Reportagem da TV Sudoeste com o escritor Domingos Ailton sobre a cangaceira Anésia Cauaçu viraliza pelo Brasil afora

O fenômeno da viralização tem ocorrido muito por conta do uso do WhatsApp. Pessoas de diversos estados brasileiros como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal dentre outros têm compartilhado o vídeo para parentes e amigos em Jequié e outros localidades do País. Por sua vez, pessoas daqui do município de Jequié têm espalhados para seus familiares e amigos da região e de outros partes  do Brasil.

Com depoimentos do escritor Domingos Ailton, autor do romance histórico Anésia Cauaçu, intercalados com narrativas e passagem (quando o repórter aparece na tela da televisão) do jornalista Judson Almeida e imagens ilustrativas, a reportagem chama atenção pelas revelações da saga de Anésia Cauaçu, a primeira  mulher a ingressar no cangaço e que viveu na região de Jequié onde foi pioneiro no uso da sela comum numa época em que a mulheres montavam de lado, utilizando o silhão e da calça comprida no período em que o sexo feminino só trajava saias e vestidos, para facilitar o combate em cima do cavalo e tinha uma pontaria invejável e poderes mágicos.

Com a repercussão do livro de Domingos Ailton na internet vários descendentes de Anésia Cauaçu espalhados por diversos locais da Bahia e de outros estados brasileiros entraram em contato com o escritor, que passou a ser o elo entre parentes dos Cauaçus que não se conheciam.

Após a  viralização da reportagem já apareceram novos parentes de Anésia Cauaçu e pessoas de diversas camadas sociais passaram a ter informação sobre a cangaceira e  interesse em ler o livro de Domingos Ailton e se inteirar mais a respeito dessa mulher à frente do seu tempo. Fonte é a  revistacotoxo.com.br.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas