Pastor causa polêmica com declarações e esquenta política em Itiruçu entre pré-candidatos

Uma declaração de um Itiruçuense que diz ser pastor, de nome  Eduardo da igreja Assembleia de Deus – Ministério Murié-   e que hoje reside na cidade de Tabuâo  da Serra, gerou polêmicas no município de Itiruçu ao comentar sobre como deveria ser, para ele, o perfil de um gestor público. De acordo com as declarações em grupos de WhatsApp, o pastor diz que para ser gestor público precisa ser uma pessoa de família, casado (a) e que represente o que ele acredita ser uma pessoa cristã.


A fala, no entanto, foi amplamente condenada pelos dois pré-candidatos à prefeitura. A Prefeita Lorenna Di Gregório e pré-candidato à reeleição pelo PSD 55, aproveitou para culpar a oposição pelas declarações preconceituosas, postando vídeos e replicando o conteúdo em perfil de aliados.   A declaração do pastor foi replicada de forma negativa nas redes. Assista o vídeo da prefeita acima.
O pré-candidato pelo PSB 40, o ex-prefeito Aílton Cezarino que, de igual forma, rechaçou as declarações da prefeita ao direcionar a opinião do pastor como fala do grupo de oposição, gravando um vídeo sobre o assunto onde afirma fazer política no debate de ideias, convidando a pré-candidata para um debate político de propostas. Assista vídeo acima.

Em um novo áudio, o pastor Eduardo disse que não esperava tal repercussão em suas declarações, negativando falas que o colocava como pastor de Igreja em Itiruçu.

Assista Live de Adiela Mendes


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas