Márcio Matos, coordenador do MST e ex-líder do PT é assassinado a tiros em Iramaia

O Ex-diretor Nacional do PT, líder do MST em Iramaia e região, Márcio Matos, foi assassinado na noite desta quarta-feira (24) na cidade de Iramaia. De acordo com informações ao Itiruçu Online, Matos estava em sua fazenda quando foi surpreendido por homens que efetuaram disparos de arma de fogo, sendo alvejado na cabeça e morrendo no local.

Equipes da Polícia Militar e do SAMU  foram  acionadas e estiveram  na fazenda. O crime deve ser investigado pela polícia civil. As primeiras informações são de que a motivação é levada a crime político.  O corpo foi removido ao IML de Jequié e posteriormente será devolvido aos familiares e deve ser velado em Vitória da Conquista.

Conquistense, Márcio Matos ocupava cargo de Secretário de Administração na cidade de Itaetê e era atual  coordenador do MST, na qual liderou nas cidades de Iramaia e Vitória da Conquista. Filho de Jadiel Matos, ex-prefeito de Conquista, Márcio era tido no meio político como jovem arrojado e bom articulador. Matos participaria de uma reunião com membros do MST na noite desta quarta-feira. Com tinha 33 anos, o jovem pleiteou ser candidato a prefeito de Vitória da Conquista.

De acordo com a Polícia Civil,  Márcio foi assassinado na frente do filho de 6 anos. Não há detalhes sobre as circunstâncias do crime, nem sobre autoria e motivação. A polícia investiga e já descartou a hipótese de latrocínio, porque nada foi levado da casa da vítima. Uma equipe da coordenadoria da Polícia Civil de Jequié acompanha as investigações.

A superintendência regional do Incra na Bahia também lamentou a morte do líder do MST. De acordo com o Incra, o fato aconteceu no assentamento Boa Sorte Una, situado no município de Iramaia, onde Matos era assentado. Nesta quinta-feira, a Ouvidoria Agrária Regional do Incra/BA oficiou a Ouvidoria Agrária Nacional e a Coordenação do Grupo Especial de Mediação de Acompanhamento de Conflitos Agrários e Urbanos (Gemacau), setor que integra a Secretaria de Segurança Pública (SSP), solicitando informações sobre o crime, e relatando o ocorrido.

Atualizada as 11h.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas