Ana Hickmann sofre atentado, assessora é baleada e acusado é morto

A ex-modelo e apresentadora da Record, Ana Hickmann foi vítima de uma tentativa de homicídio na tarde último sábado (21), em um hotel em Belo Horizonte, Minas Gerais, e sua assessora foi baleada. Um homem, identificado como Rodrigo Augusto de Pádua, 30, invadiu o quarto onde a famosa estava hospedada, com a intenção de atirar nela. Ele seria uma fã da artista. As informações são do site de notícias UOL e das TVs Record e Band. “Um fã teria se aproximado, atirado e uma assessora, que não é parente da Ana Hickmann, foi baleada, levada ao hospital Biocor e passa bem. Ana não foi atingida”, informou um tenente da PM (Polícia Militar) da cidade à reportagem do “Brasil Urgente”, da Band. Outro major disse que o acusado estava hospedado no mesmo hotel de Ana.
O programa “Cidade Alerta”, da Record, afirmou que a cunhada e assessora de Ana Hickmann, Giovana Oliveira, levou dois tiros, um no abdome e outro no braço. Ela realizou procedimento cirúrgico que durou cinco horas, noticiou o programa. Segundo o portal, o suspeito estava no corredor do 9º andar do hotel, abordou o cunhado de Ana, Gustavo, e o levou até o quarto. O suposto fã fez a apresentadora, o cunhado e sua mulher de reféns e obrigou os três a se sentarem de costas para ele.
O homem teria xingado as vítimas com palavras de baixo calão. Gustavo, teria se levantado e ido em direção ao criminoso, que efetuou dois disparos, que acabaram atingindo a assessora, segundo a reportagem.
Ainda de acordo com a reportagem, as vítimas saíram correndo do apartamento, e Gustavo entrou em luta corporal e teria atirado contra o agressor, que morreu.

Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas