Lagedo do Tabocal: Presidente da Câmara rompe com grupo político da prefeita Mariane Fagundes

Esquentou o cenário Político em Lagedo do Tabocal. Já são quase 15 dias de discussões entre prefeitura e Câmara de vereadores, orientados por um projeto enviado à Câmara Municipal que solicita a regularização do Legislativo para que o município gaste os 40% dos recursos do FUNDEF (atual FUNDEB).  O assunto rendeu ainda mais depois que aliados da prefeita enviaram uma nota a Blogs  com insinuações sobre uma negativa do presidente da Câmara, vereador Joseilson Almeida, chamando os pais de alunos para irem à Câmara pressionar o presidente para pautar o projeto com urgência, na justificativa de os recursos serem destinados para reformas de escolas e geração de empregos.

As justificativas via imprensa não foram suficientes para colocar o projeto em análise  na última sessão do dia 09/10,  pois, de acordo com o presidente da Câmara, é preciso que o município  envie um projeto claro com detalhes de como será gasto os recursos citados, com detalhamento das mencionadas reformas das escolas, o que não foi enviado pelo município, sendo feito apenas relatos dos valores por escola, sem saber que tipo de reforma e especificação de obras serão  realizadas.

O assunto rendeu durante toda a semana. Na política a máxima diz que, quem não sabe rezar, xinga a Deus. E com isso a prefeita Mariane Fagundes acabou perdendo um importante aliado na política local, que por mais de 20 anos ajudou à família Fagundes: o vereador e presidente da Câmara, Joseilson Almeida, que desabafou no programa de rádio da emissora local, anunciando o rompimento político com o grupo da prefeita e com o deputado Euclides Fernandes.

“Chega de querer colocar a faca na goela dos vereadores e do presidente. Nós não colocamos projeto de urgência urgentíssima em votação, principalmente se não houver clareza no que estamos aprovando. Não pensem que irão gastar o dinheiro igual fizeram em Jequié, em Lagedo não, pois aqui temos pessoas inteligentes e que amam Lagedo. Há mais de 20 anos faço parte do grupo Político da Família Fagundes, mas quando não aceito um negócio desse, eu não presto mais? Então, estou saindo desse grupo e também não faço mais parte do grupo de apoio ao deputado Euclides Fernandes, o qual acompanho há mais de 14 anos e, mesmo assim, não teve o menor respeito por mim, pois colocou repórteres de sua rádio para fazer matérias contra minha pessoa, isso é inaceitável. Se sair hoje da política, deixarei de cabeça erguida olhando na cara de cada um e falando: não gastaram o dinheiro do jeito que eles queriam, ou gasta o dinheiro da maneira correta, ou nada passará pela Câmara, pois não aceitaremos engolir do jeito que estar este projeto”, desabafou o vereador.

O vereador encerrou o desabafo na emissora de rádio dizendo que foi engado pela prefeita. “Quero dizer para a prefeita Mariane, que ele mim enganou e também ao povo de Lagedo, quando nos prometeu que viria morar em Lagedo do Tabocal, mas ela não mora em Lagedo, apenas vem e retorna todos os dias, e é outra pessoa que comanda Lagedo, e que também não mora na cidade, vindo uma ou duas vezes por semana”, concluiu.


Comentários

Deixar uma Resposta


Notícias Relacionadas