A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde desta terça-feira (05), aproximadamente 17 kg de maconha escondida no compartimento de bagagem da SCANIA/K113, que seguia de São Paulo (SP) com destino a Caruaru (PE).
Os policiais realizavam fiscalização de combate a criminalidade no KM 677 da BR 116, em Jequié, quando foi dada ordem de parada ao veículo, sendo realizado pelos agentes os procedimentos de fiscalização. Em vistoria no compartimento de bagagens foi encontrada em uma mala 19 tabletes contendo a substância entorpecente, perfazendo 17 quilos da droga.

Foi realizada a checagem e identificação dos passageiros e após averiguação minuciosa, ficou constatado que o casal que viajavam juntos (uma mulher de 26 anos e um homem de 18 anos), eram os responsáveis pelo transporte da droga.

Questionada, a mulher informou ter sido contratada pelo seu companheiro de viagem e receberia 2.000 reais pelo serviço. A maconha seria entregue na cidade pernambucana de Caruaru (PE).

Diante dos fatos, foi dada voz de flagrante delito e o casal foi levado com o produto apreendido para a Delegacia de Polícia Civil local. O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão


Depois do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mandar um “cala boca” para jornalistas presentes em uma coletiva nesta terça-feira (5), alguns profissionais de imprensa iniciaram um protesto pelas redes sociais com a tag #EuNãoMeCalo. Além disso, o apresentador da Globonews José Roberto Nurnier também se pronunciou em relação a fala do presidente.

“Antes de encerrar, se me dão licença, eu vou mandar um recado ao sr. presidente Jair Bolsonaro”, anunciou Burnier no encerramento da edição das 10h do Jornal Globonews. “Nós não vamos calar a boca”, enfatizou.

“Eu me solidarizo e nós todos nos solidarizamos com nossos colegas jornalistas de Brasília que estão sendo diariamente achincalhados pelo presidente da República e pelos seus seguidores. Que eles (jornalistas) estão apenas cumprindo seu trabalho, estamos todos fazendo isso. Não vamos calar a boca”, completou Burnier.

Em nota, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) repudiou Bolsonaro e criticou a postura do presidente.

“Mais uma vez, o presidente mostra sua incapacidade de compreender a atividade jornalística e externa seu caráter autoritário”, diz a ANJ. “Os jornalistas trabalham para levar os fatos de interesse público ao conhecimento da população e têm o direito e o dever de inquirir as autoridades públicas.”.

Toda a repercussão se deu após Bolsonaro criticar a imprensa, principalmente a Folha de S. Paulo, durante uma coletiva na manhã desta terça. Ao dirigir os ataques, Bolsonaro não quis responder perguntas e mandou os jornalistas calarem a boca.

“Cala a boca, não perguntei nada. Cala a boca, cala a boca. Não tenho nada contra o superintendente do Rio e não interfiro na PF”, disse Bolsonaro visivelmente exaltado.


Um caminhão VW/24.280 de propriedade da prefeitura municipal de Itaboraí (RJ) roubado em fevereiro 2019, foi recuperado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na manhã deste domingo (03), em Jequié. Um homem foi preso. Abordado pelos policiais no Km 677 da BR 116 o veículo era conduzido por um homem de 48 anos.

Durante a fiscalização no veículo, foram encontradas indícios de adulterações nos elementos identificadores, o que levou a equipe a aprofundar a verificação no caminhão. Com técnicas de análise criminal em fraude veicular, os PRFs constataram que o veículo havia sido clonado. Após consulta ao sistema de dados, os agentes descobriram se tratar na realidade de um veículo roubado em fevereiro/2019 no estado do Rio de Janeiro. Para não levantar suspeitas e ‘burlar’ fiscalizações, as placas originais foram trocadas por outras de um caminhão com características semelhantes.

O veículo apreendido e o motorista que é natural de São Paulo (SP) foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil local.

Como ocorre o crime

Na adulteração, os criminosos trocam a identificação do veículo e seus documentos para que pareça ser um veículo regular. Neste momento o veículo recebe placas de outro veículo idêntico e o proprietário desse veículo, que se encontra em situação regular, torna-se a segunda vítima dos criminosos pois passa, muitas vezes, a receber multas de trânsito por infrações relacionadas ao veículo clonado.

O combate às fraudes veiculares é uma das áreas de atuação ordinária da PRF e ações pontuais são realizadas sempre que se constata uma maior incidência desse tipo de crime em determinadas regiões do país.


Empresa diz que foi apenas fiscalizada e concluiu o trajeto Rio de Janeiro a Paraíba.

A Empresa de Ônibus TrasBrasil, através de Nota, rechaçou a nota técnica circulada através da PM, de que o ônibus da empresa tenha sido preso na cidade de Jaguaquara na manhã da quarta-feira, dia 22-

De acordo com relatos da Polícia Militar, a ação ocorreu quando a guarnição em serviço recebeu denúncias de que um ônibus coletivo da empresa estaria realizando transporte interestadual de passageiros, tendo desembarcado pessoas no Posto Paraná, no Entroncamento, contrariando o que preceitua o Decreto Estadual n° 19.586.

Na nota endereçada ao Itiruçu Online, a empresa esclarece que o veículo não foi preso, sendo apenas feita a Fiscalização do Ônibus, verificado toda a documentação do mesmo. Segundo a nota, os Motoristas prestaram depoimento para a Delegacia Local apenas afim de informá-los sobre detalhes dos passageiros, da viagem como Origem e Destino, e demais informações necessárias não só para esses órgãos de fiscalização, mais também aos demais responsáveis como da Saúde,  com intuito apenas do monitoramento e controle de fluxo e posteriormente o ônibus seguiu Viagem, chegando com Sucesso ao seu ponto final!
Ainda de acordo com a empresa, devido ao atualmente momento em decorrência da pandemia do coronavírus, há vários pontos de fiscalização e monitoramento não só dos passageiros, mas como também dos motoristas.

A empresa negou que tenha desembarcado passageiros no Posto Paraná:  “Informamos também que esse linha trata-se do transporte INTERESTADUAL, não condizendo com a informação prestada  de realizar Desembarque de Passageiros no informado Posto Paraná, sendo assim, ele transporta determinados passageiros do ponto de Origem(Rio de Janeiro-RJ) com Destino Final (Paraíba), não efetuando durante o trajeto nenhum Embarque ou Desembarque de Pessoas”, afirmou.


O veículo da Empresa Trans Brasil foi conduzido a Delegacia  descumprindo o Decreto Estadual no município de Jaguaquara. De acordo com relatos da Polícia Militar, a ação ocorreu na manhã desta quarta-feira (22), por volta das 09h, quando a guarnição em serviço recebeu denúncias de que um ônibus coletivo da empresa estaria realizando transporte interestadual de passageiros, tendo desembarcado pessoas no Posto Paraná, no Entroncamento, contrariando o que preceitua o Decreto Estadual n° 19.586.

A Polícia deslocou-se para o local apontado na denúncia e constatou a veracidade, localizando o veículo, Scania, cor cinza, Placa Policial OEU 4596.  Foi informado pelo condutor de que o referido veículo realizava a linha RIO DE JANEIRO – PARAÍBA, com escalas. O motorista foi conduzido para a DT, onde foi apresentado à Autoridade Competente para adoção das medidas cabíveis.


O município de Maracás voltou a registrar morte por suicídio na tarde dessa segunda-feira (13). Desta vez, uma jovem tirou a própria vida cometendo suicídio por enforcamento.

A jovem foi identificada por Geovana Sampaio, filha do casal Míriam e Pebão, residente a Rua Coronel José de Moura Medrado, Bairro Jiquiriçá. O corpo foi encaminhado ao DPT para perícia.  Os motivos que levaram a vítima cometer o suicídio até então são desconhecidos.


Foto/Jornal Cidade

Na tarde dessa quarta-feira (01), a Polícia Civil de Maracás foi acionada para verificar a informação de que um homem teria se afogado em uma barragem conhecida como ‘Barragem de Gersínio’ localizada nos fundos do Parque dos Eucaliptos. A informação foi checada e confirmada pelas autoridades policiais.  Um homem de 32 anos morreu afogado quando pescava no local e resolveu nadar. No percurso sentiu câimbra e não conseguiu ser salvo pelos amigos que estavam com ele. LUCIANO DOS SANTOS GONÇALVES de 32 anos foi a identificação da vítima.

Um amigo ainda tentou salvá-lo, mas sem êxito. A companheira da vítima assistiu ao afogamento, segundo o Blog Vandinho Maracás.

A Delegada de Polícia Civil, Dra.  Viviane Rosa de Alcântara acionou o Corpo de Bombeiros e o Departamento de Polícia Técnica, que realizou o levantamento cadavérico e encaminhou o corpo para o IML em Jequié, onde será realizado exame de necropsia.


Dezesseis celulares roubados foram recuperados e três bandidos encaminhados para a Delegacia Territorial de Jequié, por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central, na segunda-feira (30). Durante rondas na Rua Álvaro Miranda, no bairro de Jequiezinho, as guarnições foram informadas sobre indivíduos que haviam assaltado moradores da localidade. “Devido isolamento as ruas têm ficado mais vazias e muitos criminosos se aproveitam do momento para cometer roubos. Então, intensificamos os patrulhamentos nas cidades”, disse o comandante da unidade, major Fábio Rodrigo de Melo Oliveira.

Também foram apreendidos com o trio uma motocicleta modelo Honda CG 150, 35 pedras de crack, dois tabletes e oito buchas de maconha, além de um aparelho eletrônico. Os materiais e os criminosos foram apresentados na Delegacia Territorial de Jequié. Fonte: Ascom 


Circula pelas redes sociais uma mensagem que indica um site para que trabalhadores autônomos e pessoas de baixa renda possam se cadastrar para receber ajuda mensal de R$ 1.200,00 por causa da pandemia do coronavírus. É #FAKE. Não forneça seus dados para esse link.

O Ministério da Cidadania adverte que a mensagem é falsa. As pessoas não devem, de forma alguma, inserir os dados pessoais. O site não é do governo federal.

Clique aqui e saiba como anda a aprovação do Projeto.

Existe, de fato, um projeto de lei que prevê um suporte de R$ 600 por pessoa, por três meses, para auxiliar trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) que integrem famílias de baixa renda. Mas ele ainda depende da aprovação no Congresso Nacional. Ou seja, nem em vigor está.

A medida tem previsão de beneficiar 100 milhões de brasileiros e estima injetar até R$ R$ 43 bilhões por mês na economia, custeados com recursos da União.

Desde a semana passada, a Câmara e o Senado tem aprovado projetos relacionados ao combate do coronavírus e dos efeitos provocados pela crise. Em razão das medidas de prevenção contra o coronavírus, a sessão desta quinta foi parcialmente virtual, com a presença de apenas alguns deputados no plenário. Os demais acompanhavam por videoconferência.

Fiquem atentos apenas para informações oficiais. Todas as ações sobre o auxílio serão postadas aqui no Itiruçu Online, desde as aprovações aos dias que você poderá fazer o cadastro, além das orientações de como funcionará.


O Decreto municipal instituiu  medidas complementares de enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus no âmbito do Município de Itiruçu, e dentre as normativas estão o funcionamento do comércio. Bares e outros comércios estão sendo notificados ao tentarem burlar o Decreto, até então não revogado pelo município.  Nesta sexta-feira, dia 27, de acordo com a Polícia Militar, um veículo que transportava material  fora das normatizações de vendas, foi conduzido a Delegacia Municipal. Os comércios ficam aberto por vender insumos agrícolas e para animais, dentro do permitido.

Os prefeitos do Vale Jiquiriçá ainda não definiram como funcionará o comércio. Reuniões estão sendo realizadas no sentido de regulamentar a funcionalidade. Em Itiruçu, até segunda-feira, dia 30, haverá uma posição sobre a questão. Até lá, a Polícia Militar segue cumprindo as determinações vigentes sobre as proibições.