Lajedo Tabocal: Alegando aglomerações, prefeita pediu para encerrar evento beneficente a Jean

Evento beneficente a Jean em Lajedo do Tabocal. Foto/Blog Itiruçu Online.

Faltam 24 dias para encerrar o mandato de Mariane Fagundes a frente do município de Lajedo do Tabocal. A gestora não quis ir à avaliação popular para buscar a reeleição, mas, ao que parece e pelos termômetros em solos Lajedense, não adiantaria.

Deu para sentir no último sábado (05), quando um grupo de amigos realizou um evento beneficente para ajudar o jovem Jean, diagnosticado com câncer e que o tratamento custa muito caro.

O evento foi um torneio Society no campo do Clube Social, iniciado às 14h e finalizado às 17h. Por volta das 18h, a Viatura da Polícia Militar esteve no Campo e, segundo a PM, a prefeita teria pedido para encerrar as atividades alegando que estava havendo aglomerações. Os organizadores mostraram aos Policiais o ofício do evento e o objetivo.

No entanto, a solicitação da prefeita já no final do evento gerou insatisfação no local. As pessoas começaram a questionar: fazer atividades físicas não pode, mas campanha política que aglomerou muito mais poderia fazer? Bandeiradas na Feira Livre, carreatas, visitas às residências de eleitores poderia fazer quando foi conveniente?

Vale salientar que, a decisão da prefeita de não concorrer à reeleição teria sido para cuidar do vírus, mas lançou seu candidato pelo partido.

Evento em local aberto não gera transmissão do vírus desde que todos usem máscaras. O ponto será problema dos prefeitos com a população, pois quando foi conveniente para eles provocarem aglomerações e não tomarem medidas para coibir o avanço do vírus, ficaram em silêncio.

Organização do evento: 

A organização do evento solicitou das equipes o uso de Máscaras quando estivessem fora de jogo e o uso do Álcool  em Gel. A torcida presente foi orientada a usar Máscara e não fazer aglomerações, e no período da noite dispersada do local.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas