Família Assis apoiaram Eduardo em Itiruçu
Família Assis apoiaram Eduardo em Itiruçu

Agradecer, agradecer e mais uma vez agradecer a todos os familiares e amigos que demonstraram através desse nobre ato cívico do último dia 05 de Outubro, a consideração e a credibilidade diante das pessoas que juntamente comigo representaram o nosso Deputado Estadual Eduardo Salles aqui em nossa cidade.

Prova de pura consideração!

Esses 93 votos representaram muito pra nossa pequena equipe de trabalho, que batalhou voluntariamente acreditando piamente no sucesso e compromisso do nosso Deputado. Obrigada gente, por ter acolhido o nosso pedido, a nossa representação política, sem sequer fazer qualquer tipo de manifestação ou campanha!
Obrigada por abraçar a causa com tanto carinho!

Cleiwe Assis  puxou votos para Salles em Itiruçu
Cleiwe Assis puxou votos para Salles em Itiruçu

Obrigada por manifestar através do seu voto a esperança de dias melhores para nossa Bahia! Um grande abraço…Cleiwe Assis


renata

É com imensa alegria e orgulho que agradeço aos trabalhadores baianos a expressiva votação em nossa candidatura ao governo da Bahia. Foram 16788 votos, que significam um resultado histórico! Cada voto que recebemos representa o fortalecimento do programa socialista que apresentamos durante essas eleições.

A vitória se torna ainda maior frente ao que enfrentamos. Foram rios de dinheiro derramados nas campanhas do DEM, do PT e de outros partidos. As candidaturas de Paulo Souto, Rui Costa e Lídice tentaram caçar nossos programas por dizermos a verdade sobre o financiamento de suas campanhas. As grandes empresas e a mídia ditaram as regras do processo eleitoral. Fomos impedidos de participar da maioria dos debates de TV.

Mas com muita garra e ousadia furamos esse bloqueio e ganhamos a simpatia de milhares de trabalhadores baianos!
Levamos nosso programa para milhões de trabalhadores, jovens, negros, mulheres, lgbt’s.

Fizemos muito bom uso do pouco tempo que tivemos na TV e conseguimos ser uma voz diferente no debate que participei na Record. Foram muitas rodas de conversa com operários, trabalhadores, jovens nas universidades e escolas. Diversas panfletagens. Foi muito gratificante ter o apoio de bancários em greve, meus colegas de categoria, e voltar a Uneb, onde iniciei minha militância, para conversar com dezenas de estudantes


rui

Rui Costa (PT) agradeceu a Deus e dedicou a vitória para governador da Bahia, em primeiro turno, ao pai, senhor Cloves e à memória da mãe Maria Luiza, “os responsáveis pela minha formação, conduta ética e moral”. Ele também agradeceu à família, esposa Aline e aos três filhos. “Quero reconhecer a afirmação de um projeto político que tem na Bahia a liderança do governador Jaques Wagner. Ele foi o condutor  do processo que mudou a Bahia para melhor e com as bases consolidadas por ele, poderei avançar na construção de um estado moderno, com oportunidade para o povo, que produza a custos baixos e gere muitos empregos”.

Rui, eleito no primeiro turno das eleições de 2014 com 54% dos votos dos baianos, ao lado do senador eleito Otto Alencar, do o vice-governador João Leão e do governador Jaques Wagner conversaram com a imprensa na note desse domingo (05), no Palácio de Ondina, em Salvador. “Quero me dirigir ao povo baiano com muita gratidão e afirmar que iremos continuar trabalhando, a partir de agora, para garantir a reeleição de Dilma Roussef no segundo turno”. Otto agradeceu a todos que acreditaram no projeto e repetiu o que ele e seus companheiros de chapa disseram durante toda a campanha. “Nunca tivemos duvida de que venceríamos as eleições”.

Jaques Wagner afirmou que vai terminar o governo com alegria, por ter elegido um sucessor com capacidade política e de gestão.  “Tenho a convicção que Rui será melhor que eu. Ele conhece a Bahia e  sabe onde deve melhorar e onde avançar”, falou, “Que Deus conduza Rui, ao lado de Leão e Otto para fazer mais pela Bahia”.


 giuliano

Giuliano Martinelli, prefeito de Jaguaquara, era o prefeito do Vale Jiquiriçá que mais demostrava entusiasmo na Vitória de Rui Costa na Bahia.  Em uma recente entrevista para o Blog Itiruçu Online ( Leia aqui) , o gestor brincou afirmou que a pancada seria no primeiro turno.

De posse de dados que confirmavam a Vitória do candidato Petista, Giuliano focou na campanha de seus deputados e prometeu que ambos teriam votação histórica em Jaguaquara. Pois bem, o prefeito conseguiu vencer para governador e puxou uma votação realmente ‘histórica’ para seus deputados: Aderbal caldas, até então desconhecido em Jaguaquara, obteve 8.953 votos.

 jaguar

O Federal Cacá Leão, que não acreditava na vontade do prefeito em  transferir 10 mil votos para sua eleição de deputado federal, ficou surpreendido com a votação que alcançou e tirou o chapéu para o prefeito. Cacá obteve 9.511 votos, bem próximo da estimativa e desejo de Giuliano: uma vitória que comprova uma das melhores avaliações nas urnas de um prefeito na Bahia.

“Obrigado a Jaguaquara! Obrigado meu povo! Mostramos nossa força porque o Senhor nos capacitou para Isso. Rui e Leão, Otto, Cacá e Aderbal eleitos; Jaguaquara vitoriosa. Que Deus abençoe e todos pela confiança que depositaram em mim, no nosso governo, ou seja, em nosso grupo. Dias melhores virão para todos! Estou imensamente Feliz”, festejou Giuliano em contato com o Blog Itiruçu Online.

Veja os resultados em Jaguaquara:

Presidente

Dilma = 14.457
Aécio = 4.497
Marina = 2.920

Governador:

Rui = 14.567
Paulo Solto = 5.204

Deputados Estaduais:

Aderbal  Caldas = 8.953
Marcelo Nillo = 2.082
Augusto Castro = 1.111
Sandro Regis = 1.027
Marcelino Galo = 597
Euclides = 510

Deputados Federais

Cacá Leão = 9.511
Benito Gama = 1.656
Antonio Brito = 1.341
Jutahy = 1.192
Solla = 669


marcelo-nilo1

Com mais de 98% das urnas apuradas, confira a seguir a lista dos dez primeiros deputados estaduais mais bem votados na Bahia. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), houve 13,32% dos votos nulos/brancos e a abstenção de 23,21% em todo o Estado.

Marcelo Nilo no sexto mandato consolidou pela segunda vez a maior votação do estado para deputado estadual. O atual presidente obteve uma votação maior do que a do pleito anterior, em 2010; alcançou 144.100.

Veja a ordem abaixo:

1. Marcelo Nilo, 1(PDT)
2. Pastor Sargento Isidorio (PSC)
3. Soldado Prisco (PSDB)
4. Rogerio Andrade (PSD)
5. Fabio Souto (DEM)
6. Zé Neto (PT).


wagner

No meio da coletiva em que Rui Costa (PT) se apresentava como governador eleito da Bahia, na noite desta domingo (5), a primeira-dama Fátima Mendonça, esposa do atual morador do Palácio de Ondina, Jaques Wagner, irrompeu ao fundo para ironizar o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Por trás dos políticos que concediam entrevista coletiva, Fátima bradou: “Mais uma vez sua casa caiu, ACMzinho”. Fora do circuito, políticos ligados ao PT arguiam que Paulo Souto e ACM Neto tiveram uma derrocada muito acima das próprias expectativas. “Paulo Souto e ACM Neto foram os maiores perdedores dessa eleição. Deve ser muito difícil perder três eleições seguidas para o governo da Bahia”, provocou o aliado do novo governador, que preferiu anonimato ao dar tal declaração.


souto

Após a derrota nas urnas pelo candidato Rui Costa (PT), o candidato ao governo estadual Paulo Souto (DEM) não sabe como justificar a queda nas pesquisas e o resultado das eleições deste domingo (5). “Nós lideramos as pesquisas durante praticamente toda a campanha e, nos 15 últimos dias, esse resultado modificou-se e não sei diagnosticar exatamente o porquê”, avaliou, em conversa com jornalistas no comitê de campanha. Ele considera que o resultado deste domingo foi uma surpresa e pondera que “certo predomínio dos baianos em relação à figura da presidente da República”, Dilma Rousseff (PT), pode ter contribuído para dar uma margem mais folgada para o petista. Souto não quis falar sobre o seu futuro na política. “Eu não estou preocupado com isso agora. É um momento de refletir. Independentemente de qualquer busca de mandato, eu vou continuar atento aos problemas do estado”, desviou.

O democrata diz que seu partido conseguiu conquistar uma bancada “expressiva”, tanto na Câmara dos Deputados quanto na Assembleia Legislativa, e deu a entender que a próxima tentativa de eleição ao governo do estado será com o prefeito ACM Neto (DEM). “O partido está preparado para futuras batalhas, tendo em vista, principalmente, que nós temos uma figura de expressão, que é o prefeito ACM Neto, de Salvador. É sem dúvida um quadro que vai ter missões importantíssimas no futuro da política na Bahia e no Brasil”, disse. “O que eu desejo é que o vencedor possa realmente fazer um bom governo e atender às expectativas que a Bahia tem a esse respeito”, finalizou. A presença de Souto no comitê demorou a ser confirmada. O local estava vazio até o início da noite e os aliados só chegaram com a expectativa de presença dele e de Neto. O candidato da oposição também derrotado na disputa ao Senado, Geddel Vieira Lima (PMDB) não esteve presente e divulgou comunicado através da imprensa. (Bahia Notícias).


OTTO

O vice-governador da Bahia, Otto Alencar (PSD), 67, venceu a disputa para o Senado em seu Estado, neste domingo (5) ao vencer o presidente do PMDB da Bahia, Geddel Vieira Lima.

No início do processo eleitoral, as pesquisas apontavam Geddel como o principal favorito à vaga única pelo Estado, mas aos poucos ele viu o seu principal adversário se aproximar. À medida que isso foi acontecendo, o clima entre os dois passou a ser mais agressivo.

A rivalidade entre Geddel e Otto é antiga e se estende por mais de uma década. Em 2002, Geddel, ao lado de outros parlamentares, acusou Otto — que era governador da Bahia na época — de ser o responsável por um esquema para grampear os telefones do grupo. A mesma acusação foi feita em 2011, quando Geddel acusou o vice-governador por conta de grampos que teriam sido feitos pela Secretaria da Segurança Pública.

Faltando dez dias para as eleições, Otto acusou Geddel de utilizar fotos genéricas, de um banco de imagens, durante o horário eleitoral gratuito, como se fossem de cidadãos baianos. A campanha de Geddel se defendeu dizendo que, em nenhum momento, quis passar a impressão de que se tratavam de eleitores do Estado.


dilmarr

Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) decidirão em segundo turno, no próximo dia 26, quem será o futuro presidente do Brasil. Com 97,43% das urnas apuradas (acompanhe a apuração), a petista obteve 41,88 milhões de votos (41,32%) no primeiro turno e o tucano, 34,30 milhões (33,85%), segundo números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Marina Silva (PSB) recebeu 21,54 milhões de votos (21,26%) e ficou em terceiro lugar, mesma colocação da eleição de 2010.

Será a quarta vez consecutiva que candidatos de PT e PSDB disputarão o segundo turno – em 2002, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceu José Serra (PSDB); em 2006, Lula se reelegeu contra Geraldo Alckmin (PSDB); em 2010, Dilma superou Serra.