Sessão tumultuada elege San presidente da Câmara; decisão pode ficar sub judice

San de Paulista foi eleito presidente para o novo biênio 2019-2020 (Fotos: Giro Ipiaú/Edir Pires)

A sessão da Câmara de Vereadores de Ipiaú, dessa última  quinta-feira (09), foi marcada por polêmica, denúncias de corrupção, acusações, tumultos e até presença da Polícia Militar. Na ordem do dia constava a eleição da mesa diretora para o biênio 2019-2020. O presidente José Carlos Bispo dos Santos (PP), o Carlinhos, abriu a sessão e concedeu 15 minutos para inscrição das chapas. Duas se habilitaram ao pleito: Chapa 1 – formada por Carlinhos, candidato a reeleição, Jô da AABB, candidato a vice, Robson Moreira, primeiro secretário e Cláudio Nascimento, segundo secretário. Para surpresa dos vereadores da situação, houve a inscrição da Chapa encabeçada por San de Paulista, tendo como vice-presidente Lucas Santos, Jean Kleber, 1º Secretário, e Pery, 2º Secretário. Após o anúncio dessa chapa, Herbet Campos, presente na platéia, denunciou que houve compra de votos e afirmou que San e Lucas de Vavá teriam se vendido por R$ 40 mil.

A partir disso, o vereador Robson Moreira solicitou a suspensão da sessão por se tratar de uma denúncia gravíssima. O edil Cláudio Nascimento acompanhou o colega e pediu a suspensão da sessão diante do tumulto generalizado no salão. Os vereadores da oposição se mantiverem contrário a essa decisão e defendiam a continuidade da sessão. O presidente Carlinhos argumentou que o candidato San de Paulista está sem partido, e com isso não poderia disputar a presidência do legislativo municipal. Devido o tumulto, Carlinhos decretou o encerramento da sessão.

A bancada de oposição juntamente com San e Lucas de Vavá permaneceram em plenário e deram prosseguimento a sessão, mesmo sem a presença dos cinco outros edis que se ausentaram do plenário. Nesse tempo, a Polícia Militar chegou ao local e acalmou os ânimos da platéia. Na ausência do presidente Carlinhos, Jean Kleber, na condição de 1º secretário, convocou o vice-presidente Jô da AABB para retomar a sessão. No entanto, Jô não atendeu a convocação.

Jean citou que na ausência do presidente e do vice, ele estava em condições legais de assumir a sessão e argumentou que ela não poderia ser encerrada enquanto não fosse votada a ordem do dia, no caso a eleição da mesa diretora. Os oito vereadores em plenário votaram pela continuidade da sessão e em seguida Jean convocou a votação que elegeu com 8 votos a chapa dois, encabeçada por San de Paulista. A questão promete desdobramento, inclusive na esfera judicial. Carlinhos continua presidente até o dia 31 de dezembro de 2018 e tem até o final do período para, se for o caso, convocar outra eleição.

Nossa reportagem ouviu San de Paulista que comentou a eleição tumultuada: “Os vereadores abandonaram a sessão, pois viram que não teriam chance de ganhar a eleição. Nós agimos no sistema democrático, preservando o regimento interno da casa e sendo transparente. Quanto a denúncia do senhor Herbet, amanhã mesmo estarei registrando uma queixa e ele terá que provar o que relatou na sessão”, disse San ao GIRO. Sobre o fato de não estar oficialmente filiado a um partido, ele explicou: “O regimento é bem claro, você tem que ser vereador, não precisa estar filiado a algum partido para concorrer a um cargo na mesa diretora”. San ainda revelou que recebeu uma mensagem no aplicativo whatsapp, enviada pelo presidente Carlinhos, lhe parabenizando. Veja abaixo como foi a sessão transmitida pelo Giro em Ipiaú. 


Comentários

Deixar uma Resposta


Notícias Relacionadas