Preocupada com ‘más companhias’, mãe amarra filha com corrente em Conquista

mae

Uma mãe prendeu uma corrente em uma das pernas da filha de 14 anos, no município de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, e foi alvo de denúncias anônimas. De acordo com o Conselho Tutelar da cidade e foi confirmada pelos agentes que estiveram na casa da família da jovem, no Conjunto Europa Unida, no bairro Nova Cidade. Conforme a coordenadora do Conselho Tutelar, Cristina Fagundes, a mãe da adolescente contou que tomou a decisão porque estava preocupada com futuro da menina, que estaria andando com pessoas envolvidas com drogas.

A mãe ainda disse para a polícia que a jovem costumava sair de casa em um dia e voltar só no outro. Segundo Cristina Fagundes, a corrente com cadeado foi presa em apenas uma das pernas, mas não impedia locomoção da jovem, já que não estava presa a nenhuma estrutura. “A mãe disse que colocou para que ela se sentisse envergonhada e não sair”, esclareceu. Fagundes explica que a adolescente e os pais foram conduzidos pela polícia ao Conselho Tutelar. “Aqui [no Conselho], entendemos em colegiado que a atitude foi tomada em um momento de desespero”, explicou a coordenadora, que pediu que a mãe não fosse presa devido à atitude. “Dissemos para ela que a situação não poderia se repetir, porque o ato se configura como cárcere privado”, salientou.

A coordenadora do Conselho Tutelar disse que a mãe da adolescente é evangélica, tem outros filhos e que uma prisão poderia agravar o dilema familiar. Após passagem pelo órgão, a jovem voltou para casa com os pais e com novo encaminhamento para o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Ela já frequentava a instituição que presta apoio às famílias em regiões de vulnerabilidade social.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas