Radialista acusa Policial Militar de agressão em Jequié

radialista-Léo-Santana

De Acordo com o Jequié Urgente, o  radialista Léo Santana [comunicador da rádio 89,7 FM de Jequié] deverá nas próximas horas formalizar queixa através de registro de ocorrência, de agressão que afirma ter sido praticada contra ele por um policial militar, que estava de serviço no último domingo (19/7), nas dependências do Jequié Tênis Clube-JTC, onde estava sendo realizado um evento festivo.

O comunicador disse que se encontrava no interior de um dos sanitários masculinos do clube, juntamente com outras pessoas, quando o soldado PM adentrou no local determinando que os presentes ficassem de frente para a parede e colocassem as mãos acima da cabeça. “Em ato contínuo ele mandou que as pessoas retirassem os seus calçados e esvaziassem os bolsos.

Quando percebi que ele chutava um rapaz que estava ao meu lado, para que o mesmo afastasse os calcanhares, me voltei para ele tentando me identificar revelando em qual emissora trabalhava, quando fui surpreendido com um forte tapa na altura da orelha, que inclusive, projetou meus óculos no chão”, contou Léo.

Segundo ele, nesse momento percebendo o ocorrido adentraram no local outros policiais e o oficial que comandava o efetivo designado para trabalhar no espaço da festa, retirando o policial agressor do ambiente.

Léo afirma ainda não ter conseguido o nome do agressor, mas que já está tomando providências no sentido de identificá-lo. Uma agressão descabida e covarde, que de acordo com o radialista estará sendo denunciada junto aos superiores hierárquico do PM e, também, através de queixa por agressão física e danos morais praticados contra sua pessoa. Segundo informações do próprio Radialista, o mesmo já procurou a delegacia de polícia e o Ministério Público e amanhã irá ser ouvido por um delegado de polícia.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas