Prefeito de Santo Estevão defende nepotismo: ‘nomeei para complementar renda familiar’

Foto: Carlos Augusto

Foto: Carlos Augusto

O prefeito do município de Santo Estevão, Orlando Santiago (PSD), gerou polêmica após defender o nepotismo durante uma entrevista ao Paraguassu Notícias na última terça-feira (3). O gestor ainda afirmou que não vê algo errado nesta prática, e que nomeou parentes para cargos públicos para “complementar a renda familiar”. “Eu nomeei para complementar a renda familiar, por que eu não roubo”, justificou o prefeito.

Para fundamentar sua opinião, Santiago usou o ex-governador Jacques Wagner como exemplo. “Primeiro escalão pode. A mulher de Wagner tinha cargo no governo”, argumentou. O prefeito também afirmou que teve dificuldades em encontrar alguém para o cargo de secretário de saúde, e usou como exemplo o fato de Rogério Costa, ex-prefeito de Santo Estevão, ter nomeado para o cargo, em sua gestão, alguém natural de outro município. Por fim, Santiago falou sobre o custeio de campanhas políticas, e declarou não ser “demagogo”: “Vamos deixar de ser demagogos, não há uma eleição em que você no poder, não seja pago pelo poder”, disparou. O Bahia Notícias procurou o prefeito Orlando Santiago para o esclarecimento do caso, mas não foi encontrado


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas