Vereador Dico foi escolhido em convenção

Vereador Dico foi escolhido em convenção

Enquanto as cidades da região já definiram os nomes para concorre as eleições municipais deste ano, a cidade de Maracás parece que terá uma das candidaturas decididas na justiça. A chapa até então confirmada é do empresário Soya do PDT, que definirá o vice em sua convenção e a candidatura do atual prefeito Paulo dos Anjos, pelo PSL. Serão 03 candidaturas.

No último dia 26-07, foi realizada a primeira convenção partidária para as eleições municipais deste ano, a convenção do PT (Partido dos Trabalhadores), definindo que o PT teria como candidato, escolhido em votação entre filiados, o vereador Dico de Edmundo (PT). O evento aconteceu na sede do partido. Dico de Edmundo exerce o segundo mandato na cidade.

Mas, nem tudo está tranquilo para a chapa petista, que deve agora recorrer à justiça para garantir o nome do vereador como candidato do partido. Ocorre que, de acordo informações obtidas pelo Blog Itiruçu Online, sob a influencia do ex-prefeito Nelson Portela, o partido mudou a orientação local e até a diretoria subiu na ação da ditatura e destituíram a comissão da cidade, dando ao ex-prefeito plenos poderes de decisão e à condição de ele (ex-prefeito Nelson) comandar o nome do PT nas eleições. A maior reclamação dos filiados é que o ex-prefeito ocupa cargo de influencia junto ao governo da Bahia e até o momento não chegou a Maracás grandes obras, como a sede da esperada policlínica, que será construída em Jequié.

O presidente do PT, que somo 32 anos seguindo o Partido dos Trabalhadores, e já acionou na justiça para ter o  direito constitucional , inclusive de reger o que decidiu seus filiados e assim assegurar o nome do vereador Dico de Edmundo como prefeituravél.

Ocorre que, como o atual prefeito Paulo dos Anjos deseja concorrer à reeleição, o ex-prefeito Nelson Portela, que ocupa o cargo de Coordenador dos Consórcios Públicos na Bahia, também, segundo o informado, tem  o desejo de retornar à prefeitura e, como o seu partido, o PT, não reza sua cartilha, ele ( Nelson) resolveu usar de sua influencia e garantir sua voz nas eleições municipais.


size_cardozo

O advogado de defesa da presidenta afastada Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, disse hoje (3) que a defesa e a acusação no processo de impeachment devem ter direito a apresentar cinco testemunhas para cada fato imputado a Dilma no julgamento em plenário. Como são quatro fatos – três decretos de suplementação orçamentária e uma operação de crédito entre o Tesouro e o Banco do Brasil –, Cardozo quer levar 20 testemunhas ao plenário do Senado.

“A informação que eu tive é que ele [presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski] vai adotar por analogia o rito do tribunal do juri, em que são cinco testemunhas. No nosso entendimento são cinco testemunhas por fato, ou seja, seriam até 20 testemunhas. Não posso ter uma leitura que não seja essa: cinco por fato imputado, da mesma forma que se teve oito por fato imputado na fase anterior”, disse.

Segundo Cardozo, quem vai decidir sobre o assunto é o STF e Lewandowski terá a palavra final. “Vamos ouvir o presidente Lewandowski e, claro, mais que ouvir, vamos saber respeitar sua decisão”, disse o advogado esta noite, ao deixar a reunião de hoje da Comissão Processante do Impeachment, que discutiu o relatório de Antonio Anastasia (PSDB-MG).

Cardozo voltou a criticar o parecer e a questionar a conduta de Anastasia que, segundo ele, é suspeito para relatar o impeachment porque pertence a um partido que era oposição ao governo de Dilma Rousseff. “O senador Anastasia é um homem brilhante, correto, mas, sem dúvida, ele atendeu ao seu partido”, disse. Agência Brasil.


IMG_1907

O PSD oficializou o nome do ex-prefeito Zeca Braga, em convenção realizada no último domingo para concorrer à prefeitura da cidade, tendo como vice-prefeito e Roberval, do PROS. Fazem parte da coligação os partidos PSD, PROS, PRP, PMDB, PTC, PTB, PTN, PR, que homologaram os candidatos a vereadores.

O professor Zeca Braga busca seu segundo mandato no município, cargo que ocupou nos anos de 2008 a 2012. O ato partidário reuniu um grande número de simpatizantes e filiados, além de lideranças locais.


RENAPROCESSOO

A votação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff no Senado Federal deverá ser concluída até o fim deste mês. A informação foi dada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que prevê o início do julgamento pelo plenário da Casa nos dias 25 ou 26 próximos.

“O julgamento começará no dia 25 ou 26 [de agosto]. Com certeza, temos como concluir isso [votação] antes do final do mês. Eu vou trabalhar para que isso efetivamente aconteça”, disse Renan à imprensa.

Renan ressaltou que não tem condições de prever quando será votado o processo e que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, sugeriu uma reunião com os líderes partidários e com os senadores, na quinta-feira (4), depois da apreciação da pronúncia pela comissão especial do impeachment, para acertar os procedimentos de votação do processo no plenário do Senado.

De acordo com Renan, se for necessário, o Senado trabalhará no sábado e no domingo para a decisão do processo de impeachment. “O julgamento vai depender do tempo de ouvir as testemunhas, do prazo da defesa e de até 10 minutos para cada senador que quiser falar. Se for necessário ouvir testemunhas na sexta, no sábado, e se for necessário ouvir a acusação, a defesa no sábado ou no domingo, vamos fazer isso”. Ele acrescentou que, na reunião de quinta-feira, devem ser combinados e definidos os procedimentos finais. “Os procedimentos precisam ser estabelecidos para que tenhamos, até o final do mês a concretude de uma decisão”, afirmou o senador.

Perguntado sobre seu posicionamento na votação final, o presidente do Senado respondeu: “não votei a admissibilidade, não vou votar a pronúncia, ou impronúncia, e pretendo não  votar no julgamento”.


major-araujo-candidato-a-prefeito-de-goiania-

Pré-candidato à prefeitura de Goiânia, em Goiás, o deputado estadual Major Araújo (PRP) iniciou na internet uma campanha para criação da “bolsa-arma”. A proposta, que gerou polêmica, prevê subsídios para que as pessoas possam adquirir armas e sejam “voluntários da segurança da capital”.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o deputado afirmou que a bolsa é uma “estratégia de defesa” e que a prefeitura cobraria uma contrapartida do cidadão. “Esta arma (uma pistola calibre 40) pode salvar a sua vida. E nós queremos propor no município o bolsa arma municipal. Mas eu preciso ouvir a sua opinião. […]

Nós não queremos violar a lei. Mas nós queremos propor que o cidadão tenha o direito de se defender também”, explicou. Evidentemente que a prefeitura cobraria uma contrapartida do cidadão. “Essa contrapartida seria você, que recebesse sua arma e todo o treinamento e facilitação ao acesso a arma, você fizesse parte de um cadastro de pessoas voluntárias que participariam do combate à violência em nossa capital”, declarou. Folha de Condeúba


OEPERAÇAO-LAVA-JATOdsc

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (2) a 33ª fase da Operação Lava Jato, que tem como foco irregularidades cometidas pela construtora Queiroz Galvão, a terceira em volume de contratos com a Petrobras. O objetivo dessa fase, denominada Resta Um, é investigar contratos para obras no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro e nas refinarias de Abreu e Lima (PE), do Vale do Paraíba (SP), Landulpho Alves (BA) e de Duque de Caxias (RJ).

Segundo a PF, a construtora integrava o chamado “cartel de empreiteiras”, com pagamentos de proprina sistemáticos a funcionários e diretores da Petrobras, assim como a partidos políticos. A força-tarefa da Lava Jato também informou ter identificado indícios concretos de que executivos da construtora fizeram pagamentos em dinheiro para dificultar o andamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras no Senado, em 2009.

Em abril, o ex-senador Gim Argello foi preso na 28ª fase da Lava Jato. Ele era vice-presidente da CPI da Petrobras e foi acusado de receber pagamentos em dinheiro para evitar a convocação de executivos na comissão. Ele fechou acordo de delação premiada com a Justiça poucos dias após sua prisão. Cerca de 150 policiais cumprem dois mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária, seis de condução coercitiva e 23 de busca e apreensão. As ordens judiciais são cumpridas em São Paulo, no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, em Goiás, Pernambuco e Minas Gerais.

 *da Agência Brasil


88007ace-b328-4f7b-87bc-8b79f88c7140

Neste ano as eleições municipais de Lafaiete Coutinho terão duas chapas disputando à prefeitura. A chapa de Elias é formada em aliança com os partidos PTB/ PMDB/PPS/PTN/ PTC/ DEM.

O lema usado na é “RESGATANDO A HISTÓRIA DE LAFAIETE” para chapa majoritária e “Unidos por Lafaiete” na proporcional.

Coca-Joao-e-Helio-assessoria

Foto divulgação/Assessoria

A cidade já possui as duas chapas na que pleiteiam a preferência do eleitorado. A Chapa encabeçada por João Freitas do PP e o vereador Hélio Romão, PSL, foi laçada na última semana. João disputa com apoio do atual prefeito Zenildo Brandão, que foi candidato único nas últimas eleições municipais.


520d3340-eec9-4153-bfbf-9200c8a55e88

Neste domingo (31), o PDT de Planaltino e os partidos que integram a coalizão e homologaram  em convenção os nomes de Rome (PDT) como candidato a prefeito e Mita (PDT) a vice e diversos candidatos a vereador. A coligação é formada pelos partidos: PDT, DEM, SD, PC Do B PSC, PSL, PT, PSB.

08aa8c56-2dcd-4d73-a7d0-293efe01e79f

A convenção aglomerou uma grande quantidade de pessoas que apoiam a chapa pedetista, entre pessoas da sociedade, filiados, presidentes de partidos.


9c308492-1664-4527-8a68-42645cd3fc42

Fotos/Rafaela Figueredo

Realizada neste último domingo (31) a convecção do PSB que oficializou a candidatura do médico e ex-prefeito de Jaguaquara, Osvaldo Cruz, tendo como vice o vereador Zeca de Legais.

O evento partidário ocorreu no Sindicato Safe e contou com um grande número de simpatizantes e aliados. Também foram oficializadas as candidaturas dos vereadores aliados, ficando a coligação “Pelo Respeito à Vida” composta pelos partidos do PSB, DEM PSD, PV, e Rede.

63c2bee7-a292-4ce4-89a6-dd0447c56902

Prefeito por dois mandatos, o médico defendeu sua volta à prefeitura fazendo críticas à saúde e frisou que os jaguaquarenses precisam sair do município para realizar procedimentos em outros municípios. Ele ainda citou que, sua candidatara representa a vontade de mudança.


13880412_10201792017158842_7972754909134519742_n

O prefeito Adalício Almeida (PP) oficializou sua candidatura à reeleição durante convenção realizada no último sábado (30) em Lajedo Tabocal. Também foi confirmado o candidato a vice-prefeito, Serjão. A coligação foi denominada de “UNIDOS PELO PROGRESSO” e conta com os partidos: PP, PPS, PC do B, PT ,PMDB, PSB, PSC.

O evento partidário foi realizado no Centro Educacional Nilson Andrade Santos.

5618f304-6a1d-44db-b088-73bfa71fec92

Estive no local para prestigiar o evento e reiterar o apoio ao prefeito Adalício Almeida, o deputado estadual do PP, Eduardo Salles, entre outros representantes do PP, correligionários e presidentes dos partidos aliados. O deputado frisou em seu discurso que estará na luta pela reeleição do prefeito. “Acompanho de perto a luta de Licinho e Serjão para sanear o município e trazer obras fundamentais ao desenvolvimento de Lajedo do Tabocal. Vou à guerra para defender o melhor para Lajedo do Tabocal com Licinho, Serjão e os pré-candidatos a vereador. Essa chapa tem experiência e história de trabalho para o município. Eles vivem no município, conhecem a zona urbana e rural e têm ficha limpa”, disse Salles.

13680573_10201792016998838_1133291723677498210_n

Já o prefeito Adalício Almeida, frisou suas ações frente ao município durante o primeiro mandato, afiançando a confiança do Lajedense para continuar no comando do município. Para ele ( Licinho), os lajedenses saberão avaliar os que trabalharam com respeito à máquina pública.