Nova Itarana confirma o segundo caso de Covid-19

Município segue com ações de combate para evitar avanço da Covid-19.

O município de Nova Itarana, no Vale do Jiquiriçá, desde o início da pandemia, tomou medidas duras e até mesmo radicais para o momento. Afinal, ninguém imaginava chegar a (mais de) um milhão de infectados e 60 mil mortes no Brasil. Mas a gestão pública do pequeno município de 8 mil habitantes, liderada por Danilo Italiano, se antecipou ao caos. Talvez pela visão de profissional de saúde, o prefeito (que é enfermeiro) foi firme nas medidas de combate, e o rigor foi decisivo para se manter sem casos positivos de Covid19 em 100 dias de pandemia. Pouquíssimos municípios conseguiram essa marca.

O primeiro caso, importado, nem chegou efetivamente à cidade. O paciente infectado estava internado em Salvador, adquiriu a doença e se curou sem vir à Nova Itarana, sem registro de familiares ou contactantes infectados. Ainda assim, o prefeito tomou mais uma medida dura: decretou lockdown durante o período junino, e a cidade fechou as portas durante 5 dias.

21 dias depois do primeiro caso, a cidade contabiliza o segundo, que não tem relação com o anterior. O paciente está com sintomas leves, isolado, e todos os familiares e pessoas que tiveram contato foram testados. Os testes deram negativo e todos estão em monitoramento.

Não foi identificada linha do tempo desse contágio, portanto o prefeito repete o alerta que vem fazendo com frequência nas redes sociais. “Fiquem em casa, lavem as mãos, usem máscara. Fizemos tudo que os protocolos dos órgãos reguladores de saúde orientam. As equipes estão nas ruas, conscientizando, fiscalizando. Fechamos todos os acessos alternativos e a barreira sanitária age com todo rigor. Mas se a população não cumpre as determinações, é difícil ter sucesso. A nossa expectativa é parar por aqui, não queremos mais casos positivos. Juntos, a gente consegue”, encerra o prefeito Danilo.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas