Poções: com dificuldades financeiras, prefeito, vice e secretários municipais estão há 2 meses sem salários

pocoes

Para reduzir custos e ajustar as contas da prefeitura de Poções, distante cerca de 60 km de Vitória da Conquista, o prefeito, Otto Wagner Magalhães (PCdoB), resolveu abrir mão dos salários. Magalhães determinou a mesma condição para os cargos de confiança e ao vice-prefeito, João Bonfim (PT).

Em entrevista a nossa reportagem na manhã de hoje (quinta-feira) o comunista disse que está há dois meses sem receber salário.

“Tivemos que tomar essa medida para garantir o pagamento em dia aos servidores da prefeitura. O momento é de muita dificuldade, mas temos honrado os compromissos”, disse o gestor, informando que, atualmente, a prefeitura conta com pouco mais de mil concursados e 500 contratados. Por Rodrigo Ferraz.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas