Maracás: Delegada diz que morte de anciã será investigada; Suspeita-se de latrocínio

Foto Alan/Itiruçu Online

Foto Alan Silva/Itiruçu Online

A anciã Georgina Maria Garcia, de 92 anos, conhecida pelo apelido de Gió, foi encontrada morta dentro de sua residência, situada à Praça Rui Barbosa, Centro de Maracás, na tarde desta sexta-feira (27).

A notícia da morte causou comoção na cidade por ser a anciã bastante querida. As primeiras informações, de populares, davam conta de um latrocínio, roubo seguido de morte. De acordo informações de leitores do Blog Itiruçu Online, Gió havia cuidado de flores para uma procissão na cidade , mas mesmo antes de finalizar o cortejo religioso a anciã havia se retirado para casa.

Um vizinho pressentiu a ausência da anciã, que como de costume ficava debruçada na janela da residência. Ao verificar, constatou o corpo caído próximo à geladeira com bastante sangramento, e ao perceber a residência com os cômodos revirados, acionou a PM informando o ocorrido. A PM esteve no local e constatou o ocorrido.  A Polícia Civil e o Departamento de Polícia Técnica foram acionados e estiveram fazendo o levantamento cadavérico e a perícia do local.

IMG-20160527-WA0200-1

De acordo com a Polícia Civil, em contato com o Blog Itiruçu Online, foi constatado pela perícia, inicialmente, que dona Georgina Maria Garcia estava sem vida e com uma forte pancada na cabeça. De acordo com a delegada Dra. Viviane Rosa, apenas após a realização de necropsia poderá confirmar as causas da morte.

As primeiras informações de Latrocínio são cautelosas por parte das autoridades policiais.  Ainda segundo a delegada, as investigações já foram  iniciadas para esclarecer a morte. Mas a Polícia confirmou ao Itiruçu Online que a residência estava revirada, e que não foi percebido roubo de objetos visíveis. A anciã morava sozinha.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas