Um grave acidente resultou na morte de uma pessoa na BA 555, perímetro de Lafaiete Coutinho, na noite desse domingo (14).

Rosineia da Silva Novaes, vítima fatal, estava na garupa da moto pilotada pelo esposo, que acabou colidindo com um cavalo que perambulava sobre a via. O homem identificado por Genivaldo Souza Novaes, quebrou o braço e foi socorrido ao HGPV.

A vítima era Funcionária da Câmara de Vereadores em Lafaiete Coutinho.


O adolescente ibirataense Wanderlei Lima Ribeiro, de 12 anos, é uma das quatro vítimas fatais do acidente envolvendo dois carros na BR-101, no município de Itagimirim, na tarde da sexta-feira (12) . Carinhosamente chamado de ”Bê”, o garoto era um dos cinco ocupantes do veículo modelo Kia Cerato que foi atingido frontalmente por um Hyundai Ix35, informa o Blog Bahia em Dia.

De acordo com a polícia, a origem do acidente foi uma ultrapassagem do motorista do Hyundai Ix35. A informação foi confirmada pelo portal de notícias Radar64, que, além de Wanderlei, ainda confirmaram a morte do pai do garoto, Reginaldo Ribeiro dos Santos de 34 anos. A esposa de Reginaldo Maria Elaine Pio, 47 anos, e o neto dela, Nicollas Ramiro Furtado de Oliveira, 11 anos, também morreram no acidente. Wildson Bleik Vieira Ribeiro, de idade não revelada, que também é filho de Reginaldo, está internado. Ainda segundo o site, outras três pessoas que estavam no veículo causador do acidente, foram socorridos com ferimentos e estão hospitalizados.

Wanderlei que nasceu e morou a vida inteira em Ibirataia, havia passado alguns dias na casa do pai, na cidade de São Simão, em Goiás. Segundo informou o Bahia em Dia, a família estava vindo para Ibirataia, onde deixaria o garoto com a avó materna, com quem reside no Bairro AABB. Durante a viagem, eles teriam aproveitado o feriadão para visitar familiares e amigos em Eunápolis, Itapebi e Belmonte. O corpo do garoto foi transladado para Ibirataia. O sepultamento estava previsto para às 16h30min deste sábado (13), no Cemitério do distrito de Algodão, informa o Bahia em Dia.


O piloto do voo que levava a cantora Marília Mendonça de Goiânia a Piedade de Caratinga, em Minas Gerais, Geraldo Martins de Medeiros Júnior, se comunicou quatro vezes pela frequência de rádio local, sendo que duas delas foi comunicando procedimento de pouso. As informações são do jornal O Globo.

A reportagem ouviu com exclusividade um piloto da região que guiava um monomotor em Viçosa para o mesmo destino e horário, e ele afirma que o piloto da aeronave repetiu duas vezes que iria iniciar o procedimento de pouso, chamado de “perna do vento”, no jargão técnico da aviação.

“Ele disse que estava pegando a perna do vento e, cerca de 20 segundos depois, voltou a dizer que estava pegando “a perna do vento 02″, o que significa que estava iniciando o procedimento padrão de pouso. Isso não configura uma anormalidade pois os pilotos podem prolongar um pouco o tempo do pouso”, disse o piloto, que prefere não se identificar.

Ainda de acordo com o Globo, o piloto, que trabalha para empresários locais, prestou depoimento para os órgãos responsáveis por investigar as possíveis causas do acidente, entre eles o Seripa (Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Ele conta que em uma primeira comunicação, Geraldo informou estar voando a 12.500 pés e a “44 fora”.

“É uma altitude compatível para o local. Fiquei na dúvida se eram 44 milhas de distância ou 44 minutos. Como eu estava indo para o mesmo aeroporto e precisava estimar o pouso, perguntei. Ele respondeu que eram 44 milhas”, disse.

O piloto pousou normalmente no aeródromo em Caratinga, sem saber do acidente. E, poucos minutos depois, foi avisado pelo celular sobre a queda do avião que matou a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, entre elas o piloto e o copiloto da aeronave.

“Eu achei que ele tinha pousado normalmente. Em solo, perguntei para a equipe sobre o outro avião e eles disseram não ter havido outro pouso. Cinco minutos depois, meu celular começou a tocar. Eram amigos perguntando se eu estava bem. Foi assim que eu soube da queda do avião”, disse o piloto.


Um homem de 59 anos foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (8), nas instalações de uma indústria cerâmica, localizada no bairro Santo Antônio, em Caetité. Segundo informações da Polícia Militar, o corpo de Antônio Carlos da Silva estava debaixo da pá de uma retroescavadeira, no pátio da empresa. A maquina estava ligada no momento em que o corpo foi encontrado. A Polícia Civil realizou perícia no local para investigar se a morte foi ocasionada por um acidente de trabalho. O corpo de Antônio foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Guanambi, onde passa por necropsia.


Duas pessoas morreram após um grave acidente neste domingo (07), na BR-116, trecho de Jequié.

Segundo informações recebidas pela nossa reportagem, um Fiat Punto e um caminhão se envolveram no acidente.

Bismarque dos Santos Fonseca, de 28 anos, e Antônio Carlos Mendonça dos Santos, de 26 anos, morreram no local.

Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Jequié e foram liberados. Notícias VCA.


Marília Mendonça morre, aos 26 anos, após avião cair em Minas Gerais. Marília Mendonça não resistiu à queda do avião de pequeno porte em que viajava. Relembre trajetória da cantora.

Segundo o empresário da cantora, Wander Oliveira, outras quatro pessoas estavam a bordo do avião fretado por Marília. Além da cantora, havia dois assessores, piloto e copiloto.

Marília faria um show em Caratinga.


Marília Mendonça e mais quatro pessoas foram resgatadas após um avião em que elas estavam cair em Minas Gerais. Segundo a assessoria de imprensa da cantora, todos estão bem. A assessoria afirmou que no avião estavam a cantora, um produtor, um assessor, o piloto e o copiloto. Todos foram resgatados. A assessoria não sabia informar imediatamente se eles foram levados para o hospital, mas disse que eles estão bem. A cantora estava indo para um show em Caratinga. Antes de embarcar fez um vídeo em que aparece entrando no avião e publicou no Twitter.


Fotos/Giro em Ipiaú

Um homem morreu e outros três ficaram feridos em um grave acidente, por volta das 11h dessa quinta-feira (28), na BA-120, próximo a Fazenda Sempre Viva, localizada entre Ibirataia e o distrito de Algodão. Conforme as informações apuradas no local pela reportagem do GIRO, as vítimas residem em Valença e trabalham na empresa Endicon, prestadora de serviços à Coelba. Os trabalhadores viajavam no caminhão com destino à Ipiaú, onde há uma base da empresa, e retornariam para a cidade de origem em outros veículos da Endicon.

De acordo com as informações, o motorista perdeu o controle da direção do veículo, saiu da pista, desceu uma ribanceira e colidiu em uma jaqueira e tombou próximo a outra árvore. Os trabalhadores que estavam na parte traseira da cabine (Antônio Carlos e Roque Luiz) conseguiram sair do local com leves escoriações e foram socorridos para o Hospital Geral de Ipiaú.

Já Henrique Andrade, de 36 anos, e o motorista identificado como Agnaldo, de 53 anos, ficaram presos às ferragens. Henrique não resistiu e faleceu no local. Profissionais do Samu e populares resgataram Agnaldo, após uma hora e meia de trabalho. Ele foi socorrido e encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para o Hospital Geral Prado Valadares em Jequié.

O corpo da vítima fatal foi removido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) para o IML. Testemunhas contaram que no momento do acidente chovia e a pista estava escorregadia. A Polícia Rodoviária Estadual irá apurar a causa do acidente. *Informações/ Giro Ipiaú. 


Uma pessoa morreu em um grave acidente ocorrido na noite desta sexta-feira (15), na BR-116, trecho de Jequié. De acordo com informações checadas pelo Itiruçu Online, o acidente foi registrado no KM 669, próximo ao Ponto de Apoio da Viabahia e do apoio Rodoviário.  A vítima trata-se de Paulino Souza Fernandes, de 43 anos, que foi fazer a conversão na pista e bateu em um caminhão, morrendo no local.

A Pista ficou  parada por alguns minutos, sendo liberada após a chegada da PRF e do DPT para remoção do corpo.


Um acidente envolvendo um ônibus de turismo deixou uma pessoa morta e outras 44 feridas em Minas Gerais na madrugada deste domingo, 10. O veículo estava na BR-040, sentido Rio de Janeiro, quando o motorista perdeu o controle da direção. O ônibus acabou tombando no km 760, próximo ao município de Ewbank da Câmara, na Zona da Mata. Um acidente envolvendo um ônibus de turismo deixou uma pessoa morta e outras 44 feridas em Minas Gerais na madrugada deste domingo, 10. O veículo estava na BR-040, sentido Rio de Janeiro, quando o motorista perdeu o controle da direção. O ônibus acabou tombando no km 760, próximo ao município de Ewbank da Câmara, na Zona da Mata.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 2h30, o veículo atingiu a canaleta após o condutor perder o controle da direção, tombando logo em seguida. Uma mulher de 59 anos ficou presa pelo tórax embaixo de uma parte da estrutura do veículo e acabou morrendo no local.

Uma outra vítima – um homem de 45 anos – também ficou preso em outra coluna da estrutura do ônibus. Ele foi retirado do local em estado grave e encaminhado ao pronto-socorro de Juiz de Fora, também na Zona da Mata.

Além desses, outras 43 pessoas também ficaram feridas. Elas foram amparadas por equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhadas a um hospital para receber atendimento médico.