Itiruçu Online – Aqui Bahia Jornalismo de Qualidade e Responsabilidade Social

“Governar é cuidar de gente, transformar a realidade do povo”, afirma Rui Costa

A Bahia, mesmo não estando entre as maiores arrecadações do país, contabilizou investimento da ordem dos R$ 22,7 bilhões, entre janeiro de 2015 e agosto de 2022. Em todos esses anos, o estado se manteve em segundo lugar no ranking nacional, atrás apenas de São Paulo, entre os que mais investem. O resultado foi obtido mesmo enfrentando situações desfavoráveis, como as sucessivas crises da economia brasileira, o período de pandemia da Covid-19 e demandas emergenciais devido aos estragos causados pelas fortes chuvas entre 2021 e 2022. Em grande parte, os resultados expressivos se devem ao conjunto de práticas de gestão executado nos últimos anos.

Concebido em 2015 para assegurar a plena operacionalização do serviço público estadual e sua capacidade de maximizar os recursos disponíveis, o Modelo Bahia de Gestão tem como fundamentos a modernização do fisco, o combate à sonegação, a cidadania fiscal, a qualidade do gasto e a realização de investimentos. Os resultados são apresentados em números. A Bahia contabilizou economia real de R$ 9 bilhões entre 2015 e 2021 nas despesas de custeio da máquina, o que permitiu destinar mais recursos para demandas da sociedade, com entregas de obras e ações voltadas para o desenvolvimento econômico e social, priorizando áreas como saúde, educação e segurança.

“Eu não acredito em modelo administrativo que não priorize as pessoas. Governar é cuidar de gente, é trabalhar para transformar a realidade do nosso povo e dar mais qualidade de vida para os baianos. Aplicamos este modelo de gestão, otimizamos o funcionamento da máquina pública, mas o objetivo maior sempre esteve em reverter os recursos economizados em melhorias que estão espalhadas por toda a Bahia”, comentou o governador Rui Costa. (mais…)

Bahia é o 2º estado com maior número de obras federais paralisadas no Brasil

A Bahia é o segundo estado com maior número de obras paralisadas, segundo levantamento realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU). São 807 construções interrompidas, atrás apenas do Maranhão, com 905. Completam a lista dos cinco estados mais atingidos com as paralisações Pará (671), Minas Gerais (657) e Ceará (577).

Ao todo, dos 22.559 empreendimentos iniciadoos no país, 38,5% estão parados. Ou seja, de cada 10, praticamente quatro não foram à frente. São 8.674 projetos parados, segundo o TCU, mais da metade, 4,4 mil, na área de educação. Em seguida estão saneamento (388 obras paralisadas); saúde (289); infraestrutura de transporte (277); agricultura (161); habitação (126); turismo (66); e defesa civil (25). O total investido nessas obras paralisadas é de R$ 27,2 bilhões, de acordo com o tribunal, que reuniu informações dos principais bancos de dados oficiais do país.

Em entrevista ao portal Metróploes, a gerente de projetos da Transparência Brasil, Marina Atoji pontua que, além do óbvio prejuízo do serviço não prestado a milhares de pessoas que teriam suas vidas melhoradas por essas obras, outro problema é o desperdício de dinheiro público. “Como as estruturas que chegam a ser construídas se deterioram com o tempo enquanto as obras ficam paradas, o custo final da obra, caso seja retomada, aumenta, pois é necessário fazer reparos nessas partes ou mesmo reiniciar a obra do zero”, aponta Atoji. Fonte: Atarde.

Expectativa de vida dos baianos ao nascer é a 9ª mais baixa do país

A expectativa de vida dos baianos aumentou, mas o resultado não é muito animador quando observado o contexto. Em média, os meninos e meninas que vieram ao mundo em 2021 vão viver 2 meses mais que aqueles que nasceram em 2020 e podem alcançar os 74 anos e seis meses de vida. Porém, eles vão viver 2 anos e meio a menos que a média nacional que é de 77 anos. A Bahia tem a 9ª expectativa de vida mais baixa do Brasil.

Segundo a pesquisa Tábuas Completas de Mortalidade de 2021, divulgada nessa sexta-feira (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os baianos caíram no ranking nacional pelo segundo ano consecutivo.

Entre 2014 e 2019, o estado manteve a 11ª posição, mas em 2020, ano da pandemia, foi ultrapassado pelo Tocantins (TO), caindo para o 10º lugar, e em 2021, foi a vez de a Paraíba (PB) passar na frente, empurrando os baianos para o 9º degrau. No documento, o IBGE diz que a pesquisa foi realizada com base no último Censo.

“As Tábuas de Mortalidade são o resultado de uma projeção da mortalidade que tem como pontos de partida dados do Censo Demográfico 2010, informações sobre os registros de óbitos e o conhecimento acerca da transição demográfica e epidemiológica da população brasileira”, diz.

O órgão explicou que a pesquisa não incorpora os efeitos da pandemia e que um novo levantamento será feito após a publicação do Censo Demográfico 2022. O texto lembra também que os dados sobre expectativa de vida são usados como parâmetro do fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social. (mais…)

Enade: termina hoje prazo para estudantes preencherem questionário

Termina neste sábado (26) o prazo para preenchimento do Questionário do Estudante pelos inscritos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2022. O instrumento, que é obrigatório, deve ser respondido até as 23h59 (horário de Brasília) de hoje na página do Enade.

A prova do exame será aplicada amanhã (27). Apenas após responder o questionário, é que o estudante conseguirá visualizar o cartão de confirmação da inscrição, que contém as informações sobre o local de prova.

“O questionário deve ser respondido exclusivamente pelo estudante, não sendo admitidas quaisquer manipulações, influências ou pressões de terceiros”, alertou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As respostas específicas de cada participante são sigilosas e serão tratadas em conjunto com as respostas dos demais, por curso de graduação, para a geração de estatísticas e indicadores educacionais, informou o Inep.

A realização da prova e o preenchimento do Questionário do Estudante asseguram a regularidade dos no Enade. O não cumprimento de um desses instrumentos impossibilita a colação de grau do estudante. (mais…)

Brasil vence na estreia da Copa do Mundo e mantém escrita de não perder em estreia há 88 anos

O Brasil começou a busca pelo hexa com vitória sobre a Sérvia, por 2 a 0, no estádio Lusail, em Doha, no Catar. O grande nome da estreia da Seleção na Copa do Mundo foi Richarlison, autor dos dois gols nesta quinta-feira, sendo um deles um golaço, de voleio. O ponto de preocupação é Neymar, que saiu de campo chorando e já começou tratamento com gelo no tornozelo.

Lusail, palco da estreia do Brasil  fica a 40 km do centro de Doha, capital do Catar, e era uma vila familiar no passado. O xeique Jassim bin Mohammed Bin Thani, que é considerado o fundador do Catar, nasceu lá em 1913. A cidade foi escolhida para receber o estádio com maior capacidade deste Mundial, o Lusail Stadium. Com 80 mil lugares, o espaço receberá a final da Copa no dia 18 de dezembro, além de, pelo menos, duas partidas do Brasil: a estreia e o duelo contra Camarões na última rodada da fase de grupos.

São 88 anos sem perder a estreia da competição. Desde 1934 são 16 vitórias e três empates nos primeiros jogos do mundial.

Em todos os anos em que o Brasil foi campeão, venceu na estreia. 3 a 0 na Áustria, em 1958; 2 a 0 para cima do México, em 1962; 4 a 1 na Tchecoslováquia, em 1970; 2 a 0 na Rússia, em 1994; e 2 a 1 na Turquia, em 2002.

Já três seleções empataram com o Brasil na estreia. Em 1974, empate por 0 a 0 com a Iugoslávia; em 1978, empate por 1 a 1 com a Suécia; e na última Copa, em 2018 na Rússia, empate por 1 a 1 com a Suíça, nosso rival na fase grupos mais uma vez.

O México é o país que o Brasil mais enfrentou na estreia, com três confrontos: 1950, 1954 e 1962. Vitórias por 4 a 0, 5 a 0 e 2 a 0, respectivamente.

Na sequência, aparecem Croácia (2006 e 2014), Iugoslávia (1930 e 1974), Espanha (1934 e 1986), Suécia (1990 e 1978) e URSS/Rússia (1982 e 1994), com dois jogos cada. Polônia (1938), Áustria (1958), Bulgária (1966), Tchecoslováquia (1970), Escócia (1998), Turquia (2002), Suíça (2018), Coreia do Norte (2010) e Sérvia (2022) completam os adversários do Brasil na estreia.

Hassan participa do Avança Bahia 2022: “Na luta pelo fortalecimento dos Territórios Rio das Contas e Vale do Jiquiriçá”, diz  

O deputado estadual eleito Hassan esteve participando, na segunda-feira (21) do evento Avança Bahia, promovido pela Câmara Americana de Comércio para o Brasil (AMCHAM), no auditório da Federação das Indústrias da Bahia (FIEB), em Salvador.

O encontro, que reuniu representantes de entidades do setor industrial, empresários, gestores públicos, lideranças corporativas, além representantes de órgãos federais e estaduais, discutiu temas estratégicos relacionados ao desenvolvimento do estado, como os desafios e oportunidades na geração de Energia; o potencial da produção agropecuária baiana; a gigantesca aptidão para o setor da Mineração, que pode transformar a Bahia em um dos principais produtores do país, entre outros assuntos voltados às probabilidades desenvolvimentistas.

De acordo com o deputado eleito, Hassan, o momento é mais que oportuno para buscar apoio e efetivar ações em prol do fortalecimento dos Territórios Médio Rio das Contas e Vale do Jiquiriçá.

“Acredito na força da nossa região e estamos lutando para apontar ao mercado a grande oportunidade que é destinar investimentos no Médio Rio das Contas e no Vale do Jiquiriçá, que já se provaram ser um grande polo para extração de minérios, inclusive com mineradoras já instaladas e em pleno funcionamento. Isso tudo, associado a existência da malha ferroviária da FIOL possibilita infraestrutura logística necessária ao escoamento da produção a preços competitivos. Com fé em Deus, conseguiremos fazer desses dois territórios crescerem e avançarem, gerando emprego e prosperidade aos jovens trabalhadores, aos pais de família, propiciando uma vida melhor ao povo baiano.”, declarou o deputado estadual eleito, Hassan.

Bahia: Mulher é condenada a mais de 12 anos de prisão por matar bebê de 45 dias

Uma mulher foi condenada a 12 anos e quatro meses de prisão por ter matado um bebê de 45 dias, no ano de 2002, no município de Iuiú, no sudoeste da Bahia. Conforme informações do Ministério Público Estadual (MP-BA) nesta quarta-feira (23), o júri foi realizado na segunda-feira (21). A acusada, Elizabete de Souza Castro teria usado uma navalha para matar a criança, uma menina.

Segundo o MP, o marido de Elizabete teria tido um caso amoroso fora do casamento, que resultou o nascimento da vítima.

Com relação ao crime, o órgão estadual detalhou que Elizabete de Souza Castro foi à casa da mãe da recém-nascida, em 3 de julho de 2002, e pediu para levar a bebê. O objetivo seria fazer um exame de DNA para certificar-se de que o marido dela era o pai da criança.

Ainda segundo o MP-BA, Elizabete já havia sido condenada em um Tribunal do Júri ocorrido em março de 2019, que foi anulado em razão de erro na apresentação de quesitos ou de perguntas feita pelos jurados. Ela vai cumprir a pena em regime fechado. A acusação foi feita no júri pelo promotor de Justiça Alex Bezerra Bacelar. Do G1. 

Dupla é presa em Vitória da Conquista com 700 aves silvestres em situação precária

Dois homens foram presos em flagrante com 700 aves silvestres, em Vitória da Conquista, cidade no sudoeste da Bahia. Segundo a polícia, os suspeitos estavam com os animais dentro de um carro, com placa de Itambé. Durante abordagem, as equipes identificaram algumas aves no assento e também no porta-malas do veículo, em situação precária.

Após o resgate, as aves das espécies Papa-capim, Coleiro-brejal, Azulão e Trinca-ferro foram levadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) da cidade.  Os presos foram conduzidos ao Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), onde estão à disposição da Justiça.

PRF apreende 10 Kg de cocaína durante abordagem a ônibus em Jequié

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na manhã de hoje (23), 10 kg de substância com características semelhantes à cocaína escondida na bagagem de um passageiro de ônibus que fazia o itinerário Rio De Janeiro (RJ) x Sobral (CE). O valor estimado da droga é de quase R$ 2 milhões.

A ação ocorreu no quilômetro 677 da BR 116, município de Jequié, sudoeste baiano. Era por volta das 10 horas quando a equipe deu ordem de parada ao veículo. Durante a abordagem e procedimentos padrões de checagem, os policiais localizaram a droga em uma mala azul no bagageiro do ônibus.

Questionada, a proprietária da mala admitiu que recebeu R$ 1.000,00 para transportar a droga do Rio de Janeiro (RJ) para a cidade de Feira de Santana (BA). Com ela ainda foram encontrados 10 gramas de maconha.

Diante dos fatos, a ocorrência foi encaminhada à Polícia Judiciária para adoção das medidas cabíveis. Inicialmente a mulher responderá por tráfico de drogas.

Moraes rejeita ação do PL contra urnas e multa coligação em R$ 22,9 mi

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, negou nesta quarta-feira (23) o pedido do PL para desconsiderar o resultado de urnas antigas utilizadas no segundo turno das eleições deste ano.

“Condeno a autora por litigância de má-fé à multa de R$ 22.991.544,60”, escreveu o ministro. De acordo com informações do site Metrópoles, Moraes também determinou o bloqueio das contas da coligação até que a multa seja paga.

-->