Polícia Civil prende 5 suspeitos de tráfico de drogas em Jequié

Após mais de dois anos de investigação, a Polícia Civil de Jequié, deflagrou nesta semana a 2ª fase da operação SKANK, em continuidade à repressão ao tráfico de drogas de alta qualidade que eram comercializadas na cidade de Jequié e região. As investigações iniciaram no ano de 2017, tendo sua finalização após inúmeras etapas a fim de buscar elementos de informação e fontes de prova que direcionasse a prática do tráfico. Foram cumpridos nesta semana 05 (cinco) mandados de prisão temporária e 14 (quatorze) mandados de busca e apreensão domiciliar nas cidades de Jequié, Barreiras, Valença, Juazeiro, Salvador e Petrolina/PE. Vagner Carvalho de Sousa foi preso por policiais civis da delegacia territorial de Lençóis, enquanto Daniel Marques de Araújo, Mateus Nascimento Meira, Natan Couceiros de Matos Neto e Matheus Bastos Simões foram presos por policiais civis da cidade de Jequié. Em 30/08/2019 a Polícia Civil de Jequié havia deflagrado a Fase 1 da operação, oportunidade em que foram presos Edvaldo Merces dos Santos, Daniel Marques de Araújo e Rozeli Ribeiro de Araújo. Naquela oportunidade foi apreendido com o trio 3.283g de maconha skank, produto de alta qualidade avaliada em R$164.150,00 (cento e sessenta e quatro mil e cento e cinquenta reais). O grama da maconha skank está avaliada no mercado em torno de R$50,00 (cinquenta reais), enquanto a maconha comum custa R$2,00 (dois reais), outro dado importante é o poder de concentração desse entorpecente, que chega a ser 100 vezes mais forte que a maconha comum.Além desses investigados presos, a Polícia Civil indiciará outros envolvidos na mercancia ilegal de entorpecentes.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas