Lajedo Tabocal: professores cobram pagamento do Piso e de salário em atraso; ‘O piso é lei, tem que ser pago e não negociado’

Fotos Divulgação/Blog Itiruçu Online.

Os professores municipais da cidade de Lajedo do Tabocal ameaçaram entrar em  estado de greve nesta terça-feira, 10, após cobranças de atraso salarial referente ao mês de fevereiro deste ano e do cumprimento do Piso Nacional dos Professores, ainda não pagos pela gestão municipal.

De acordo com a professora Nádia Alves, diretora local do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), os funcionários da educação que trabalham no município não receberam o salário de fevereiro. Depois de realizar uma assembleia na plenária da Câmara de vereadores, os professores caminharam no centro da cidade e pararam em frente a sede da prefeitura. No local os gritos foram de “Queremos nosso piso”.

Em nota, a APLB se manifestou após a decisão da categoria com a reportagem do Itiruçu Online. Confira:

Os professores de Lajedo do Tabocal reuniram-se em assembleia para posicionarem-se quanto ao não pagamento do piso salarial e, também, o atraso nos salários dos profissionais da educação. Como é do conhecimento de todos, o Governo Federal reajustou o piso do magistério em 12,84% a partir de janeiro de 2020 , entretanto, o Município de Lajedo não cumpriu o que determina a lei no mês de janeiro e até a presente data nem sequer pagou o salário. O piso é lei, tem que ser pago e não negociado, muito menos nos termos da prefeitura parcelando o percentual de reajuste, o que só acarreta prejuízos a categoria. Já tivemos essa experiência de parcelamento e não concordamos mais com essa proposta. Queremos e merecemos respeito como profissionais que somos. Não estamos em greve ainda, mas estaremos tomando medidas e ações pontuais até que a gestão municipal cumpra com o seu dever porque nós temos cumprido com o nosso. Diz a nota da APLB.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Com Gritos de Queremos nosso Piso, Professores de Lajedo do Tabocal entram em estado de greve.

Uma publicação compartilhada por Itiruçu Online (@itirucuonline) em


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas