Os estudantes da rede estadual de ensino estão cada vez mais se destacando no Sistema de Seleção Unificada (SISU) com a conquista de vagas em universidades públicas, através da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Dentre os diversos aprovados estão estudantes da Educação Especial que, com muita garra e determinação, realizam os seus sonhos de ingressar no Ensino Superior.

Em Elísio Medrado, o estudante Domingos José dos Santos, 33, que possui deficiência visual, foi aprovado para o curso de Direito, na Universidade do Estado da Bahia (UNEB). O jovem, que concluiu os estudos em 2021, no Colégio Democrático Professor Rômulo Galvão e teve acompanhamento do Centro de Apoio Pedagógico (CAP) de Jequié, não esconde a felicidade pela conquista. “Esta minha aprovação significa uma única palavra: liberdade. Estou muito feliz em conquistar este espaço na sociedade e, através da minha futura profissão, pretendo dar minha contribuição para que a Educação Especial seja mais inclusiva na prática”, destacou.

Já em Jequié, quem também está feliz com o resultado do SISU é a estudante Manuely da Conceição, 19, que possui deficiência intelectual e dificuldade motora e foi aprovada em Artes, na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Ela concluiu os estudos no Colégio Estadual de Jequié e também contou com o apoio do CAP de sua cidade. “Não tenho como descrever o que estou sentindo, pois a felicidade é enorme. Sou muito grata por esta conquista e por todo o apoio que tive”, afirmou.

Para a mãe de Manuely, Cícera Maria da Conceição, a aprovação de sua filha é motivo de muito orgulho e felicidade. “Eu nunca duvidei da capacidade da minha filha, porque ela é muito inteligente e vem se destacando desde criança. Estou muito feliz por ela e só Deus sabe o quanto a gente vem batalhando para realizar este sonho”, disse.

A coordenadora de Educação Especial da SEC, Marlene Cardoso, ressalta a importância dos estudantes da Educação Especial ingressarem no Ensino Superior. “Para além do cumprimento de uma lei, cumprimos um dever de atender aos estudantes, corroborando com a ideia de todos serem bem-vindos aos espaços comuns a todo e qualquer cidadão com direito de ir e vir, independentemente de ser pessoa com deficiência ou não. Ter um estudante com acesso ao Ensino Superior acentua o olhar de igualdade, respeitando cultura e identidade”.


Os estudantes da rede estadual de ensino vêm, a cada ano, tendo destaque nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Com a divulgação do resultado da edição do exame de 2021, os alunos estão celebrando os seus bons desempenhos, a exemplo da Prova de Redação, que é uma das mais importantes por possuir o maior peso para a nota geral. Com notas a partir de 900 pontos na redação, os estudantes já sonham em ingressar no Ensino Superior.
O estudante Leandro dos Santos, 18, que concluiu os estudos no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Semiárido Nordeste II, em Ribeira do Pombal, obteve 960 pontos na redação e pretende fazer faculdade de Ciências Contábeis. “Neste último ano, comecei a admirar a área e, desde então, se tornou meu maior sonho. Eu me dediquei bastante, estudando muito para a redação através de pesquisas. Além disso, a escola contribuiu por meio de redações que eram feitas em sala de aula, com as quais eu ia me adaptando e melhorando meu conhecimento sobre a mesma. Sempre gostei de escrever, pois a escrita auxilia a nossa capacidade de raciocínio e direciona a articulação de um discurso coerente”, refletiu.
Segundo Evelin Beatriz Conceição, 18, que terminou o Ensino Médio no Colégio Central de Ribeira do Pombal, em Ribeira do Pombal, a escola teve um papel fundamental para que tivesse um bom desempenho e tirar 940 pontos na redação. “Atribuo o meu resultado primeiramente à excelência dos profissionais que, para além de transmitir conteúdo, me acolheram e acreditaram em mim. Além disso, aos meus estudos, que não seriam os mesmos sem o auxílio de cada um desses professores”, disse a estudante, que pretende cursar uma faculdade de Direito.
Em Jequié, o estudante Israel Trindade, 17, concluinte de 2021, do Colégio Estadual Paulo Freire, revelou que os aulões preparatórios realizados na unidade escolar foram essenciais para o seu resultado, obtendo 960 pontos na redação. “O bom desempenho associo à dedicação e empenho e, consequentemente, aos esforços feito pela minha agora ex-instituição de ensino, que contribuiu muito para a congratulação desse desempenho. Os aulões da escola ajudam muito e são essenciais, sobretudo para quem não possui condições de fazer um curso pré-vestibular”, deu a dica, contando que pretende cursar Direito, mas que está analisando outras áreas e opções.

Durante todo o ano de 2021, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) desenvolveu uma série de programas voltados à preparação dos estudantes para o exame. Entre eles estão o ENEM 100%, que envolveu aulões virtuais até às vésperas das provas; o Programa Universidade para Todos (UPT); o Sistema de Avaliação Baiano de Educação (Simula SABE); e os programas “Estude em Casa” e “Hora do Enem”, exibidos pela TVE em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Além disso, foram disponibilizados no Portal da Educação conteúdos como Roteiros de Estudos e Trilhas de Aprendizagem, além dos conteúdos da Plataforma Anísio Teixeira e dos produzidos em parceria com as 12 Instituições de Ensino Superior na Bahia.


A Prefeitura de Ipiaú vai conceder aumento salarial aos professores. A informação foi divulgada na manhã dessa quinta-feira (10), pela prefeita Maria das Graças, no programa A Hora da Verdade (FM Ipiaú), apresentado pelo radialista Marcelo Silva. “Vamos conceder o reajuste do piso salarial aos professores da rede municipal de ensino de Ipiaú, no percentual de 33,24%.

“Esse é o compromisso da nossa gestão, mesmo com todas as dificuldades, mas estamos aqui assumindo esse compromisso”, afirmou Maria ao lado da secretária de Educação Erlândia Souza e da Presidente da APLB, Tatiana Eça. “Muito bom iniciar o ano letivo com essa notícia de valorização. A categoria e a diretoria do sindicato estão felizes”, comentou a presidente da APLB. Na região, a prefeitura de Ipiaú é a primeira a anunciar o compromisso de pagar o piso salarial, conforme o reajuste definido pelo Governo Federal. (Com informações do Giro Ipiaú).


O ministro da Educação, Milton Ribeiro, revelou  nessa quarta-feira (9),  em entrevista ao programa A Voz do Brasil, que os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já foram processados e estão disponíveis para estudantes que buscam ingressar no ensino superior.

Segundo Ribeiro, a antecipação de dois dias se deu pela celeridade no cumprimento do cronograma estabelecido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo certame. “Diminuímos dois dias de ansiedade no coração dos estudantes brasileiros”, afirmou o ministro.

Outra novidade anunciada durante o programa foi a possibilidade do uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar dívidas do Programa Nacional de Financiamento Estudantil, o Fies. O ministro da Educação afirmou que os detalhes, assim como um aplicativo específico, serão revelados amanhã (10).

Segundo já havia adiantado o presidente Jair Bolsonaro, estudantes que estão inadimplentes há mais de 365 dias poderão renegociar as dívidas em faixas de desconto que chegam a 92%. Milton Ribeiro afirmou que, em um primeiro momento, o foco da iniciativa serão estudantes que fazem parte do CadÚnico e que recebem o Auxílio Brasil.

“Hoje, pelas contas que fizemos, será possível atender aqueles que estão no CadÚnico. Eventualmente, alguns outros serão acrescidos. Não é perdão de dívida – é uma renegociação”, explicou o ministro. Estimativas da pasta calculam que um milhão de estudantes, dos cerca de 1,7 milhão de endividados, serão beneficiados pela iniciativa. O montante de dívidas estudantis com a União chega a R$ 38,6 bilhões apenas no Fies.

Para acessar a Página do Participante e visualizar as notas no Enem 2021, é necessário utilizar o login único da plataforma gov.br. Caso o participante não lembre a senha da conta cadastrada, é possível recuperá-la: basta acessar a página acesso.gov.br, digitar o CPF e clicar em “Avançar”. Em seguida, clicar em “Esqueci minha senha”, selecionar uma das formas de recuperação (por meio do aplicativo Meu gov.br, dos bancos credenciados, do Internet Banking de bancos conveniados, por e-mail ou por mensagem de texto – SMS), preencher os campos solicitados e gerar uma nova senha.


A ONG Todos pela Educação divulgou nesta terça-feira (8) um levantamento onde aponta que 40,8% das crianças brasileiras, entre 6 e 7 anos, não sabiam ler ou escrever em 2021. O número saltou de 1,429 milhão em 2019 (o equivalente a 25,1% das crianças brasileiras nessa faixa etária) para 2,367 milhões (40,8% das crianças) em 2021. O aumento é de 65,6% em comparação com os números de 2019. É como se, em uma sala de aula com 25 crianças, 10 delas não houvessem sido alfabetizadas.

De acordo com o G1, a ONG chegou a conclusão analisando dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), do IBGE. O questionário do IBGE é respondido pelos responsáveis pelas crianças.

Na aplicação entre crianças pretas entre 6 e 7 anos, o número é ainda mais alarmante: em 2021, 47,4% delas não estavam alfabetizadas. Entre crianças pardas, 44,5%; entre as crianças brancas, 35,1%. Em 2019, nenhum dos índices chegava a 30%.

O levantamento não leva em consideração amarelos, indígenas e não declarantes. Se considerasse esses públicos, o aumento seria de 66,3% entre 2019 e 2021.


O governador Rui Costa (PT) anunciou nesta segunda-feira (7) que enviará um projeto de lei à Assembleia Legislativa da Bahia que faz a adequação dos salários dos professores da rede estadual de ensino ao novo valor do Piso Salarial Profissional Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica que teve reajuste de 33,2 %, sancionado na sexta-feira (4) pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). O piso da categoria para 2022 será de R$ 3.845,63

“Cumprimos todas as leis, inclusive a lei do piso, e vamos continuar cumprindo. Hoje estamos enviando um projeto de lei, inclusive adequando a estrutura salarial, para mais uma vez manter o que sempre fizemos de cumprimento da lei do piso da nossa rede. Já tínhamos feito uma evolução que já tinha chegado a 17% para alguns salários ou alguns salários da rede; vamos fazer agora a segunda para fazer essa adequação – ainda hoje a gente envia”, disse o governador Rui Costa, durante aula inaugural da rede estadual de ensino, no Instituto Anísio Teixeira.

O governador lembrou sua origem como sindicalistas e pontuou que o trabalhador nunca considera ideal o salário que recebe. “Fui sindicalista e salário nunca é o ideal. Quem ganha o teto salarial do servidor público brasileiro toda hora quer receber auxílio moradia, auxílio disso, mesmo recebendo 40 mil de salário e acha que é pouco. A natureza humana é assim”, comentou o petista.

Assinatura

Durante a sanção da novo piso salarial, o presidente Jair Bolsonaro relatou que poderia conceder o reajuste mínimo de 7% e o máximo de 33,24% e, em conversa com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, decidiu pelo maior percentual. “Discutimos a questão desse reajuste para os professores da educação básica. Havia, sim, muitos pedidos de chefes de executivo estaduais e municipais querendo 7%. Conversei com o Milton [Ribeiro]. O dinheiro de quem é? Quem repassa esse dinheiro para eles? Somos nós, Governo Federal”, disse Bolsonaro, na sexta-feira (4). Do Política Livre.


Nessa  segunda (7), começam as aulas de forma 100% presencial em todas as unidades de ensino da rede pública estadual. Neste retorno, será obrigatória a apresentação do cartão de vacina, na portaria das escolas, para os estudantes maiores de 18 anos. A regra também é válida para a comunidade escolar que deseje ter acesso às unidades de ensino, atendendo ao decreto governamental que exige o comprovante para entrar em prédios públicos estaduais. A medida é mais uma forma de prevenir a disseminação do Coronavírus, que vai contar também com o uso obrigatório de máscaras, ventilação dos ambientes e disponibilização de álcool em gel para higienização das mãos, conforme os protocolos de biossegurança.
O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) Manoel Calazans, ressalta a importância de todas as pessoas, independente da idade, seguirem as recomendações dos órgãos de Saúde e entidades científicas na atualização da carteira de vacinas.  “A escola precisa reforçar e destacar a importância de acreditar na vacina e na ciência. Os estudantes que não estiverem vacinados, poderão ter acesso à escola, porém vamos fazer um trabalho educativo sobre a importância da vacinação com toda a comunidade. Esperamos que as famílias que ainda não foram vacinadas sejam sensibilizadas com a importância do ato”.
Para Helder Amorim, coordenador de Articulação de Projetos para a Educação da SEC, as campanhas de conscientização são fundamentais para uma convivência com a pandemia. “A ideia já vem sendo trabalhada dentro dos próprios projetos das escolas com conteúdos que evidenciam a importância da vacinação e de seguir os protocolos sanitários. Isso vai nos ajudar a conviver e viver melhor, protegendo um ao outro em um momento complexo que é o de pandemia. Estamos em contato com a União dos Municípios da Bahia (UPB), para intensificar a vacinação para o público em todas as localidades e a SEC está trabalhando com a possibilidade das nossas escolas servirem de pontos de vacinação para os nossos estudantes”.

Vale lembrar, que as escolas estão estruturadas e seguindo os protocolos de biossegurança desde que as aulas foram iniciadas para o ano letivo continuum 2020/21 e estas medidas foram ainda mais fortalecidas com as aulas presenciais, por meio da disponibilização de recursos do governo do Estado, da ordem de R$ 250 milhões do Programa Retorno Escolar Seguro (PRES). Os recursos transferidos para a conta da Caixa Escolar das unidades escolares foram destinados à cobertura de despesas de custeio e capital, de forma a contribuir para a manutenção física e pedagógica dos estabelecimentos de ensino, adequando as estruturas e adquirindo materiais necessários para manter os protocolos de biossegurança.


Uma cerimônia no Palácio do Planalto, nesta sexta-feira (4), oficializou o reajuste de 33,23% para professores da rede pública de educação básica. A portaria, assinada pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, e pelo presidente Jair Bolsonaro, eleva de R$ 2.886 para R$ 3.845 o piso salarial nacional da categoria.

Além do reajuste, foram lançados no evento dois editais com a oferta de 168 mil vagas em cursos de graduação e pós-graduação para formação de professores. O primeiro é o da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e o segundo edital é do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor).

“Em 2021 o protagonismo foi dos profissionais da saúde, em 2022, o protagonismo será dos profissionais de educação. Chega de usar os professores e profissionais de educação apenas como massa de manobra político-eleitoral. Está na hora de ações diretas. E uma ação direta é essa, que respeita o profissional e dá a ele um ganho a mais nessa situação”, ressaltou o ministro da Educação na cerimônia.

Piso
O piso se aplica a profissionais com formação em magistério em nível médio – vinculados a instituições de ensino infantil, fundamental e médio das redes federal, estadual e municipal – que têm carga horária de trabalho de 40 horas semanais. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), a medida abrange professores, diretores, coordenadores, inspetores, supervisores, orientadores e planejadores escolares em início de carreira. Segundo o Ministério da Educação (MEC), mais de 1,7 milhão de profissionais serão impactados.


A Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação publicou no dia 19/01 (quarta-feira) no Diário Oficial da União, os editais da 1ª edição do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), Programa Universidade Para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Para participar do Sisu, Fies ou ProUni, o interessado precisa cumprir uma série de requisitos listados nos editais dos processos seletivos do MEC. Confira abaixo o cronograma de cada programa e a quantidade de vagas ofertadas em cada programa de acesso ao ensino superior.

Sisu 2022/1 – 221.790 vagas em 125 universidades públicas:


O novo ensino médio começa a ser implementado oficialmente este ano nas escolas brasileiras públicas e privadas. Segundo o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Vitor de Angelo, a implementação vai começar pelo primeiro ano do ensino médio, e a primeira mudança nas redes deverá ser a ampliação da carga horária para pelo menos cinco horas diárias.

A reforma também trará desafios, de acordo com Vitor de Angelo, que é secretário de Educação do Espírito Santo. Ele citou, entre esses desafios, a possibilidade de aumento da desigualdade entre regiões, estados e redes de ensino e a necessidade da adequação de avaliações, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“A primeira coisa que deve chegar às escolas, com certeza, é a ampliação da carga horária, porque é uma exigência legal. O que não é exigência legal, mas está atrelado de alguma maneira a isso é a implementação de um currículo novo”, diz Angelo. O Consed representa os secretários estaduais de Educação, responsáveis pela maior parte das matrículas do ensino médio do país. Segundo o último Censo Escolar, de 2021, as redes estaduais concentram cerca de 85% das matrículas.

O novo ensino médio foi aprovado por lei em 2017, com o objetivo de tornar a etapa mais atrativa e evitar que os estudantes abandonem os estudos. Com o novo modelo, parte das aulas será comum a todos os estudantes do país, direcionada pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).