Mercadinho foi alvo de bandidos. Foto/Itiruçu Online.

Dois elementos armados assaltaram o Mercadinho Mendes no Distrito de Upabuçu, zona rural de Itiruçu. O crime ocorreu por volta das 17h, desta terça-feira (17), quando a dupla chegou ao local rendendo o proprietário e com arma de fogo em punho, pediram que os clientes que estavam no estabelecimento não corressem.  Os dois meliantes levaram o dinheiro do caixa. Ninguém ficou ferido.  Após o crime os elementos fugiram sentido Povoado Luiz Caetano, Várzea, por uma rodovia estadual. O Mercadinho fica situado à Rua José Rodrigues de Souza.

A PM realiza rondas no intuito de prender os suspeitos, mas até o fechamento desta edição não havia tido sucesso.  Testemunhas disseram ao Itiruçu Online que a moto usada pelos assaltantes é uma moto Uma Fan 125 vermelha, sem placa.  O piloto da moto usava blusa de couro de cor presta. Já o carona usava Tênis verde e uma blusa de frio azul com listras laranja.


A Polícia Federal lançou nesta terça-feira a Operação Swindle (fraude, em inglês) com o objetivo de desarticular um grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via aplicativo de trocas de mensagens WhatsApp.

Agentes da PF cumprem cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva nos Estados do Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal de Brasília, informou a PF em nota. Segundo a PF, os criminosos se apossavam das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato”. Os investigados responderão pelos crimes de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, acrescentou a Polícia Federal.


O motorista Maurício Santos Costa, que dirigia o caminhão envolvido no acidente que terminou com duas pessoas mortas e outras quatro feridas, na manhã desta terça-feira (17) afirmou que entrou em desespero depois que percebeu as pessoas caídas no chão. Ele prestou depoimento na 10ª Delegacia (Pau da Lima).

“No momento que eu saí do caminhão, minha reação foi olhar para as vítimas que estavam no chão. Me deparei com aquela jovem debruçada no chão e o rapaz jogado. Ai eu me ajoelhei e comecei a orar. Perguntava: Senhor, por que está acontecendo isso?. Conforta o coração dessas pessoas que estão machucadas. Foi a única coisa que lembrei naquele momento para Deus confortar cada um que estava ali naquele momento. Naquele momento eu não sabia que tenha realmente uma pessoa que tinha ido a óbito”, afirmou Maurício.

Após depoimento, Maurício foi liberado. Ele dirigia um caminhão quando perdeu o controle da direção, subiu a calçada, invadiu um ponto de ônibus e só parou dentro de um posto de combustível. Segundo o delegado Antônio Fernando, titular da 10ªDP, o motorista responderá pelo acidente em liberdade. Ele foi autuado por homicídio culposo. “Ele estava trabalhando. Ninguém na situação dele sai de casa na intensão de matar alguém”, justificou o delegado.

 

Além de Maurício, prestou depoimento também o ajudante dele, Adilson dos Santos. ELe não quis falar com a imprensa.

Roteiro
Maurício foi contratado para trabalhar como motorista na Dynâmica Locação de Máquinas e Equipamentos no dia 3 de julho deste mês. Segundo ele, nesta terça-feira, ele chegou ao posto de trabalho, na Estrada Velha do Aeroporto, por volta das 6h10. “Vinte minutos depois, saí e peguei meu ajudante numa praça em frente ao cemitério Bosque da Paz”, contou.


O fato foi registrado no KM 124, trecho do município baiano de Alagoinhas. A ação foi desencadeada quando os PRFs, durante operação de combate a assalto a ônibus, visualizaram um veículo VW/Gol, ocupado por quatro homens, e iniciaram aproximação para abordagem. O condutor do veículo então empreendeu fuga, sendo acompanhando imediatamente pelos policiais. Após 4 km, o automóvel saiu da pista, momento em que os homens desembarcaram, fugindo em direção ao matagal, disparando diversas vezes contra a equipe policial que se aproximava. A resposta dos agentes foi rápida, tendo conseguido repelir a injusta agressão. Posteriormente, cessado o confronto, os policiais verificaram que o veículo abandonado portava placa adulterada por um adesivo preto. As placas originais, PKG-8546, possuem registro de roubo datado em 17 de junho deste ano, na capital baiana. Ressalta-se que foram feitas buscas na região, mas os indivíduos não foram localizados. A ocorrência foi encaminhada a delegacia de polícia judiciária local.


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na manhã de ontem (9), 385 aparelhos celulares durante abordagem a um ônibus de turismo no KM 830 da BR 116 em Vitória da Conquista/BA, região sudoeste do estado. Entre os produtos apreendidos, que somavam 706 itens, estavam ainda 100 cabos USB, 100 fones de ouvido, 100 adaptadores de carregador, todos sem nota fiscal. O coletivo foi abordado por volta das 11h30 e, durante a fiscalização, foi encontrada a carga de produtos eletrônicos no compartimento externo de bagagens. Aos agentes, o motorista informou se tratar de uma encomenda e que estava transportando de São Paulo/SP tendo como destino a cidade de Feira de Santana. A PRF encaminhou os produtos apreendidos para a Receita Federal em Vitória da Conquista.


Foto/Itiruçu Online

A Justiça Federal em Brasília aceitou hoje (9) denúncia do Ministério Público Federal (MPF) e tornou réu o ex-ministro Geddel Vieira Lima por improbidade administrativa. A decisão foi proferida pela juíza Diana Wanderley, da 5ª Vara Cível do Distrito Federal.  Na denúncia, o MPF acusa Geddel de pressionar o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero a produzir “parecer técnico favorável aos seus interesses particulares”. O caso levou o ex-ministro a pedir demissão em novembro de 2016, quando Geddel também negou as acusações.

Na época, o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero deu entrevista alegando que sofreu pressão por parte de Geddel para liberar a construção de um edifício de alto padrão em Salvador. O empreendimento foi embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por estar localizado em área tombada como Patrimônio Cultural da União. Os construtores queriam erguer 31 andares, mas o instituto só autorizou a construção de 13. Fonte Agência Brasil.


No dia 27 de março, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou em seu portal ter aberto procedimento para investigar a disseminação de notícias falsas na internet. Entre as motivações para a inciativa, o texto citava um estudo da Associação dos Especialistas em Políticas Públicas do Estado de São Paulo (AEPPSP), que ranqueara os 10 sites que mais divulgavam as chamadas fake news no Brasil. Ocorre que tal estudo na verdade era, em si, uma notícia falsa, desmentida pela própria associação, tendo sido originada em um mero post no Facebook, sem nenhum respaldo científico. Dois dias depois de publicar a informação, o TSE se viu obrigado a corrigi-la. Além de irônico, o episódio ilustra os desafios enfrentados pela Justiça Eleitoral em tentar prevenir que as fake news influam no resultado das urnas.

As dificuldades passam já pela tarefa de identificar quais notícias são falsas ou não. Travestidas de informações verídicas, que aparentam estar respaldadas em apuração profissional e dados científicos, como reportagens jornalísticas ou pesquisas acadêmicas, as fake news muitas vezes se alimentam de sua própria indefinição para se proliferar.

Clique na imagem abaixo para ler a reportagem completa sobre fake news:

“É uma notícia inventada? É uma informação incompleta? É um fato não confirmado publicado como se tivesse sido?”, indagou o advogado Marcellus Ferreira Pinto, especializado em direito eleitoral. “Não existe no Brasil um conceito jurídico que possa ser utilizado na definição do que é fake news. Isso dificulta o combate a esse tipo de prática”, avaliou.

Prioridade

O tema foi eleito como prioritário pelo atual presidente do TSE, ministro Luiz Fux, que chegou a dizer, em uma palestra sobre o assunto, que, “se o resultado de uma eleição qualquer for fruto de uma fake news difundida de forma massiva e influente no resultado, [o Código Eleitoral] prevê inclusive a anulação”.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux coordena  audiência de instrução do processo que questiona a legalidade da tabela de preços mínimos do frete para o transporte rodoviário de cargas. Participaram  representantes de governo,
Para Fux, uso de fake news pode até anular resultado eleitoral – Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

Desde que assumiu o comando da Justiça Eleitoral, em fevereiro, Fux já participou de diversos eventos sobre o tema, tendo organizado um seminário internacional no TSE sobre as fake news.


A Polícia Rodoviária Federal recuperou na tarde de ontem (05), um veículo roubado na capital baiana. O fato ocorreu por volta das 14h30, no KM 632 da BR 116, trecho do município de Jaguaquara. Durante abordagem e fiscalização realizada a um VW/GOL, os PRFs verificam indícios de falsificação no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), apresentado pelo condutor. Posteriormente, a equipe encontrou adulteração nos elementos identificadores do veículo, constatando que o automóvel transitava com placas clonadas de um Gol de mesmas características, tendo em vista que suas placas originais, JPE-4406, possuem registro de roubo. A ocorrência foi datada em dezembro do ano de 2009. Questionado pelos policiais, o motorista informou ter adquirido o veículo com um morador da zona rural do município, utilizando como pagamento um Fiat Fiorino de sua propriedade e mais uma quantia em dinheiro. O homem foi encaminhado juntamente com o documento e o veículo apreendido à delegacia de polícia judiciária local, onde responderá por receptação e uso de documento falso.


Tenente Moreira e CB Cibele recebem chave da Viatura do Proerd.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) agora tem mais um carro para trabalhar nas cidades de cobertura da 93ª Companhia Independente da Polícia Militar de Maracás, que acolhe os municípios de Maracás, Planaltino, Lajedo do Tabocal, Itiruçu e Lafaiete Coutinho.  A viatura padronizada vai ajudar no deslocamento dos instrutores para as escolas que são atendidas nos municípios.  O veículo é o Celta 04 portas de cor branca padronizado com as cores do Proerd.

O Proerd existe há 05 anos e tem o objetivo de mostrar a influência e as consequências do uso de álcool e drogas, formas de prevenção e como escapar da violência. As aulas são ministradas com material didático próprio para alunos do 5º ano do ensino fundamental e para criança da educação infantil. Em todo esse tempo, foram formadas várias turmas nos municípios.  A equipe do Proerd é composta pelo Tenente Moreira como coordenador e pelos instrutores CB Cibele, CB Dias e o SD Xavier. “Obrigado Major Caldas por mais esse instrumento que veio para somar e nos ajudar muito”, agradece o PM Tenente Moreira, comandante do 2º Pelotão da Polícia Militar de Itiruçu.


Após denúncia anônima, uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Central) estourou dois laboratórios de refino de drogas na cidade de Jequié, região Sudoeste da Bahia. Leonardo da Silva Cardoso, o ‘Pepe’, um dos líderes do tráfico no município, estava num desses laboratórios, localizado numa casa na rua Isaac Sampaio, no centro da cidade, e acabou morrendo numa troca de tiros com os policiais, apesar de socorrido para o Hospital Geral Prado Valadares (HGPV).

Com ele, foram apreendidos um revólver de marca taurus, calibre 38, com seis munições, 17 tabletes de maconha e quatro de cocaína, seis pedras grandes de crack, três saquinhos com 300 gramas de maconha e 650 gramas de cocaína em trouxas, além de 2 mil comprimidos de Franol e 255 frascos de termogênico. Também foram encontrados uma balança, uma prensa profissional, mil sacos de embalagens e um liquidificador para misturar as drogas.

Prosseguindo a diligência, os policiais militares prenderam, num apartamento do condomínio Bela Vista, no bairro São Judas, também utilizado pela quadrilha liderada por Pepe como laboratório de drogas, Flávio Santos Martins e Tuane Ramos Lima. Ali, a guarnição apreendeu três cheques, nos valores de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2,5 mil, em nome de Maria Conceição de Oliveira Santos, a ‘Conça’, mulher de Pepe, 1,3 kg de maconha, 200 gramas de cocaína, dois cadernos de anotações com vários nomes, contatos e valores, e diversas embalagens para acondicionar drogas.

Flávio, Tuane e Conça, esta localizada no HGPV, a procura do marido que houvera sido alvejado, foram presos em flagrante e encaminhados à 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié).