Ator e diretor de cinema Wagner Moura no encontro com o governador da Bahia, Rui Costa, em Salvador

Wagner Moura no encontro com Rui Costa, em Salvador

Em clima de descontração e decididos a apoiar a produção cinematográfica que contará parte da história do militante político Carlos Mariguella (1911-1969), o governador Rui Costa e o secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, estiveram reunidos na tarde desta terça-feira (11) com o ator e diretor do filme, Wagner Moura.

Conforme o ator, o encontro com o governador e o secretário teve o intuito de apresentar o projeto. “É um filme muito especial pra mim. Minha estreia na direção. É sobre um baiano ilustre. É uma tentativa de entender uma geração tão próxima a minha, mas que a gente acaba tendo pouca relação, conhecendo pouco. Vim trazer o projeto ao governador porque quero que tenha algo daqui. Não quero fazer um filme sobre Carlos Marighella sem a Bahia”, afirma.

normal_1439326480AY2C9454

Considerado um dos principais opositores da ditadura, o soteropolitano Carlos Marighella foi morto na capital paulista, aos 57 anos, vítima de uma emboscada. Moura informou que o ator para protagonizar o filme ainda não foi definido, mas já tem data prevista para a filmagem. ”Vou precisar fazer testes. Não conheço ainda um ator com as características físicas e dessa idade [mais de 50 anos]. Mas quero filmar no final do segundo semestre de 2016”.

Apoio

Para Rui Costa, o filme será uma oportunidade das pessoas, sobretudo os mais jovens, conhecerem mais sobre Carlos Mariguella por meio de um filme de ação, sob um novo olhar. “Disse a Wagner [Moura] que a Bahia já está no filme, seja por ele, pelo orgulho que todo o baiano tem com ele nos representando no cinema, eu diria internacional, e pela história de Marighella. Então a Bahia está dentro. Nós estamos apoiando e, a partir de hoje, sou um parceiro do filma. Estarei na estreia”.

normal_1439326480AY2C9533

De acordo com o secretário Jorge Portugal, o Governo do Estado já estuda formas de viabilizar o apoio financeiro ao filme, orçado em R$ 10 milhões. “O governador se comprometeu a fazer contato com algumas empresas como a Bahiagás, Embasa, etc, para ver a possibilidade de um patrocínio direto ou por meio do FazCultura ou da Lei Rouanet”.


20150804115224_544442ef82d36-2

Salvador sedia no próximo dia 15 de agosto, a edição 2015 do “Festival Promessas Canta Salvador”. O evento que acontece no Wet’n Wild, a partir das 18h, traz para a capital baiana os grandes nomes da música gospel nacional, em seus mais variados ritmos e estilos, que vai do cântico congregacional, passando pelo sertanejo universitário, reggae e chegando até o rap.

Na grade de atrações do evento deste ano, estão os cantores; Anderson Freire, Fernandinho, Marcos Nunes, Nego Vieira, as cantora; Bruna Karla e Daniela Araújo. Além da Banda Som e Louvor e do conjunto de rapper, Ao Cubo.

Este ano a produção do Festival Promessas Canta Salvador estima que o público seja superior há 30 mil pessoas, pois existe uma grande mobilização em torno do show, com caravanass de vários bairros de Salvador e Região Metropolitanas que estão sendo articuladas. Ainda no contexto de caravas, as cidade de Ilhéus, Itabuna, Juazeiro, Vitória da Conquista e Gandu também estão confirmadas a participarem. Tribuna da Bahia!


Lucas e Orelha e Thiaguinho, jurado e padrinho deles na atração - Foto: Isabella Pinheiro/Gshow

Lucas e Orelha e Thiaguinho, jurado e padrinho deles na atração – Foto: Isabella Pinheiro/Gshow

Lucas e Orelha levaram a melhor na final da segunda edição do reality Show SuperStar, da TV Globo, na noite deste domingo (12). Os jovens baianos se apresentaram com a música “Menina Nerd” e conquistaram 64% dos votos do público.

“Quero agradecer ao Brasil, mas antes de mais nada quero agradecer ao coroa e a minha mãe que está em casa. Muito obrigada por tudo. Acho que vou te dar uma vida melhor agora”, disse Orelha emocionado.Após ganhar o prêmio, os amigos revelaram que já possuem planos ambiciosos. “Vamos gravar juntos sim, com o MC Gui. Vai ser uma coisa incrível, nossa e original. Queremos também gravar com Naldo e Ludmilla”, disse Lucas durante coletiva de imprensa. Mas além a fama, os garotos pensam em voltar para Salvador para estudar na mesma escola.

O cantor Thiaguinho, padrinho da dupla, teve papel fundamental durante a competição. “Ele é uma pessoa que a gente admira há muito tempo e disse que era só ter fé”, ressaltou Lucas.

RTEmagicC_0912fb6596.jpg


História da dupla

Assim como boa parte da nova geração, Lucas Almeida Arcanjo, 19 anos, e João Henrique da Silva Santana, 17 anos, usaram a internet como ferramenta para expor sua arte. Começaram a gravar vídeos cantando algumas das suas composições e divulgaram em uma rede social.Nesse momento, viraram Lucas e Orelha e chamaram a atenção do produtor musical Guga Fernandes, irmão do cantor Tuca Fernandes. “Guga me chamou e eu levei Orelha. Nesse dia, Tuca estava lá e nos ouviu cantar. Na mesma hora, ele disse que tínhamos que cantar juntos”, lembra Lucas, que agradece a Guga por tê-los inscritos no programa.

Colegas de escola, os dois tiveram uma trajetória semelhante: começaram a cantar aos 9 anos em igrejas que frequentavam. Quando se encontraram na sala de aula, perceberam o interesse em comum pela música e passaram a cantar juntos.


escritorbaiano

Os amigos e familiares ficaram surpresos com a estreia de Matheus Peleteiro como escritor, já que ele não havia comentado com ninguém enquanto escrevia.

— Foi engraçado, alguns questionavam como aquilo havia acontecido tão rápido, mas me apoiaram bastante. Enviei para as editoras de forma despretensiosa e até desconfiei quando avisaram que iriam publicar

Foto: Divulgação/ Heder Novaes R7


mastruz 

Com um show comemorativo aos seus 25 anos de existência, Mastruz Com Leite fez o público dançar ao som de grandes clássicos na noite do último  domingo em Maracás. A praça lotou para ver a banda mãe do forró. Como era de se esperar, a noite estava fria e choveu bastante, mas por incrível que pareça o clima esquentou e a chuva deu uma trégua durante toda a apresentação do mastruz.

cacaucolleite

Com a frente formada por seis vocalistas entre eles o casal Anamélia e João Filho,  que voltaram a integrar o grupo recentemente depois de muito tempo afastado, sentimos a falta do sanfoneiro e cantor neto leite intérprete oficial do clássico saga de um vaqueiro e outros sucessos que estão eternizados em sua voz.

Público sentiu a falta do cantor Neto Leite

Público sentiu a falta do cantor Neto Leite

O vocalista Rayner,  após cantar a tão esperada música explicou a ausência de neto que teve que se afastar para cuidar da saúde. O artista estava sentindo fortes dores no ombro e foi submetido a uma cirurgia após ser detectado com uma bursite. A informação é de que o cantor passa bem e estar ansioso para retornar aos palcos para fazer o que mais gosta: tocar forró para o povo e cantar grandes hinos do forró.


atracoessantoanotoniodejesus

Algumas bandas de renome nacional irão se apresentar durante os festejos juninos da cidade de Santo Antônio de Jesus, a 193 km de Salvador e os valores cobrados para as apresentações foram divulgados pela prefeitura da cidade em seu Diário Oficial. Para se ter noção, o grupo gospel Rosa de Saron cobrou nada menos do que R$ 63 mil por uma hora e 20 minutos de show, a ser realizado no próximo dia 19, às 20h.

Por sua vez, a banda Aviões do Forró, que se apresenta no dia 23, às 22h, cobrou nada menos do que R$ 300 mil por um show de uma hora e meia, que serão pagos pela prefeitura em duas parcelas de R$ 150 mil cada. A dupla sertaneja Bruno & Marrone, que faz seu show na cidade no dia 20, às 00h, cobrou, por uma hora e meia de apresentação, R$ 280 mil reais, também a ser pago em duas parcelas iguais. Já a banda Magníficos cobrou um pouco abaixo. Para o show que está programado para o dia 21, às 3h, serão pagos R$ 120 mil ao grupo.

Outra dupla sertaneja, Fernando & Sorocaba cobraram R$ 280 mil para fazer o show de uma hora e 20 minutos, no dia 22, às 00h. Já a revelação do forró, a cantora Marcia Felipe fará um show de uma hora e meia no dia 24, às 00h e, para isso, cobrou R$ 40 mil. Menos conhecido, o grupo Casadões do Forró irá se apresentar em Santo Antônio de Jesus também no dia 24, às 1h30, conforme previsto no site oficial do evento. A banda cobrou a bagatela que R$ 55 mil.

Finalizando os extratos divulgados pelo município, Tayrone Cigano também estará presente no dia 19 e, para fazer todo mundo arrochar na cidade durante uma hora e meia, cobrou R$ 120 mil, a serem pagos em duas prestações de R$ 60 mil pela prefeitura. O São João de Santo Antônio de Jesus é tido como um dos melhores festejos juninos do Estado. A festa em praça pública que já recebeu nomes importantes da música nacional já está com a grade fechada para o ano de 2015. Informações do iBahia. 


Foto histórica de assinatura de convênio com a UNEB para implantação dos primeiros Polos de Formação de Professores no Vale

Foto histórica de assinatura de convênio com a UNEB para implantação dos primeiros Polos de Formação de Professores no Vale

No mês de junho de 2015 o Fórum dos Secretários Municipais de Educação (EDUCAVALE) completa 5 anos de história. Criado em 2010 com objetivo de discutir coletivamente soluções e caminhos para superação de problemas comuns e também de promover a troca de experiências entre os municípios do Vale do Jiquiriçá no campo educacional, o EDUCAVALE se tornou uma referência nacional no campo de articulação e implementação do Regime de Colaboração. Inicialmente eram 21 municípios que compunham o Fórum, atualmente são 20, com a saída do município de Iramaia para o Território de Identidade da Chapada Diamantina.

Em 2009, os municípios do Vale do Jiquiriçá enfrentavam grandes desafios para poder garantir as contrapartidas do Programa Nacional de Formação de Professores (PARFOR), que visava ofertar cursos de formação inicial para os professores que ainda não possuíam graduação. Os desafios uniram os municípios do Vale, que coletivamente buscaram dialogar com as universidades e com o Instituto Anísio Teixeira (IAT), que na época coordenava a implantação do PARFOR no Estado da Bahia.

Neste diálogo, os municípios passaram de uma situação de receptores da política de formação para uma situação de sujeitos, e junto com o IAT e as universidades encontraram como alternativa a criação de Polos de Formação de Professores mais regionalizados. Foi assim que surgiram os primeiros Polos de Formação de Professores no município de Planaltino, Maracás (com Lajedo do Tabocal) e Elísio Medrado (com São Miguel das Matas). Na época já tinha sido firmado o compromisso com as Universidades de criação um Polo em Brejões (atendendo Nova Itarana), Jaguaquara (atendendo os municípios próximos), Santa Inês (atendendo Cravolândia e Ubaíra) e Iramaia, polos que estão em funcionamento hoje, somando se ainda o Polo de Itiruçu.

Após essas conquistas, o EDUCAVALE percebeu que os municípios tinham outros problemas em comum, e assim o Fórum foi institucionalizado como um braço da Associação dos Municípios do Vale do Jiquiriçá (MERCOVALE), que previa no seu estatuto a criação de Fórum de Secretários. O EDUCAVALE criou um regimento próprio que prevê uma coordenação eleita entre os secretários de educação com coordenador geral, vice-coordenador e secretário executivo, com mandato de um ano, ocorrendo a eleição sempre no mês de aniversário do EDUCAVALE. O grande diferencial do EDUCAVALE para outras iniciativas de Arranjos Educacionais que acontecem na Bahia e no Brasil, é que o Fórum do Vale é uma iniciativa que surgiu dos próprios dirigentes de educação e é coordenada por eles, sem nenhuma interferência de instituições ou entidades ligadas a iniciativa privada.


mnovaescezarn

Itiruçuense Marina Novaes é atriz no Filme

No dia 31 de maio, às 11h, o projeto Domingo no TCA apresenta o longa-metragem “Depois da Chuva”. A sessão acontece na Sala Principal do Teatro Castro Alves, em Salvador, como parte do Festival CineFuturo. Os ingressos custam R$ 1 e começam a ser vendidos às 9h. A abertura do evento vai exibir o curta “Cães”, de Adler Paz e Moacyr Gramacho.

“Depois da Chuva” conta com a direção dos baianos Cláudio Marques e Marília Hughes. O filme venceu o Harlem International Film Festival, em Nova Iorque, na categoria “Filme Estrangeiro”, e o Festival de Brasília, nas categorias Melhor Ator, Roteiro e Trilha Sonora. No elenco, há nomes como Pedro Maia, Sophia Corral, Talis Castro, Ricardo Pisani, Zeca Abreu e Aícha Marques, entre outros.

filme_depois_da_chuva_foto_agnes_cajaiba_divulgacao_03

O drama se passa no ano de 1984, quando a população brasileira foi às ruas no movimento das “Diretas Já” para a presidência da República. Caio (Pedro Maia) é um adolescente que vive seu despertar político e amoroso num período em que a sociedade está prestes a ver o fim da ditadura. O projeto é uma iniciativa do Teatro Castro Alves, através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

No elenco, está Marina Novaes, atriz itiruçuense  estudante de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Itiruçuense que mora em salvador, estreou na tela dos cinemas em diversos países do mundo com a participação no elenco do filme “Depois da Chuva”.  A jovem atriz é de família tradicional em Itiruçu.


soraiaconquista

A conquistense Soraia Mota, de 23 anos, é uma das 60 mulheres que participam de uma seleção para integrar o casting do ballet de dançarinas do programa Domingão do Faustão, da Rede Globo.

Na primeira fase da seletiva, que aconteceu na sede da TV Bahia, em Salvador, as concorrentes tiveram que improvisar uma coreografia da música ‘Caraca, moleque’, do cantor Thiaguinho. Das 200 candidatas, Soraia foi uma das 60 selecionadas.

Já na segunda etapa, que ainda não teve o resultado divulgado, as mulheres improvisaram coreografias de três ritmos diferentes. Em entrevista a nossa reportagem, Soraia revela que ficou sabendo da seleção através do Instagram de um coreógrafo do programa da Rede Globo.

“Inicialmente me inscrevi e comprei as passagens sem comunicar a ninguém, mas saiu a divulgação na TV Bahia e vários amigos e familiares me sugeriram que eu me inscrevesse, daí resolvi comunicar para as pessoas mais próximas e fui”. revela.

Ainda de acordo com Soraia, a sua história com a dança começou desde criança, quando fazia apresentações na escola e aniversários da família.

belass

“Na infância criei um grupo de dança com mais dois colegas e tivemos a oportunidade de apresentar num trio elétrico durante o comício de um candidato para prefeito em Serrolândia, na Bahia. A dança é algo que me traz muito prazer e quem convive comigo consegue sentir isso muito facilmente. Fui aluna de jazz do Ballet Itana Leão durante um tempo e sempre encontrei formas de me aperfeiçoar olhando vídeos e me inspirando em algumas bailarinas”, conta.

Agora, basta torcer para que a representante de Conquista possa passar em mais uma seleção e consegui chegar ao palco de um dos programas de maior audiência da TV brasileira. Para saber mais sobre a história de Soraia, acesse o blog pessoal da dançarina, clicando aqui. Blog Rodrigo Ferraz.


cidadededeus

Diretor de “Cidade de Deus”, o cineasta brasileiro Fernando Meirelles afirmou que “jogou a toalha” sobre o caso do ator Rubens Sabino, 33 anos, que interpretou o personagem Neguinho no filme indicado ao Oscar e hoje vive na cracolândia do centro de São Paulo.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Meirelles disse que tentou de tudo para ajudar o ator – que afirmou viver na cracolândia há três anos e ser usuário de drogas desde os 13. Vaga no grupo Nós no Morro, estágio na produtora O2 filmes, matrícula em turma de supletivo do Colégio Santa Cruz, tudo foi conseguido por Meirelles com a ajuda de alguns colegas. “Mesmo eu dizendo que o Rubinho jamais faria mal a alguém, ele mesmo criou um clima interno contra”, explicou.

Ainda de acordo com Meirelles, artistas como Seu Jorge e o grupo O Rappa já adotaram o ator (a quem ele se refere de Rubinho) por conta de sua inteligência e sensibilidade.

“Uma época arrumei uma clínica de reabilitação para ele no Pará, longe dos fornecedores e amigos da pesada. Ele topou começar uma vida nova num outro ambiente, mas depois de quatro meses começou a criar problemas ao não respeitar as regras da clínica e pediram para ele sair. Foi nessa ocasião que joguei a toalha”, detalhou. “Infelizmente, eu esgotei meus recursos emocionais”, concluiu.