Itiruçu Online – Aqui Bahia Jornalismo de Qualidade e Responsabilidade Social

Artista Jaguaquarense diz ter ficado de fora da grade do São João por ‘questão política’

O cantor Wisley Moraes, um dos talentosos artistas da Jaguaquara usou as redes sociais para informar que ficará de fora da grade de atrações do São João da cidade, que não era realizado há dois anos em razão da pandemia do Coronavírus e voltará a ser promovido neste ano, cuja grade já foi anunciada pela Prefeitura. De acordo com o Blog do Marcos Frahm, em tom de indignação, Wisley, um dos prejudicados pelo cancelamento de eventos durante o período pandêmico e que sobrevive diretamente da música disse ter ficado de fora por ter se posicionado contrário ao projeto político defendido pela equipe da administração, que elegeu a prefeita Edione Agostinone (PP) em 2020.

”Independente de política esse é um direito que o artista tem, passei 2 anos de sofrimento perdi tudo em relação a música nesse período, procurei primeiro a atual gestão pra saber quais eram as propostas pra minha área e pra mim e não tive resposta positiva  Não acho feio reclamar por um direito que tenho fui contra porque fui pago pelo meu trabalho de Studio trabalhei e ganhei meu dinheiro, tenho família e contas pra pagar. Durante a pandemia fui um dos músicos da minha cidade que mais fez live solidária arrecadando alimentos pra ajudar as pessoas que mais precisavam e eu não esperei por Prefeitura pra fazer isso, corri atrás de patrocínio e meti a cara. Fiquei de fora por ser contra!”, desabafou o cantor em texto publicado em seu Facebook.

Wisley Moraes entrou em contato com a redação, fazendo apelo para que a sua mensagem fosse reproduzida e disse ainda ter conhecimento de que outros artistas locais que votaram contrários ao projeto da prefeita no processo democrático também ficaram de fora da festa. Atitudes como essas demonstram  que a cultura do ”revanchismo” predomina na gestão pública municipal de Jaguaquara em pleno ano de 2022.


error: Conteúdo protegido !!