nilo

Mesmo negando, a perspectiva de candidatura de Marcelo Nilo (PDT) ao quinto mandato consecutivo na presidência da Assembleia Legislativa começa a tomar forma antes mesmo do final das eleições 2014. Nesta segunda-feira (20), o deputado Targino Machado (DEM) endossou uma renovação de mandato do pedetista, fato inédito na história recente dos legislativos. “Se Marcelo for candidato, ele não vai precisar de 31 votos, vai precisar de 30, porque o meu ele já tem”, garantiu o democrata. Targino, todavia, lembrou que o voto dos 63 deputados é secreto.

“Quem inventou votação secreta foi o diabo. É um momento propício para traições”, ponderou o democrata, que eleito deputado em 2010 pelo PSC, onde ficou até 2013, quando o partido pendeu para a bancada governista. “Tenho alergia ao adesismo. Eu não tenho compromisso com partido, não nasci para ser liderado. Infelizmente, os líderes não são líderes democráticos”, afirmou Targino. Nos corredores, a presidência da Assembleia é como a barganha para que Nilo não figurasse na chapa majoritária do PT, liderada por Rui Costa e que teve o PP na vice, com João Leão. Procurado, o presidente não foi localizado para comentar as declarações do companheiro de legislativo. Bahia Notícias.


DilmaAecio

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (20) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:

– Dilma Rousseff (PT): 52%
– Aécio Neves (PSDB): 48%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

De acordo com o Datafolha, na reta final da eleição, os candidatos continuam empatados, no limite da margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, mas Dilma aparece pela primeira vez numericamente à frente de Aécio em um levantamento feito após o primeiro turno. No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.

Votos totais

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

– Aécio Neves (PSDB): 46%
– Dilma Rousseff (PT): 43%
– Em branco/nulo/nenhum: 5%
– Não sabe: 6%

Na margem de erro, os candidatos estão empatados tecnicamente.
O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014. Informes do G1.


ruicosta

O governador eleito da Bahia, Rui Costa (PT), visitou nesse sábado (18) as cidades de Vitória da Conquista, na região Sudoeste, e Bom Jesus da Lapa, no Oeste. Acompanhado de deputados, prefeitos e da senadora Lídice da Mata, que declarou apoio a presidenta Dilma no segundo turno das eleições, ele agradeceu e pediu votos.

“Dilma gosta de trabalhar pelas pessoas simples, pelo Nordeste e pela Bahia. Os baianos já mostraram que querem ela para presidente e vamos aumentar a vantagem sobre nosso adversário nesse segundo turno”, disse. Em Vitória da Conquista, onde fez uma caminhada pelo centro, Rui reafirmou o compromisso com obras estruturantes, como o novo aeroporto, os viadutos do anel de contorno e a duplicação da BR-116. “Também faremos investimentos em saúde e educação. A presidenta Dilma já assumiu o compromisso com a Universidade Federal do Sudoeste”.

dilma

A senadora Lídice, também pediu voto para Dilma. Ela explicou que passou os oito anos do governo do PSDB na oposição. “Não vejo mudança para adotar outra postura agora. Voto em Dilma, que é o melhor para a Bahia e para o Brasil.”

De Conquista, a comitiva seguiu para Bom Jesus da Lapa, onde realizou uma carreata do aeroporto até as casas populares, bairro que tem 1,1 mil unidades habitacionais construídas dentro do programa Minha Casa, Minha Vida e que beneficiaram famílias com renda mensal de até três salários mínimos. “O povo brasileiro nunca foi tão bem tratado, moradia é direito básico e aqui são casas de qualidade, com infraestrutura, praça, quadra de esportes. É isso que faz da nossa presidenta a melhor opção. Vamos continuar avançando”, disse Rui.


Presidente da UPB, Maria  Quitéria convida os municípios para o evento. Foto/Blog Itiruçu Online.
Presidente da UPB, Maria Quitéria, convida os municípios para o evento. Foto/Blog Itiruçu Online.

Seca, desigualdades sociais, falta de obras estruturantes e o analfabetismo são apenas alguns dos problemas crônicos enfrentados pela região Nordeste, onde residem 30% da população brasileira distribuída em nove estados e 1.793 municípios. Fazer uma reflexão dessa realidade, promover a troca de experiências, articulações governamentais e a análise de assuntos emergenciais são objetivos do I Congresso Nordestino de Municípios que ocorre de 11 a 13 de novembro em Salvador, no Gran Hotel Stella Maris.

A realização do Congresso é uma parceria da União dos Municípios da Bahia (UPB) com as demais entidades municipalistas do Nordeste e os governos estaduais. “Vamos expor os desafios enfrentados pelas prefeituras num processo interativo de trocas de experiências e estudo de alternativas, porém o mais importante é estabelecer uma agenda conjunta entre municípios da região”, afirma a presidente da UPB, prefeita Maria Quitéria.


Camara

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o relatório da comissão mista sobre a Medida Provisória 651/14, que traz várias medidas para incentivar a economia. A proposta segue para o Senado e precisa ser votada até o dia 6 de novembro ou perderá o prazo de vigência.

O texto aprovado amplia incentivos tributários; renegocia dívidas de empresas; altera a tributação do mercado de ações para incentivar a abertura de capital de empresas de pequeno porte; e, a pedido de prefeitos, amplia até 2018 o prazo para que as cidades acabem com os lixões.

O relator da MP, deputado Newton Lima (PT-SP), disse que a medida atende às reivindicações do empresariado. “Enfrentamos essa realidade de crise mundial com medidas concretas de revitalização da economia”, afirmou.

Quem criticou a proposta foi o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). “É um alento para setores importantes, mas é apenas cosmético perante a necessidade de reformas que não foram feitas”, disse Hauly.


Do Bahia Notícias
Do Bahia Notícias

O músico e compositor Manno Góes não anda muito feliz com a campanha presidencial neste segundo turno. Depois ter der disparado contra Aécio Neves em seu Facebook (veja aqui), o artista resolveu ironizar o apoio de Geddel Vieira Lima (PMDB), candidato derrotado ao senado, ao tucano: “Meu ídolo dessa eleição é Gedel! Confirmou tudo que eu achava de políticos escrotos!”.

imagemll

Posteriormente, Manno afirma: “Como um rato, foi o primeiro a pedir pra tirar as fotos dele do lado de Aécio, quando Aécio estava caído nas pesquisas. Agora, posa de gordo amigo em trio elétrico. Geddel: é por pessoas como você que eu voto em Dilma!”.


dilma

A pauta de comunicação dos dois candidatos à Presidência da República no segundo turno registra em linhas gerais, sem aprofundamento, uma defesa da ampliação da infraestrutura das telecomunicações, requisito considerado indispensável para a expansão do acesso à internet no Brasil. No caso de Dilma Rousseff (PT), seu programa elege a universalização do acesso “barato, rápido e seguro” ao serviço como meta principal dos próximos quatro anos. “Para isso, será necessária a expansão da infraestrutura de fibras óticas e equipamentos de última geração, bem como o uso da Internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo”, conforme apresenta a diretriz petista entregue ao TSE em julho.

A candidata à reeleição promete a implementação do Marco Civil da Internet, aprovado em abril passado, destacando a regulamentação como uma das mais avançadas do mundo. “Nosso marco civil dá aos usuários garantias fundamentais, como a liberdade de expressão, o respeito aos direitos humanos e à privacidade dos cidadãos, assegurando a neutralidade da rede frente a interesses comerciais ou de qualquer espécie”, expressa, argumentando que a internet deve se tornar um espaço mais aberto à liberdade de expressão, à inovação e ao desenvolvimento social e econômico do país.

Os compromissos informados pela campanha do oposicionista Aécio Neves (PSDB) se limitam à expansão da infraestrutura do setor de telecomunicações, o que garantiria acesso dos brasileiros à internet de qualidade e com custo compatível. Em relação ao Marco Civil da Internet, o senador mineiro diz que é uma “conquista da sociedade brasileira.” “Ele existe, hoje, após uma construção de cerca de três anos na Câmara dos Deputados, da qual participaram inúmeros partidos políticos e várias forças da sociedade, que vieram para o Congresso Nacional debater esse tema”, afirmou o tucano, à época da aprovação pelo plenário do Senado. Leia mais 


aecio

“Quero ser lembrado como o presidente do Nordeste Brasileiro”, afirmou o candidato à Presidência da República, Aécio Neves, para milhares de pessoas que lotaram o Largo do Pelourinho, em Salvador, na tarde desta sexta-feira (17). Depois de sair da Praça Castro Alves e percorrer o Centro Histórico, em carro aberto, ao lado do prefeito ACM Neto e lideranças políticas baianas, acompanhado por uma multidão, Aécio fez questão de manifestar publicamente a sua determinação de, no caso de eleito, reduzir as desigualdades regionais dando como exemplo seu compromisso com o Nordeste.

“Nosso projeto é diminuir essas vergonhosas desigualdades regionais que nos separam. Vamos tomar medidas para superar definitivamente a pobreza no País”, assinalou Aécio, sob os brados de seu nome e de “fora PT”, gritados pelos milhares de presentes. “Escolhi o Pelourinho para falar a toda nação que o Brasil é negro, pardo, índio e branco. É de todos os brasileiros. Não aceita esse discurso de nos dividir ao meio. Unidos vamos encontrar o caminho do progresso e da justiça social”.


giuliano

Em salvador, o prefeito de Jaguaquara Giuliano Martinelli, cumpriu agenda, nesta quinta-feira (16) ao lado do deputado federal e eleito vice-governador pela Bahia, João Leão (PP). Na oportunidade eles discutiram o aceleramento de obras para o município de Jaguaquara.

Em um café da manhã eles (Giuliano e Leão) agendaram uma visita de João Leão e Cacá Leão a Jaguaquara para agradecer a expressiva votação nas urnas neste sábado (18).

 samuel

Percorrendo as secretarias do estado, ainda tiveram tempo para conversar com o Jornalista Samuel Celestino, dono no Site Bahia Notícias, mais visto no estado e preferido  no meio  político baiano.

 O certo é que, tanto o prefeito Giuliano quando o eleito vice-governador João Leão, estão  satisfeitos com a votação histórica obtidas nas urnas jaguaquarenses: foi a maior votação já cooptada por um prefeito para seus deputados em Jaguaquara.


debate

Em meio ao clima de acirramento da campanha para o Palácio do Planalto, os dois candidatos que disputam o segundo turno das eleições, a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB), se enfrentaram nesta quinta-feira no debate promovido e transmitido ao vivo pelo SBT/Alterosa. Sob a mediação do jornalista Carlos Nascimento, a petista e o tucano trocaram acusações na maior parte do tempo, que durou uma hora e 20 minutos. A escolha dos temas foi livre.

PRIMEIRO BLOCO – NEPOTISMO E CORRUPÇÃO

No primeiro bloco do debate presidencial, transmitido pelo SBT/Alterosa, os candidatos Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) trocaram acusações sobre atos de nepotismo envolvendo familiares do adversário. Enquanto a petista cobrou explicações sobre a nomeação de parentes de Aécio durante sua gestão no governo de Minas, entre eles a indicação de sua irmã Andrea Neves para gerenciar a distribuição de recursos para veículos de comunicação, o tucano questionou a nomeação do irmão da presidente, Igor Rousseff, para trabalhar na prefeitura de Belo Horizonte (PBH) na gestão de Fernando Pimentel (PT). “A minha irmã trabalha muito e não recebe nada. Seu irmão recebe e não trabalha”, disse Aécio.