposta: NÃO, pois ainda é um projeto piloto, que abrange apenas os segurados que moram naquela região.


Comentários

Deixar uma Resposta


Notícias Relacionadas