Marcelo Veiga defende a inserção de cirurgiões-dentistas em UTIs nos hospitais da Bahia.

O direito constitucional à saúde foi amplamente defendido e discutido pelo deputado estadual Marcelo Veiga (PSB) em projeto de lei nº 23.443/2019, de sua autoria, publicado nesta terça-feira (13), no Diário Oficial do Estado. Para o parlamentar baiano, que apresentou seu projeto na Sala das Sessões da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALBA), a presença de cirurgiões-dentistas nas UTIs dos hospitais baianos, e de outros profissionais de odontologia devidamente supervisionados em outras unidades vai encurtar tempos de tratamentos, prevenir doenças e infecções oportunistas e melhorar a qualidade de vida de pacientes que precisam de toda atenção e cuidado que que possam ser dados.

 

“Eu percebo que os cirurgião-dentista tem muito à contribuir para com as equipes médicas que atuam nas UTIs da Bahia. A saúde bucal tem efeitos sérios no nosso bem-estar geral. Apesar de não parecer, até mesmo órgãos como o coração sentem os efeitos de uma boca saudável ou que precisa de cuidados urgentes. Além disso precisamos tratar os pacientes com o máximo de humanidade, o máximo de respeito e, diria até, o máximo de carinho que pudermos”, observa o parlamentar.

 

Marcelo Veiga esteve com a presidente da Comissão de Odontologia Hospitalar, Drª Andrea Figuereido e a odontóloga também destacou a importância de se ter cirurgiões-dentistas nas UTIs da Bahia, “Segundo pesquisas do Hospital Albert Einstein a inclusão do cirurgião-dentista na equipe multiprofissional do transplante de medula óssea foi capaz de diminuir por volta de 5 dias o tempo de internação. Reduziu em 50% a necessidade de morfina para controle da dor e apresentou duas vezes menos necessidade de alimentação parenteral, e diminuindo consideravelmente o risco de infecções bacterianas num ambiente de risco.”, complementou.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas