Beneficiar a população do distrito de Upabuçu, Vitórias e demais comunidades de Itiruçu, e garantir o escoamento da produção agrícola da região são os objetivos da indicação de número 23.589/2019 feita pelo deputado estadual Zé Cocá (PP), ao governador Rui Costa. Através desse documento o deputado reivindicou ao chefe do executivo baiano a revitalização, pavimentação asfáltica, e implantação de sinalização vertical e horizontal na BA-557,  trecho que liga a BA- 250 ao Distrito de Upabuçu, passando pela comunidade da Vitória. A BA BA-556 provoca transtornos durante o ano, quando em adversidade de tempo: com chuva, a lama toma conta de alguns pontos e a trafegabilidade  fica comprometida. Já com tempo de sol firme, os moradores das comunidades que são margeadas pela via, sofrem  com a poeria diariamente.

O trecho tem apenas seis quilômetros e é de extrema importância para a população, em grande parte formada por agricultores que dependem da rodovia para escoar a produção agrícola. O deputado explica que a via representa perigo para quem trafega pelo local e se torna impraticável no período chuvoso. Além do distrito de Upabuçu, a obra solicitada por Zé Cocá vai beneficiar também a população dos povoados do Feto e da Vitória, cortados por pontos críticos da rodovia.


A Equipe da Polícia Rodoviária Federal, apreendeu cerca de 930 quilos de cocaína na madrugada desta segunda-feira (14) em Feira de Santana, distante 116 quilômetros de Salvador. Um homem e uma mulher foram presos em flagrante.

O flagrante ocorreu durante fiscalização da PRF de combate a criminalidade no KM 429 da BR 116, após ordem de parada a um veículo I/M.BENZ, do tipo caminhonete baú, conduzido por um homem de 39 anos. Ele estava acompanhado de uma mulher de 23 anos de idade. Durante a fiscalização, os agentes estranharam o comportamento e a história contada pelos ocupantes da caminhonete, e diante das contradições na entrevista decidiram aprofundar a fiscalização no veículo, quando encontraram os 930 tabletes de cocaína escondidos em compartimento oculto em meio a carga de caixas de isopor.

Questionado, o motorista disse que ‘pegou’ o caminhão em Barreiras (BA) e que o destino da carga seria a cidade turística de Valença, no recôncavo baiano.

Diante dos fatos, a droga e os presos foram conduzidos a Delegacia de Polícia Judiciária, para os trâmites legais.

Entre 01 de janeiro e 14 de outubro 2019, a maconha segue liderando o ranking das drogas mais apreendidas pelos PRFs na Bahia. No total, foram 10,1 toneladas de maconha retiradas de circulação, seguida da cocaína (1,3 toneladas) e do crack (103 quilos).


Começou neste domingo (13) o CRV – Campeonato Regional da Várzea com dois jogos, sendo um de cada grupo.  A atual campeã da competição, União Desportiva Itiruçu começou com pé esquerdo a defesa do título, sendo derrotada pela equipe da Vila Geraldo Cerqueira pelo placar de 3×2. O jogo do outro grupo, o Atlético Baiano do Entroncamento de Jaguaquara venceu a equipe do Vila Nova por 1×0.  No domingo dia 20 a bola volta a rolar com mais dois jogos.O campeonato é realizado pela omissão da comunidade. Noel, Jaime e Naldo.

O vereador Jó de Jú, apoiador das equipes da cidade, deu o toque inicial da competição, ao lado do diretor de esportes de Itiruçu, José Wilson.


Cerca de 50 mil pessoas acompanharam o rito de canonização de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a irmã Dulce, e de outros quatro beatos, neste domingo (13), na Praça São Pedro, no Vaticano.

A Santa Sé estima que aproximadamente 10 mil brasileiros participaram da celebração. Entre eles, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão; os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP); e do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffolli; o governador da Bahia, Rui Costa (PT-BA); e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA)

Além da primeira santa brasileira, o papa Francisco também canonizou a italiana Giuseppina Vannini; a suíça Margarida Bays; o inglês John Henry Newman e a indiana Maria Teresa Chiramel Mankidiyan.

Ao se dirigir à multidão que lotava a Praça São Pedro, o papa citou trecho do evangelho de Lucas para destacar a importância da fé e da solidariedade.

“Precisamos de ser curados da pouca confiança em nós mesmos, na vida, no futuro; curados de muitos medos; dos vícios de que somos escravos; de tantos fechamentos, dependências e apegos: ao jogo, ao dinheiro, à televisão, ao celular, à opinião dos outros”, comentou Francisco. “Mas a fé caminhar juntos, jamais sozinhos. Constitui nossa tarefa ocuparmo-nos de quem deixou de caminhar, de quem se extraviou: somos guardiões dos irmãos distantes. Quer crescer na fé? Ocupa-se dum irmão distante”.


O subprocurador-geral junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Rocha Furtado, solicitou a fiscalização sobre os gastos de autoridades que participaram da viagem ao Vaticano para acompanhar a cerimônia de canonização de Irmã Dulce, neste domingo (13).

Rocha ainda solicita que o órgão vete o uso de dinheiro público para financiar despesas não justificadas. Entre autoridades que foram à Cidade do Vaticano estão o vice-presidente da República, Hamilton Mourão;  e os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), respectivamente.

Na petição, o subprocurador requer a ‘fiscalização de gastos’ para autoridades da Câmara dos Deputados, do Senado, do Supremo Tribunal Federal, da Presidência e Vice-Presidência da República, da Procuradoria-Geral da República e do Ministério das Relações Exteriores.


O governo japonês mobilizou 27 mil membros das Forças de Autodefesa (exército) para os trabalhos de socorro. O Hagibis tocou terra no sábado pouco antes das 19h00 e, cerca de duas horas depois, chegou à capital japonesa com rajadas de vento até 200 quilômetros por hora, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão. As chuvas torrenciais fizeram transbordar o rio Chikuma, afetando várias cidades e províncias como Negano.

Na cidade de Sano, em Tochigi, a enchente no rio Akiyama afetou também uma área residencial, à qual já acorreram equipes de resgate, incluindo soldados. Em Kawagoe, o rio Ope deixou cerca de 260 pessoas presas em um lar de idosos. Por sua vez, em Tóquio, o rio Tama também excedeu o seu limite, inundando os pisos térreos de vários edifícios, incluindo um hospital. Mais de sete milhões de pessoas foram aconselhadas a deixar as suas casas, tendo dezenas de milhares sido acolhidas em centros de abrigo.


Santa Dulce dos Pobres. É assim que Irmã Dulce passa a ser chamada após a cerimônia de canonização que a tornou santa na manhã deste domingo (13) na Praça de São Pedro, no Vaticano, lotada de fiéis. A santa, conhecida popularmente como Anjo Bom da Bahia, foi uma das religiosas mais populares do Brasil graças ao trabalho social prestado aos mais pobres e necessitados, principalmente na Bahia.O Vaticano considera que Santa Dulce dos Pobres é a primeira santa brasileira. Embora outras brasileiras e uma religiosa que atuou no país tenham sido canonizadas pela Igreja Católica anteriormente, irmã Dulce é a primeira mulher nascida no Brasil que teve milagres reconhecidos.

Outros quatro beatos, de diferentes nacionalidades, também foram canonizados por Papa Francisco às 10h34 (5h34 no horário de Brasília) deste domingo (leia mais abaixo). De acordo com o Vaticano, 50 mil pessoas participaram da cerimônia. “Em honra da Santíssima Trindade, pela exaltação da fé católica e para incremento da vida cristã, com autoridade de nosso senhor Jesus Cristo, os santos apóstolos Pedro e Paulo, depois de haver refletido longamente, ter invocado a ajuda divina e escutado o parecer de muitos irmãos do episcopado, declaramos e definimos santos os beatos: John Henry Newman, Giuseppina Vannini, Mariam Thresia Chiramel, Dulce Lopes Pontes e Marguerite Bauys”, declarou o Papa, em latim.
Papa pede intercessão de outros santos.

O chamado “rito de canonização” ocorreu na missa de domingo celebrada pelo Papa. Após um canto de entrada, o Papa abriu a celebração e, em seguida, houve um canto de “invocação do Espírito Santo”. O ato é uma forma de pedir a Deus que o ajude a tomar uma decisão acertada.

Depois, em uma “ladainha” — uma oração cantada —, a Igreja invocou a intercessão de todos os outros santos. Em seguida, foi lida a fórmula de canonização. Depois da leitura da fórmula, em latim, os cinco beatos foram considerados santos. A partir daí, houve um canto de comemoração e a missa seguiu como ocorre nos demais domingos.
Na homilia da missa de canonização, o Papa Francisco afirmou que as pessoas que se dedicam ao serviço dos mais pobres na vida religiosa fizeram “um caminho de amor nas periferias existenciais do mundo”.

Francisco disse que, como os leprosos citados nos textos bíblicos, “todos nós precisamos de cura” e somente Jesus oferece essa cura. Por isso, segundo ele, é preciso rezar, pois “a oração é o remédio da alma”.


Notas fiscais da empresa Viu Mídia entregues pelo PSL de Minas Gerais à Justiça Eleitoral reforçam a suspeita de caixa dois na campanha do partido em 2018. Os documentos, que integram a prestação de contas da legenda, corroboram dados de uma planilha apreendida pela Polícia Federal na sede da empresa.

O arquivo encontrado pela PF sugere que parte do dinheiro do esquema de candidaturas de laranjas foi desviado e abasteceu, por meio de caixa dois, campanhas de outros candidatos do PSL –entre elas a do presidente Jair Bolsonaro e a de seu hoje ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, como revelou a Folha no último domingo (6). Os dois negam irregularidades. O caixa dois é a movimentação de recursos sem o conhecimento da Justiça Eleitoral e pode ser punido com até cinco anos de prisão.

A planilha apreendida pela PF na Viu Mídia durante a investigação tem oito colunas, entre elas o nome do candidato para o qual o material teria sido realizado, o tipo de material e as quantidades. Nas colunas que tratam de valores, há uma intitulada “NF”, interpretada por investigadores como sendo “nota fiscal”, e outra intitulada “out”, que, ainda segundo policiais, indica pagamento “por fora”.

Aproximadamente 70 nomes de candidatos aparecem na coluna “out”.

Em pesquisa em fontes abertas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a reportagem localizou dez notas fiscais da Viu Mídia entregues à Justiça pelo PSL, no valor total de R$ 48,4 mil. Esses documentos trazem em seu campo de discriminação materiais e valores que coincidem com os materiais e valores descritos na coluna “NF”. Não há, nos papéis encaminhados à Justiça, registro dos materiais e valores constantes na coluna “out” da planilha apreendida, reforçando o indicativo de caixa dois.

O caso relacionado à campanha de Bolsonaro é ilustrativo: na planilha apreendida, há registro da confecção de 2.000 “laminados” (possivelmente adesivos em papel laminado), com custo total de R$ 5.750, sendo R$ 1.550 na coluna “NF” e R$ 4.200 na “out”.

Nos documentos apresentados pelo PSL-MG em prestação de contas eleitoral, há na nota fiscal de número 2018/65 a descrição da produção de 300 laminados de 50 por 70 centímetros para a campanha de Bolsonaro, ao custo unitário de R$ 2,50, totalizando R$ 750. Já na nota de número 2018/66, há o registro da produção de outros 200 laminados de 50 por 70 centímetros para a campanha do presidente, ao custo unitário de R$ 4, totalizando R$ 800.

A soma, R$ 1.550, é exatamente a mesma da descrita em nome da campanha de Bolsonaro na coluna “NF” da planilha apreendida pela PF. A Viu Mídia foi investigada porque duas das candidatas laranjas declararam à Justiça Eleitoral ter gastado R$ 30 mil na empresa. Na busca e apreensão, a polícia não encontrou nenhum sinal de que a empresa tenha produzido material para Naftali Tamar e Camila Fernandes, duas das acusadas de candidatas de fachada.

“Essa análise demonstra indícios de que os valores pagos para a produção de material gráfico para Naftali e Camila foram utilizados para a produção de material gráfico para outros candidatos do PSL”, diz relatório dos investigadores. Leia mais aqui