Movimento ‘Queremos água’ une Itiruçu e Lajedo e moradores vão fechar BA-250 em protesto pela falta d’água

Barragem atingiu nível morto por 10 vezes nos últimos 8 anos. Foto/Blog Itiruçu Online.

Acabou a paciência. Os municípios de Itiruçu e Lajedo do Tabocal sofrem com o desabastecimento há 15 anos, sendo socorridos por períodos de chuvas e passam a contar com o  abastecimento regulado. Todas as vezes que a Barragem do Baixão chega ao nível morto, a Embasa anuncia melhorias, mas basta a chuva cair que as promessas somem.

Nos últimos 5 anos  moradores passaram a conviver com problemas mais graves no sistema de abastecimento, como por exemplo, a serem abastecidos com água suja por erros da empresa, com a dificuldade de tratar pouca água e desautoriza a lavagem dos filtros russos, o que acaba gerando problemas na qualidade da água.

Nesta terça-feira (05), moradores dos municípios abastecidos perderam a paciência e resolveram unirem-se para chamar atenção contra a falta d’água. Há localidades nos dois municípios que estão há 60 dias sem cair água.

O movimento organiza de forma pacifica protestos para cobrar do Governo do Estado uma solução definitiva para sanar o sofrimento das famílias, previsto para ocorrer no próximo dia 11, às 09h, em frente a sede local da Embasa e, posteriormente, deve chegar a BA-250, ato que tornará o protesto maior.

Promessas de soluções:

O governador Rui Costa já anunciou que o Estado atenderá um anseio antigo da população regional, que é o projeto de transposição de águas do Rio Paraguaçu para os municípios de Maracás, Planaltino, Lajedo do Tabocal, Itiruçu e Nova Itarana. A questão é que já são 10 anos de anúncios e nenhum de ações.

Já houve reunião coletiva com a Embasa com lideranças politicas há 06 anos, chegando a conseguir perfuração de poços tubulares que até ajudaram o sistema a funcionar, mas não resolve a questão.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas