Semelhanças no Hino de Manoel Vitorino e Maracás gera polêmica nas redes sociais.

maracashino

Um fato bastante curioso e polêmico foi percebido por internautas do município de Maracás. Eles descobriram que os dois Municípios, Manoel Vitorino e Maracás, possuem hinos muito semelhantes, com versos iguais, inclusive.

A semelhança chamou à atenção de parentes e admiradores da autora do hino de Maracás, a professora Elvira Sá. Nascida no município em 08 de agosto de 1919, ela faleceu em 11 de agosto de 1992. Em 1980 após ser escolhido em um concurso, o hino criado por Elvira foi oficializado.

Diante exposto, os internautas, acusaram a prática de plágio, por parte da autora do hino de Manoel Vitorino, a professora Almiralice Meira, nascida no município em 15 de junho de 1955. Em 2006 o hino foi escolhido por meio de uma gincana.

Segundo a professora Almiralice, o hino de Manoel Vitorino foi criado sob a inspiração de um trabalho de História desenvolvido pelos alunos do 3º ano de Formação Geral, do Colégio Estadual Edvaldo Boaventura, no ano de 2006, o qual se constituiu das seguintes tarefas: Pesquisar sobre a história de Manoel Vitorino para, em seguida construir um texto que deveria ser apresentado em sala de aula e, em equipe e sob a orientação desta professora, teria, como tarefa final, a elaboração de poemas, textos teatrais e, por fim, um hino em homenagem ao nosso município. Toda a composição do referido hino foi resultado de recortes de frases e de versos dos trabalhos acima citados, culminando com um texto final que foi apresentado à comunidade no dia 30 de julho daquele ano, data de aniversário da emancipação política de Manoel Vitorino.

Hino do Município
DE MANOEL VITORINO
Hino do Município
DE MARACÁS
Foi aqui no local em que se ergue
Nossa sede municipal
Que era tribo dos índios guaranis
Guerreiros valentes sem igual
Que deixaram suas marcas numa pedra
Demonstrando seus costumes culturais
Nos  provando que o homem pode viver
Sem ferir, matar ou fazer o mal.
Cachoeira, Imbuíra
Os primeiros nomes do lugar
Só mais tarde Manoel Vitorino
Esta terra se passou a chamar      [2x]
Manoel Roque juntamente com “Amor”
Nestas terras veio morar
Anedotas contou pra todo mundo
Se tornando um herói popular
Os tropeiros que por aqui passavam
Os seus causos ficavam a escutar
Transmitindo pra outras gerações
Toda história que ouviu neste lugar.
Cachoeira, Imbuíra
Os primeiros nomes do lugar
Só mais tarde Manoel Vitorino
Esta terra se passou a chamar      [2x]
Teus heróis serão sempre lembrados
Por teus filhos eternamente
Pois lutaram pra conquistar esta terra
Se tornando orgulho desta gente
Te amamos   Manoel Vitorino
Nossa terra tão querida
Só queremos te ver sempre pra frente
E o teu povo a lutar e vencer na vida.
Cachoeira, Imbuíra
Os primeiros nomes do lugar
Só mais tarde Manoel Vitorino
Esta terra se passou a chamar      [2x]
Teu horizonte apresenta um colorido
Não existe outro igual
Mesmo sendo uma terra seca
Tem mandioca, umbú e tem sisal.
Os teus campos não são tão verdejantes
Mais teu clima é ameno e tropical
Salve! Salve! Manoel Vitorino
Terra de paz, de justiça e de moral.
Cachoeira, Imbuíra
Os primeiros nomes do lugar
Só mais tarde Manoel Vitorino
Esta terra se passou a chamar      [2x]
Foi aqui no local em que se ergue
Nossa sede municipal
Que era a tribo dos índios Maracás
Guerreiros, valentes sem igual.
Teimosos na luta
Seguros no golpe
Era aqui o aldeiamento principal.
Terra de Nossa Senhora das Graças
Doada por Maria da Paixão
Teu nome guardaremos na lembrança
Mulher de grande coração
Ontem, simples capela
Hoje linda matriz
Casa de Deus e da nossa devoção.
Maracás, Maracás!
Assim teu nome nasceu
Origem de uma tribo indígena
Este nome bem que mereceu.
Teus heróis, Maracás, serão lembrados
Por teus filhos eternamente
Lutaram pra conquistar esta terra
Que é o orgulho da tua gente
Te amamos, Maracás, Nossa terra querida
Nós queremos te ver pra frente.
     Com muitos metros de altitude
     Teu horizonte apresenta lindas cores
     Como é lindo contemplar o pôr do sol
     Com seus raios cheios de fulgores
     Teus campos verdejantes
     Clima frio e saudável
     Salve, salve, Maracás, terra das flores.
     Maracás, Maracás ! …
     És famosa em pecuária e agricultura
     Teu café é nossa fonte de riqueza
     A mamona e também a mandioca
     Aumentando a tua grandeza
     As águas cristalinas
     Do rio Jequiriçá
     Completando a tua beleza.
     Com os esforços de todos os teus filhos
     Teu progresso aumentando dia a dia
     O coração do maracaense
     Está transbordando de alegria
     Com a ajuda de Deus
     E dos homens também
     Tu serás o orgulho da Bahia.
     Maracás, Maracás!
     Assim teu nome nasceu
     Origem de uma tribo indígena
     Este nome bem que mereceu.

A Matéria é de autoria do site Renaque, clique aqui. 


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas