Lateral brasileiro é vitima de racismo na Itália e jogo é interrompido

O lateral-esquerdo brasileiro Dalbert, da Fiorentina, foi vitima de cantos racistas por parte da torcida do Atalanta, neste domingo, em partida válida pelo Campeonato Italiano. O jogador relatou o caso ao árbitro da partida, que acabou interrompida por três minutos. Durante esse período, o sistema de som do estádio Ennio Tardini repreendeu os gritos racistas, recebendo vaias.

O presidente da Fifa, Ginni Infantino, que acompanhava a partida ao vivo através da rede de TV italiana ’90mo minuto’ lamentou o fato ocorrido.

– O racismo se combate com educação, condenando, falando nele. Não se pode ter racismo na sociedade e no futebol – declarou.

– Precisamos identificar os autores e expulsá-los dos estádios. É preciso, como na Inglaterra, a certeza da punição. Não devemos ter medo de condenar os racistas, devemos combatê-los até o fim – concluiu.

O resultado da partida acabou ficando em segundo plano. As equipes empataram em 2 a 2, com gols de Chiesa e do Veterano Ribéry, pelo lado da Fiorentina e Ilicic e Castagne, já nos acréscimos, pelo Atalanta.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas