Paulinho participa do Ciclo de capacitação da Rede de Controle da Gestão Pública

O conhecimento diferencia a atuação na hora de fiscalizar os gastos públicos com eficiência. É incontável o número de vereadores que exercem a função Brasil a fora e não desconhecem regras de aplicações de recursos e funcionamento de vários programas dentro de uma gestão. Formado em contabilidade e exercendo o segundo mandato de vereador pelo município de Itiruçu, Paulo Ézio (Paulinho do PSB), não perde um curso de qualificação com foco na aplicação dos gastos públicos.

 

Paulinho praticou nos dias 17 e 18, em Jequié, de mais um ciclo de capacitação da Rede de Controle, com a participação de diversas autoridades de órgãos fiscalizadores, como TCU, TCE, TCM, MPF, RECEITA FEDERAL, MPE, MP, dentre outros.

 

O evento foi aberto pela chefe do Ministério Público estadual, procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado, que destacou a importância de um trabalho de prevenção para que os gastos públicos sejam adequados.

 

De acordo com a assessoria do Mistério Público, a capacitação foi voltada à sociedade civil organizada, órgãos de controle e conselhos municipais da região. Além da chefe do Ministério Público, participaram da abertura o prefeito de Jequié, Sergio Suzart; o presidente da Câmara de Vereadores, Emanuel Campos; o auditor do Tribunal de Contas da União, Marcos Vinícius castro; o secretário-geral do Tribunal de Contas do Estado, Luciano Farias; e o auditor do Tribunal de Contas dos Municípios, Ronaldo Santana. O promotor de Justiça Luciano Taques, coordenador do Centro de Apoio Operacional de Moralidade Administrativa (Caopam), foi um dos palestrantes do evento. Também estiveram presentes prefeitos da região como Zeca Braga de Planaltino, Soya de Maracás, e os prefeitos de Apuarema e Manoel Vitorino.

 

“Essas capacitações só cresce a bagagem do conhecimento. Assistir palestras importantes e detalhadas por profissionais de extrema competência é salutar. Tenho certeza que só teremos a ganhar com o conhecimento adquirido no que tange também o exercício do meu mandato de vereador. Isso clareia nosso poder de fiscalizador do dinheiro  público”, disse o vereador Paulinho ao Itiruçu Online.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas