Assim que acionada para realizar diligências na cidade após o furto de uma moto no Centro de Itiruçu, a Guarnição conseguiu recuperar a motocicleta, que foi escondida no Mercado Municipal da Feira Livre.

O furto ocorreu na noite desta sexta-feira (18), quando uma moto modelo Suzuki de Placa JQD 9225,licenciada de Jequié,foi furtada na Rua da Lancha,Centro da Cidade,  enquanto o proprietário estava na casa da namorada. O proprietário foi avisado sobre a recuperação da moto e deve recolher na manhã deste sábado (19).


Foto/ Blog Itiruçu Online

A ousadia dos meliantes está assustando a sociedade Itiruçuense. Durante esta semana dois homens tentaram furtar um caminhão dentro de uma garagem no centro da cidade, quando foram surpreendidos com o alarme e fugiram no veículo que usavam para cometer o furto. Sem contar os celulares tomados das pessoas nas Ruas e Praças da Cidade ;outro problema relatado por moradores.

Já na noite desta sexta-feira (18), uma moto modelo Suzuki de Placa JQD 9225,licenciada de Jequié,foi furtada na Rua da Lancha,Centro da Cidade,  enquanto o proprietário estava na casa da namorada, percebendo o ato quando saiu da casa para retonar a sua residência e notou que haviam furtado a moto. O furto ocorreu por volta das 21h00, ao lado da Loja Tina Modas e Presentes. Como os comércios da Rua possuem câmeras de segurança, devem  ter filmado a ação. A moto pertence a Rosevaldo Antônio Vieira de Noves, conhecido como Tony. 


Foto/ Divulgação Whatsapp

A Polícia Civil identificou nesta sexta-feira (18), o corpo de Sérgio Silva de Brito, 33 anos, dentro de um rio , na localidade de Itiubinha, zona rural de jaguaquara. A vitima estava desaparecido deste do dia 18 de junho, quando havia desaparecido da fazenda onde trabalhava. Os restos mortais foram encontrados por populares que avistaram o cadáver dentro de um saco plástico e acionaram a polícia. Familiares chegaram a registrar um boletim de ocorrência na delegacia, alegando de que Sérgio sofria ameaças de morte por um indivíduo residente na mesma localidade. Segundo a  família , na ocasião, informações surgiram de que Sérgio Silva foi ameaçado por um suspeito de ter arrombado uma residência na região e que o indivíduo lhe ameaçou. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Jequié. O caso está sendo investigado pela equipe do delegado Chardson Castro.

*Blog Marcos Cangussu

Preso há dois dias por conta de dívidas com pensão alimentícia, o ex-jogador Edilson “Capetinha” foi transferido da Coordenadoria de Polícia Interestadual (Polinter) para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, na tarde desta quinta-feira (17). A informação foi passada ao G1 pelo delegado Ivo Tourinho, coordenador da Polinter.
De acordo com o delegado, Edilson foi levado para Centro de Observações Penais (Cop), que fica dentro do complexo, por volta de 12h. Além do ex-atleta, conforme o delegado, outros três homens que também estavam presos pelo mesmo motivo foram levados para o local. O G1 tentou falar com o advogado de Edilson, mas, até a publicação desta reportagem, não conseguiu contato.
Prisão
Edilson foi preso por policiais baianos, na terça-feira (15), em cumprimento de um mandado de prisão expedido pela 2ª Vara da Família, em Brasilia. O ex-jogador estava dentro de um shopping de Salvador quando foi abordado pela polícia. O valor que o ex-atleta deve de pensão não foi divulgado. Ele pode ficar preso por até 30 dias.
Após a prisão, o ex-jogador foi notificado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e teve alguns bens bloqueados, por conta de processos envolvendo dívidas trabalhistas de R$ 8 milhões a R$ 10 milhões relacionadas ao grupo ED10. A empresa pertencia a Edilson e familiares. A ação é referente a uma penhora unificada, ou seja, uma junção de todos os processos que tramitam contra ele na Jusrtiça do Trabalho. O tribunal não detalhou quais os bens foram bloqueados, nem quantos eles valem.
Histórico
Esta é a terceira vez que o ex-jogador é preso por conta de pensão alimentícia atrasada. A primeira vez foi em março de 2014, quando ele foi detido na Avenida Garibaldi, em Salvador. A segunda vez foi em julho de 2016, quando Edilson foi preso em Brasília, por deixar de pagar R$ 430 mil em pensão alimentícia.
Edilson começou a carreira em 1987 no clube Industrial, um time do Espírito Santo. Ele passou também pelo Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Bahia e Vitória. Pela seleção brasileira, o jogador foi pentacampeão na Copa do Mundo de 2002.*G1.


Na última segunda-feira (14), o Colégio da Polícia Militar de Jequié (CPM), iniciou o projeto de reforço escolar de matemática e física, para as turmas do 9? ANO do fundamental II e para todas as turmas do ensino médio do CPM. Segundo o TEN CEL PM José Silvério, Diretor Militar, inicialmente o objetivo das aulas é intensificar o aprendizado das disciplinas de exatas, para que os alunos possam desenvolver ainda mais a inteligência lógico-matemática e proporcioná-los melhor condição para se submeterem ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), assim como, os demais vestibulares do estado.

 

As aulas de matemática e física estão sendo ministradas pelo CAP PM Marcelo Pinho, em turno oposto, não interferindo no quadro de aula normal dos alunos, elevando assim a quantidade de horas-aula na área de exatas. Para os alunos do terceiro ano, “o terceirão”, foram incluídos nove aulas extras e para as demais séries, três aulas extra por semana. “ É uma quantidade significativa de aulas extras, estamos trabalhando para buscar ampliar ainda mais as matérias a serem oferecidas no nosso reforço escolar, desejamos manter cada vez mais os alunos na escola, seja através do esporte, seja através do aprimoramento intelectual” – completou o TEN CEL Silvério, Diretor Militar que na oportunidade agradeceu ao Ten Cel PM Gondin, Comandante do 19º BPM, que foi sensível ao projeto do CPM liberando o Oficial intermediário para ministrar as aulas, bem como, ao Exm.º Sr. Cel PM Anselmo Alves Brandão, Comandante Geral da PMBA, que envidou os esforços necessários para efetivação da transferência do Oficial, tornando possível o presente projeto.

Por Marcos Oliver.


A sociedade anda estranha neste século. Os papéis estão se invertendo rapidamente e o cidadão de bem não está percebendo as mudanças. O avanço das redes sociais tem dominado a mente humana e a deixado menos amante de se mesma.

 

Uma rebelião de detentos na delegacia da cidade de Poções, no sudoeste da Bahia, na tarde desta quarta-feira (16), é um exemplo claro desta inversão.  O cidadão de bem além de viver refém da bandidagem, agora é obrigado a assistir aqueles que ameaçam pessoas, matam, furam e tornam às ruas perigosas, deixando a sociedade presa em suas residências temendo perder a vida por uma ação de roubo de um simples celular. Enquanto a sociedade se cala e não protesta por melhorias na saúde, na educação, na infraestrutura da cidade e na segurança Pública, agora são os aterrorizadores dela (sociedade) que querem dias melhores nas prisões: estão reclamando da alimentação e das condições das celas; já o cidadão de bem, que às vezes dorme na Rua, ou não consegue nem pagar a conta de água e luz, passa até fome por falta de trabalho, não consegue atendimento médico e morre na fila do SUS: este é obrigado a pagar impostos em dias e viver temendo a bandidagem, que além de tornar as cidades inseguras, afundando os jovens no trafico de drogas, resolveram protestar por melhorias nas delegacias.

 

Na rebelião na cidade de Poções, detentos usaram colegas de cela como reféns: um que teria estuprado uma garota e outro que segundo eles é “dedo duro”. Para encerrar a rebelião, a polícia acordou com os detentos que eles serão transferidos para presídios de Jequié e Vitória da Conquista. Com os custodiados, a polícia apreendeu 12 celulares e maconha.

 

E caso apareça alguém  dos “Diretos Humanos” para contestar , o melhor caminho é, de imediato, seguir ao presídio mais próximo e adotar um traficante, um ladrão e um estuprador, dando a eles educação, saúde e segurança, pois esta conta já está cara para o cidadão de bem: vivendo refém das drogas, trancafiados em casa e correndo para não ser roubado na porta da garagem.


Fotos do corpo da adolescente foram compartilhadas no WhatsApp (Foto: Reprodução)

A cada dia a rede social se torna um mundo de sanguinários, onde as pessoas brincam de serem repórteres e expõe a vida uma das outras sem o minimo de responsabilidade e sentimento. O caso que representa bem esta expressão é o  de uma jovem de 16 anos, encontrada morta em Búzios, no Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira (15), teve fotos do corpo compartilhadas através do WhatsApp. Sabrina de Souza Vale Gonçalves estava desaparecida havia dois dias. Segundo o jornal Extra, a família só soube da morte da adolescente depois que fotos do corpo dela, com marcas de tiros no rosto, foram enviadas para amigos através do aplicativo de troca de mensagens. A jovem havia sido vista pela última vez em um ponto de ônibus, minutos antes de deixar o local de moto, com um homem. Ainda segundo a publicação, no mesmo dia, os contatos da garota receberam as fotos do corpo.  No final da noite desta terça, policiais da Companhia da Polícia Militar de Búzios encontraram o cadáver de Sabrina em uma mata na mesma posição em que aparecia nas fotos compartilhadas. O corpo de Sabrina foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Araruama, onde foi feita a perícia. Nenhum suspeito havia sido preso.


Policiais Rodoviários Federais prenderam, na da tarde de sexta-feira (11), um homem de 30 anos transportando quase 25 kg de entorpecentes. O fato ocorreu por volta das 16h40, no KM 830 da BR 116, trecho do município de Vitória da Conquista, região sudoeste da Bahia.

O flagrante aconteceu quando os PRFs abordaram um FIAT/Idea com placas de Ribeirão Preto/SP. Diante do nervosismo do condutor, foi realizada uma busca minuciosa no veículo, momento em que foram encontrados, escondidos no painel do automóvel, 25 tabletes de cocaína.

Os agentes continuaram a averiguação e constataram sinais de adulteração nos elementos identificadores do carro.

O traficante foi encaminhado com o entorpecente e o veículo recuperado para a delegacia de polícia judiciária, onde responderá por crime de tráfico de drogas e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.


Delegacia de Planaltino. Foto/Itiruçu Online

O caso de um furto ocorrido no povoado de Morro das Rosas, Zona Rural de Lajedo do Tabocal, começou a ser desvendado pela Polícia. O arrombamento ocorreu na residência do Sr. Azilton Sena, na última semana de Julho, quando elementos aproveitaram que não havia ninguém na residência, arrombando-a e subtraído objetos, sendo registrado pelo proprietário na depol de Lajedo do Tabocal como materiais furtados: 04 botijões de Gás, 01 aparelho celular, TV entre outros.

 

De posse de informações, a guarnição do PETO/PM, lotada na 93ª CIPM, após investigações, apresentou nesta segunda-feira (14) dois suspeitos de terem comprado botijões oriundos do furto, sendo enquadrado por receptadores.  De acordo informações colhidas pelo Itiruçu Online, a PM ainda realizou diligencias para prender o mentor do furto, que de acordo fontes, é  morador do Povoado de Morro das Rosas. Os suspeitos de receptação serão ouvidos pela Polícia Civil e as investigações devem elucidar mais um crime de furto, que na zona rural de Lajedo do Tabocal tem sido comum nos últimos anos.


Um homem foi preso na última sexta-feira (11), por policiais militares da 3ª CIA PM de Jaguaquara, acusado de corrupção ativa e associação ao tráfico. De acordo informações ao Itiruçu Online, o homem identificado por Luiz Cláudio Nogueira teria oferecido aos policiais um suborno de R$ 5 mil para não ser preso. A polícia chegou até ele, após abordar dois suspeitos em um carro no bairro Bela Vista. Com a dupla foram encontrados três poções de cocaína e mais de 800 reais em espécie. Os conduzidos e todo material apreendido foram apresentados na delegacia local.