Vitória da Conquista vence o Jacuipense e é tetracampeão da Copa Governador

conquista

A Copa Governador do Estado é do Vitória da Conquista! Presente em todas as seis finais da competição, o Bode confirmou sua hegemonia ao conquistar, neste domingo (30), seu tetracampeonato.

Diante de mais de 2400 torcedores, no Lomanto Junior, o Alviverde reverteu a vantagem conquistada pelo Jacuipense no jogo de ida e venceu o adversário por 3 a 1 para ficar com mais um título. No primeiro duelo, em Feira de Santana, o Leão do Sisal havia vencido por 1 a 0 e precisava apenas de um empate para chegar ao inédito título.

O meia Rafael Granja foi o nome da partida decisiva. O camisa 10, que terminou como artilheiro do torneio ao lado do companheiro Brasão, ambos com quatro gols marcados, fez o primeiro e o segundo gol dos donos da casa, aos 7 e aos 22 minutos do primeiro tempo. Carlinhos, aos 27 da segunda etapa aumentou o placar. Nadson, aos 45, descontou para o time de Riachão do Jacuípe.

Com a vitória, o Conquista volta ao lugar mais alto do pódio da Copa Governador depois de dois anos. O clube conquistense, campeão em 2010, 2011 e 2012 foi derrotado pelo Bahia de Feira em 2013, quando ficou com o segundo vice-campeonato. Na primeira edição da competição, em 2009, o Bode também foi vice-campeão, desta vez para o Fluminense de Feira.

Além do quarto título, o Vitória da Conquista carimbou seu passaporte para a Copa do Brasil de 2015. Com muita festa, o elenco alviverde e o presidente do clube, Ederlane Amorim receberam das mãos do diretor de registros e futuro vice-presidente da FBF, Ricardo Nonato, a taça “José Fernandes Carneiro”.

“Estamos felizes, realizados, pois fizemos as seis finais de seis edições e nos tornamos tetracampeões. Fechamos com chave de ouro, com mais um título importante”, comemorou Amorim.

 

Homenagem – O troféu José Fernandes Carneiro foi uma homenagem da Federação Bahiana de Futebol (FBF) ao ex-administrador do estádio Alberto Oliveira, em Feira de Santana.

José Fernandes faleceu no último dia 9 de agosto, vítima de um acidente vascular cerebral seguido de parada cardíaca, aos 64 anos. Figura conhecida e querida por todos no futebol baiano, Fernandes cuidou do Joia da Princesa como se fosse sua verdadeira casa. Foram 20 anos de dedicação a um dos mais importantes estádios de futebol da Bahia.

Fotos: Carlos Santana // FBF

*Com informações de Marcos Mendonça, de Vitória da Conquista


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas