Vereador Diógenes Serra em seu pronuciamento na câmara aponta inrregularidades em gastos da prefeitura

Observando a plateia da casa legislativa na noite de terça-feira 09/08, alguns moradores da rua Ramiro Amaral, por ser beneficiada com calçamento, expõe saber o andamento do projeto de Lei de Nº 11/2011, que prevê contrato junto a Caixa Econômica Federal pelo FMD no valor de R$ 3.460.000,0 quanto a seu transmite e viabilidade, em cujo resultado dependerá das varias informações a serem agregadas a preposição, sobretudo quanto a capacidade de endividamento do município que aponta convenio autorizado pela câmara com recursos públicos, que viabilizara o calçamento do real em andamento e da Belíssima por iniciar. Em seguida expões com indignação, despesas encontradas nas contas do município referente ao mês de junho/2011 e cita: A assessoria UNICOM, que muito embora já tenha um contrato anual na execução contábil do município, hoje com valores próximos de R$ 6.000,00 mês, fora beneficiada com a bagatela de próximos R$ 13.000,00 com a elaboração da LDO e LOA para 2012, itens que o vereador considera inerentes a assessoria pela qual a UNICOM já é remunerada e, aponta o quanto a comunidade poderia ser beneficiada com esses míseros reais em saúde dentre ostros benefícios sociais. E ao finalizar o parlamentar ainda apontou despesas absurdas em combustível onde relatou que, a Retro escavadeira consumiu no referido mês 1 835 litros de óleo diesel, em cujo consumo, acredita o vereador ser de no máximo 1/3 das despesas apontadas. Ainda o uno placa policial de Nº JRK 1740, consumiu também no mesmo mês 1. 165 de gasolina e 33,67 de etanol acredita o mesmo que com esse montante o veiculo percorreu cerca de 18 mil KM algo em torno de 900 KM ao dia, e conclui que as despesas demasiadas apontam fraude na informação contábil com cujo objetivo seja liquidar despesas não contábeis. Informes obtidos pelo IO da câmara municipal, Vereador Diógenes Serra.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas