PAC2: EMPRÉSTIMOS SÃO REPENSADOS POR PREFEITURAS


O primeiro balanço da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) mostra que apenas 74% dos investimentos previstos entre 2011 e 2014 serão concluídos dentro do prazo. Isso representa R$ 708 bilhões, de um total previsto de R$ 955 bilhões para o período. A execução do PAC 2 totalizou R$ 86,4 bilhões no primeiro semestre deste ano, incluindo recursos do Orçamento da União, de estatais e do setor privado. A execução orçamentária do Governo alcançou R$ 10,3 bilhões entre janeiro e 27 de julho, valor levemente inferior aos investimentos pagos pelo governo nos sete primeiros meses do ano passado, que foi de R$ 10,5 bilhões. Informações na imprensa local dão conta de que os municípios não terão mais prazo para se escreverei no programa de aceleração do crescimento, não se sabe a real intenção de tais informações, uns para pressionar a câmara de vereadores, outros para deixar clara a real situação do programa. Porem o que não está sendo divulgando é que a analises de cada município foram prorrogadas em 15 de julho deste ano, diacordo com as informações contidas no SIT do governo federal. Os municípios que não apresentou seus projetos dentro do PAC2 no prazo ganharam novas datas até o mês de agosto. Como as inscrições estão sendo repensadas por prefeitos e vereadores, este prazo deverá ser estendido por mais alguns dias, vez que, estes empréstimos requer uma atenção maior para não causar problemas de dividas eternas nas prefeituras brasileiras. Os gestores que têm as câmaras com sua maior parte ligadas a eles, não tiveram dificuldades em enviar os projetos, vez que, vereadores que fazem parte de governos municipais não costumam dizer não a seus gestores, independente do conteúdo votado. Vale lembra que existe dentro do projeto prazos para determinadas areais pretendidas em receber o financiamento.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas