O Bahia é o campeão baiano feminino de 2021. No sábado (16), no jogo de volta da final, o Tricolor goleou o Doce Mel por 4 a 0, em Pituaçu. O destaque foi a atacante Gadu. A camisa nove fez três gols e ainda garantiu a artilharia da competição, com 12 marcados. Dan completou a goleada. O Doce Mel, pela primeira vez finalista, chegou a vencer o jogo de ida por 1 a 0, no Waldomiro Borges. Mas, o time de Jequié comemorou o vice-campeonato inédito. Após a partida, a diretoria da Federação Bahiana de Futebol realizou a cerimônia de premiação no gramado de Pituaçu. As campeãs e vice-campeãs receberam troféus e medalhas e celebraram juntas, em clima amistoso, o sucesso da competição. Giro Ipiaú.


Sede da CIPM. Foto Itiruçu Online

Por volta das 15h30, a guarnição do 1º  Pelotão  da 93ª CIPM, atendeu a uma solicitação de Violência doméstica. Chegando ao local, o indivíduo foi avistado e, dada a voz de abordagem, o mesmo apresentou resistência ativa, agredindo fisicamente a guarnição.  Tendo em vista o comportamento apresentado pelo agressor, bem como a aglomeração de familiares e populares, tentando arrebatar o detido da guarnição. Foi solicitado, então, o apoio da guarnição do PETO.

Ao chegar na localidade para apoio, a guarnição do PETO prestou o devido apoio aos policiais que se encontravam na situação. A progressão no uso da força necessária foi utilizada para conter o indivíduo e populares que atentavam contra a atuação dos militares. Após o uso de instrumentos de menor potencial ofensivo, o acusado foi contido e apresentado, juntamente com um familiar para a adoção das medidas cabíveis.


A promotora de justiça, Solange Anatólio, flagrou um caminhão da Prefeitura de Iguaí ajudando na realização de um evento particular. O evento estava sendo organizado por um familiar do prefeito Rony Moitinho (PSD). Ao gravar um vídeo no local, a promotora foi até ameaçada por um funcionário da prefeitura que estava no local. Há expectativa de que a promotora acione o prefeito na justiça. (Informações do Políticos do Sul).


Em decisão terminativa, a 1ª Vara da Justiça Federal julgou improcedente o mandado de segurança impetrado pelo presidente afastado do Conselho Regional de Enfermagem da Bahia, Jimi Hendrex Medeiros, para retornar ao cargo. A decisão, assinada na quinta-feira (14), pelo juiz Marcelo Gentil Monteiro, frustra a terceira tentativa de Hendrex retornar ao cargo por via judicial.

“Não há que se falar, assim, em comprovada ilegalidade da Decisão COFEN nº 0102/2021, que menciona como motivo para o afastamento o teor do Parecer 165/2021 e a necessidade de afastamento cautelar dos conselheiros investigados para garantir a não interferência nas investigações, considerando os cargos que ocupam”, ressalta o juiz em trecho da sentença, ao complementar que “revela-se necessário, assim, permitir o prosseguimento da apuração pelo COFEN”.

O Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) determinou, em 25 de junho, o afastamento cautelar do presidente e da primeira tesoureira do Coren-BA. A decisão visou evitar interferência em processo administrativo disciplinar.


A lenha já é a segunda principal fonte de energia no Brasil, com 26,1% de participação e só fica atrás da energia elétrica. Levantamento realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), aponta que o gás de cozinha aparece em seguida, com 24,4%.

A lenha ganhou espaço em meio aos reajustes no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Em 2020, o uso do item em residências aumentou 1,8%, na comparação com 2019. A lenha ultrapassou o GLP nas cozinhas brasileiras a partir de 2017, quando começou a disparada do valor do gás.

O fato ocorreu depois que a Petrobras mudou a política de preços. Na última sexta-feira (8), a petrolífera anunciou reajuste de mais de 7% no preço da gasolina e do gás de cozinha.


Um indivíduo morreu  depois de resistir a abordagem policial. no Entroncamento de Jaguaquara. De acordo com relatos da Cipe Central, a ação ocorreu na  zona rural do Entroncamento de Jaguaquara, na tarde de ontem,  terça-feira, 12. Ele resistiu à abordagem policial disparando contra a equipe. O indivíduo chegou a ser  foi socorrido para o Hospital Municipal, onde faleceu. Durante a ação foram apreendidos: 1 Revólver Cal 32;  01 porção grande de substância análoga a maconha; 20 sachês com substâncias análogas ao Crack; 06 sachês de substância análoga a cocaína e  01 balança de precisão.


O novo leilão do Detran-Ba (Departamento Estadual de Trânsito) está aberto exclusivamente na modalidade online e pode ser acessado pelos interessados em veículos conservados e sucatas aproveitáveis. São 178 lotes distribuídos entre as cidades de Conceição do Coité, Teixeira de Freitas e Senhor do Bonfim.

Fotos e informações detalhadas sobre os lotes poderão ser acessadas no site – CLIQUE AQUI. A disputa acontece no dia 18 de outubro, a partir das 9 horas, com o fechamento dos lances.

Alguns lotes do leilão figuram como destaque, a exemplo, da moto Honda CG 125 Fan 2016, depositada em Conceição do Coité e com lance inicial de R$ 500. Também o veículo Gol 1.0, modelo 2011, em Senhor do Bonfim, com lance inicial de R$ 2.300 e, no pátio de Teixeira de Freitas, a moto Honda CG 160 Start, ano 2016 e lance inicial de R$ 800.

“Os leilões se tornam uma possibilidade real para quem quer adquirir veículos e sucatas a preços em conta”, pontua a presidente da Comissão de Leilão do Detran-Ba, Júlia Sanches. A previsão é que sejam programados, até o final de 2021, mais dois leilões com lotes na Região Metropolitana de Salvador e interior do estado.

A visitação prévia dos lotes poderá acontecer, na forma presencial, nos dias úteis que antecedem ao leilão: 08, 11, 13, 14 e 15, em horários e pátios indicados no Edital 12/2021, que pode ser acessado no site do Detran-BA (www.detran.ba.gov.br), na aba Leilões.


Mais da metade dos homicídios no Brasil ficam sem resposta, de acordo com levantamento inédito realizado pelo Instituto Sou da Paz a ser divulgado nesta quarta-feira, 13. O indicador de esclarecimento até avançou nos últimos anos, chegando a 44% na pesquisa mais recente, mas só quatro Estados são classificados como tendo alta eficácia na investigação e responsabilização de assassinatos.

Os indicadores estaduais apresentam grande disparidade. No Mato Grosso do Sul, por exemplo, 89% dos crimes dessa natureza são esclarecidos com apresentação de denúncia criminal à Justiça contra o acusado. No Rio, o segundo Estado onde menos se resolve homicídios, a porcentagem é de 14%. São Paulo ficou em uma faixa intermediária, com 46% de resolução.

O estudo do Sou da Paz acionou todos os Estados em busca de informações de esclarecimento de homicídios. Dezesseis deles e o Distrito Federal responderam com dados suficientes para a análise. A pesquisa leva em consideração assassinatos cometidos em 2018 (ano em que foram registrados mais de 48 mil homicídios dolosos) que tenham sido resolvidos com apresentação de denúncia no mesmo ano ou até o fim de 2019.

O número nacional de esclarecimentos da pesquisa mais recente é 12 pontos percentuais maior do que os 32% obtidos nos três levantamentos anteriores realizados pelo instituto. Em 2015, 2016 e 2017, o número de Estados que tinham fornecido dados completos tinha sido menor do que a pesquisa mais recente: seis, 12 e 11, respectivamente. Assim, o levantamento divulgado nesta semana forma o mais completo cenário sobre a capacidade investigativa nacional a respeito de crimes de homicídio.

Segundo a pesquisa, o líder Mato Grosso do Sul (89%) é seguido por Santa Catarina, com 83%, Distrito Federal, 81%, e Rondônia, 74% de resolução. Só esses quatro Estados aparecem com alta eficácia de esclarecimento. Outros oito Estados são classificados como tendo média eficácia (entre 66% e 33% de esclarecimento), enquanto outros cinco estão abaixo de 33%, o que os coloca em posição de baixa eficácia.

“A forma como cada Estado faz a gestão da segurança pública varia muito. Há aqueles que realizam a gestão profissional das instituições, se baseiam em métricas e resultados e alcançam bons resultados. O Mato Grosso do Sul tem um monitoramento permanente que é muito bom. O Espírito Santo, que está num patamar intermediário mas vem subindo ano a ano, tem seu governador na mesa acompanhando os indicadores de elucidação”, explica Carolina Ricardo, diretora executiva do Sou da Paz.


Os fósseis encantam, despertam a curiosidade e a imaginação de pessoas de todas as idades. Existem diversos tipos de fósseis sendo eles muitas vezes de animais, como os dinossauros, ou microfósseis, encontrados em diversas unidades geológicas, em abundância ou não. Através dos fósseis podemos conhecer melhor a história do planeta Terra e também permitir o desenvolvimento social e humano.

O Brasil possui uma enorme diversidade de fósseis, sendo muitas vezes microscópicos, o que torna praticamente impossível acreditar que haja uma preservação indiscriminada de todo esse material em museus, universidades ou instituições de pesquisa, ou até mesmo em campo, nos afloramentos aonde eles ocorrem. Segundo Marjorie Csekö Nolasco, professora da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e Conselheira Federal Suplente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) os estudos para levantamento e preservação dos fósseis são diferentes do que vemos nas áreas biológica e arqueológica. Também há um conflito social invisível, que é a criminalização e não reconhecimento dos “invisíveis da ciência”, aqueles que encontram fósseis durante o processo artesanal da lavra da rocha nas pedreiras – sem constituir empresas de mineração formalizadas – e não possuem nenhum tipo de direito ou mesmo reconhecimento sobre os materiais que descobrem.

A legislação brasileira de proteção dos fósseis é bastante antiga. Há quase 80 anos, Getúlio Vargas assinou o Decreto-Lei Nº 4.146/1942 estabelecendo que os depósitos fossilíferos são propriedade da nação e a extração dos fósseis depende de uma autorização prévia por parte do Estado. Na época, os fósseis eram, essencialmente, os restos de animais que podiam ser dissociados das rochas, sendo, quase sempre, partes de esqueletos de répteis ou mamíferos. Hoje, a compreensão daquilo que se considera fóssil é muito mais ampla, o que impõe discutir e atualizar a legislação brasileira.


Um acidente envolvendo um ônibus de turismo deixou uma pessoa morta e outras 44 feridas em Minas Gerais na madrugada deste domingo, 10. O veículo estava na BR-040, sentido Rio de Janeiro, quando o motorista perdeu o controle da direção. O ônibus acabou tombando no km 760, próximo ao município de Ewbank da Câmara, na Zona da Mata. Um acidente envolvendo um ônibus de turismo deixou uma pessoa morta e outras 44 feridas em Minas Gerais na madrugada deste domingo, 10. O veículo estava na BR-040, sentido Rio de Janeiro, quando o motorista perdeu o controle da direção. O ônibus acabou tombando no km 760, próximo ao município de Ewbank da Câmara, na Zona da Mata.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 2h30, o veículo atingiu a canaleta após o condutor perder o controle da direção, tombando logo em seguida. Uma mulher de 59 anos ficou presa pelo tórax embaixo de uma parte da estrutura do veículo e acabou morrendo no local.

Uma outra vítima – um homem de 45 anos – também ficou preso em outra coluna da estrutura do ônibus. Ele foi retirado do local em estado grave e encaminhado ao pronto-socorro de Juiz de Fora, também na Zona da Mata.

Além desses, outras 43 pessoas também ficaram feridas. Elas foram amparadas por equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhadas a um hospital para receber atendimento médico.