Maracás confirma 1º caso de coronavírus; paciente é uma mulher que importou doença de Sã Paulo

A Cidade de Maracás confirmou o 1º caso de coronavírus.  De acordo com informações da prefeitura, a paciente é uma mulher de 37 anos que esteve em São Paulo e retornou para Maracás, sendo orientada em sua chegada o isolamento voluntário, mas depois de alguns dias começou sentir sintomas leves da doença, sendo atendida no Centro de Referência para sintomáticos respiratórios em Maracás. O Caso foi notificado e colocado em isolamento obrigatório e agendado o teste rápido a partir do 7 (sétimo) dia do início dos sintomas.

A cidade tem em seu boletim 18 pessoas testadas como negativos para COVID-19 e 04 aguardando coleta e/ou resultados. No entanto, a divulgação da confirmação do caso e de 01 recuperado, gerou revolta na cidade, pois a gestão não foi transparente ao divulgar a pessoa com sintomas de covid-19. Foi preciso passar 14 dias para que houvesse uma divulgação.

A Prefeitura reforçou a importância de seguir as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde de Maracás quanto ao isolamento, uso de máscaras, lavagem das mãos ou uso do álcool 70%.

Nota de esclarecimentos!

Depois da divulgação do primeiro caso de Covid-19 em Maracás, nas redes Sociais Moradores cobravam sobre dados do Boletim anterior, e a Prefeitura emitiu esclarecimentos e diz que o caso era monitorado como suspeito, mas sem confirmação do teste. De acordo com a assessoria da prefeitura, isso acontece com todos os municipios, pois não existem testes rápidos para todos suspeitos e, mesmo quando existem, precisa da comprovação do Laboratório Central da Sesab.

No caso de Maracás, ainda não consta nos dados do Estado através do Lancen, exatamente por ter sido feito por teste rápido, devendo obedecer o sétimo dia em que o paciente sente os sintomas.

Adiantar o resultado, de acordo com o município, é justamente para alertar a comunidade sobre os cuidados com a proliferação do Coronavírus no município. 


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas