“Se botar para votar no Congresso, a gente derruba o veto dele”, diz Otto após ameaça de Bolsonaro à PL da Fake News

O senador Otto Alencar (PSD) reagiu à ameaça do presidente Jair Bolsonaro de vetar o projeto da Fake News aprovado no Congresso. “Se botar para votar no Congresso, a gente derruba o veto dele”, disse Otto em conversa com o BNews nesta sexta-feira (3), que ressaltou que o presidente não teve dificuldade para vetar a obrigatoriedade do uso de máscaras em templos religiosos, também aprovado pelo Senado e Câmara. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) já havia sinalizado que o Congresso poderia “derrubar” um eventual veto de Bolsonaro.

Na última quarta-feira, o presidente assegurou que não acreditava que o projeto de lei iria “vingar” e defendeu a “liberdade” na internet. “Eu acho que não vai vingar esse projeto, não. Tem que ter liberdade, ninguém mais do que eu é criticado na internet e nunca reclamei. No meu Facebook, se o cara faz baixaria, eu bloqueio”, afirmou.

CLOROQUINA

Otto acusou Bolsonaro de “negar” a questão da fake news, assim como fez com a própria Covid-19, e criticou o presidente pelo incentivo ao uso e defesa da hidroxicloroquina como medicamento para tratar pacientes com a doença. Médico de formação, o senador explica que cerca de 85% dos contaminados não apresentam nenhum sintoma ou apenas sinais leves, enquanto outros 15% têm complicações. Para ele, esta taxa foi utilizada para justificar uma suposta eficácia da medicação, que nunca foi devidamente comprovada.

“Só 15% evolui para uma pneumonia virótica. Aí o cara que vai ter caso leve, ele usa cloroquina e acha que foi ela que curou, e os laboratórios vendem para caramba. É uma coisa desonesta”, acusa.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas